19 de outubro de 2011 00:34

Por Edu Soares

Pode parecer redundante, mas faz sentido: vejo pessoas com grande potencial que perderam um futuro que tinha tudo para ser primoroso justamente devido àquilo que elas tinham de melhor: o potencial. Essa gente parece brindar a vida com champanhe de talento numa taça de soberba. Com o tempo, acontece o óbvio: a bebida acaba e resta apenas o excesso de confiança e como todos sabem esta geralmente leva qualquer pessoa ao fracasso iminente.

Também não é raro encontrar gente com potencial enorme que sucumbe diante das criticas feitas por invejosos portadores de pessimismo desmedido. Em ao comparação ao exemplo do primeiro parágrafo, o segundo caso pode ser até pior, pois a pessoa sabe do seu potencial, tem na humildade o alicerce para o sucesso mas (talvez por imaturidade) as quedas surgem a cada critica não construtiva, não conclusiva e não condizente com a verdade. Ou você acha que a inveja tem coerência/conclusão/incentivo?

Se você faz parte do “potencial soberbo”, pode parar a leitura a partir de agora. Não perco tempo com pessoas que se consideram aquilo que nunca foram (e provavelmente nunca serão). Agora, pra você que lê estas linhas e faz parte do “potencial influenciável”, cito um trecho filosófico do filme Rocky Balboa. Pouco antes da grande luta, o ex-ex-ex-ex campeão discursou assim para seu incrédulo (e mala-sem-alça) filho:

“ Vou te dizer algo que você já sabe: o mundo não é um arco íris. É um lugar ruim e duro. Não importa o quão forte seja, vai colocá-lo de joelhos e vai deixá-lo lá. Ninguém vai bater mais forte que a vida. Mas não importa como bate e sim o quanto aguenta apanhar e continuar tocando. O quanto pode suportar e seguir em frente. É assim que se ganha! Se você tem valor, busque o que é digno de você. É preciso estar disposto a apanhar e não levar dedo na cara, dizendo que não é o que deseja por causa de ninguém. Covardes fazem isso e você não é assim! É melhor que isso!”

Todo santo dia a vida lhe oferece um leque infindável de promissoras opções. Sabendo disso, simplesmente acredite em você mesmo, caso contrario você nunca terá uma vida.

  • “Qualquer limitação ou qualquer solução está dentro de cada um de nós!”
    Parece fácil e sabemos todos que não é. Ninguém disse que seria. Isso não quer dizer que não enfrentaremos desafios e dias turbulentos, mas teremos ferramentas para embasar nossas decisões, para fazer nossas escolhas. Porque essas escolhas começam pelo mais importante: por nós mesmos.
    Cheiro…

    Fazer uma opção por nós mesmos é realmente necessário.

  • To assim Edu, abatida por algozes reais e imaginários!

  • Obrigada!

  • Tatiana

    Uau, maravilhoso! Obrigada e parabéns!

  • Paula Regina

    Edu, obrigada pela crônica.

    Já passei por um chefe de meu estágio numa fundação municipal que enquanto não me tirou dali, não sossegou.
    A inveja dele era tanta para o sucesso de meu Projeto, que assim que foi “permitido” (troca de Prefeito) ele fez cópia carbono tosca de TODO o meu Projeto.

    Por isso eu digo a todos que eu tenho carinho: não se abatam por invejosos ou críticos mancomunados.É assim que se ganha!

  • Katiane

    Excelente!! Sabias palavras

  • Ana Cavalcanti

    Amei o texto,mas só existem esses dois tipos Edu?? Nao existe um mais perto do perfeito? Rsrs Tipo o equilibrío perfeito entre auto confiança e flexibilidade ??

  • ANDREA… A FÊNIX!!!

    Foi um soco no meu estomago!!!
    Obrigada e vou fazer disso uma filosofia de vida.

  • Ainda bem que o Edu voltou, e pra variar, enfiando o dedo no dodói da gente!!
    Beijos lindo.. não some!

  • É por isso que sou fã dos filmes do Rock Balboa.

  • DANIELA ALENCAR DOS SANTOS

    Amei esse texto! Estava precisando ouvir palavras de incentivo mesmo, frente à uma vida tão difícil, e estas foram essenciais! Obrigado! Você não sabe como ajuda tantas pessoas com palavras como estas!