24 de junho de 2013 18:25

Por Renata Poskus Vaz

A foto da repórter da Folha de SPaulo, Giuliana Vallone, atingida propositalmente pela polícia com uma bala de borracha no olho, chocou o País. Isso foi há quase 20 dias, em meio aos protestos contra o aumento pelos R$0,20 nas passagens de ônibus de São Paulo. A intolerância policial e falta de diálogo, somados as cenas como a do olho ferido de Giuliana, fizeram com que o Brasil inteiro se compadecesse e fosse às ruas protestar não só pelos 0,20 centavos, mas por tudo o que lhe incomodava na má administração governamental do País.

A jovem modelo plus size Cléo Fernandes, brasileira, publicou uma foto em seu Facebook com o olho roxo. Veja só:

Cleo olho roxo

A ideia do olho roxo, reproduzida por Cléo, foi adotada nas redes sociais da internet por muitas outras personalidades. É uma forma de dizer que a dor de Giuliana e de todos os que protestam, é a dor de todos nós.

  • Valter Sanches

    Parabéns a todos aqueles que estiveram nas manifestações e a todos os outros que de uma forma ou de outra não puderam estar presencialmente, porém participaram também de coração, ao reinvindicar um Brasil melhor, mais justo e sem corrupção e desmandos que não correspondem aos anseios dos brasileiros. A repórter Giuliana Vallone, os meus sinceros agradecimentos por sua coragem e bravura. A todos do Facebook que mostraram sua força e indignação a esse cenário nefasto desde Sarney a Dilma. Graças a Deus, o Brasil acordou!!!!!!!!!!!

  • Sou bem casado mulher nenhuma do mundo é igual a minha apesar de ser especial, nunca confunda, pois no mundo nenhuma mulher jamais poderá tirar o valor que tenho para Deus e minha esposa, sou homem de uma mulher só acredite se quiser! Não carrego acusação olho sem peso na consciência, agora mexer nunca, pois homem que ataca mulher tem que ser fiscalizado 24 h. e ser for reincidente fazer cirurgia castrando o testículo. Graças a Deus não sou perfeito mais não devo nada para nenhuma mulher, desde meu nascimento, pois nunca abusei de nenhuma até mesmo a minha esposa só fui conhecê-la intimamente depois de casado, desafio o Brasil provar de verdade não sofisma se já tive caso com qualquer mulher, este especial nunca mexeu com nenhuma, quero somente a justiça, pois adquiri a doença no cérebro construindo o Brasil sou pobre, porém, honesto e tenho caráter meu nome não se escreve j jeitinho, mas g de gentil, generoso, gênio e gigante em Deus para vencer qualquer obstáculo, mesmo com tumor no cérebro, mas feliz porque nunca usei a doença para mal, mas sou escritor a ajudo o Brasil e o mundo com artigos e projetos para fazê-lo melhor a cada ano. Sou pecador igual a todos, mas luto para termina a vida casado com a mesma mulher e sem ter prejudicado ninguém a se eu mesmo com meus medos e curtos circuitos e choque, devido a tempestade elétrica no cérebro, antes a morte do que ser maníaco ou estuprador.
    Escritor Especial Especialista em Aconselhamento Gilberto Santos.