19 de setembro de 2013 01:35

Por Cíntia Rojo

Queridas, hoje vou falar de um assunto que é a nossa “especialidade” mas, dessa vez, vou pedir uma licença e falar também com os homens.

Quem acompanha o blog viu a cobertura do FWPS S/S 2014 e viu o show que os modelos masculinos deram na passarela. Os modelos eram lindos e reinaram absolutos! Nós, mulherões, já somos autoridade no combate à ditadura da beleza e na imposição de padrões estéticos inatingíveis e estou dizendo tudo isso porque na semana passada, me surpreendi com a manchete de uma revista masculina que dizia: “Malhado como um lutador de UFC”. Dentre os meus amigos e  conhecidos, acho que posso contar nos dedos aqueles que exibem um abdome tanquinho e peitoral definido. A maioria exibe uma barriguinha proveniente de levantamento de garfo e de muitos choppinhos (porque ninguém é de ferro!). Ou seja, se nós mulheres somos confrontadas com o padrão de beleza Gisele Bündchen, os meninos agora são colocados contra a parede para ter o físico do Anderson Silva.

Rodrigo

Na foto, Rodrigo Barrionuevo, no FWPS

Nossos “musos” fofinhos mostraram que os homens podem ser bem vestidos, bonitos e atraentes, sim (!), sem ter o corpo malhado do Anderson Silva. E sabe porque? Por que nós gostamos de homens que nos façam rir, com quem possamos conversar, que sejam carinhosos, cheirosos, que nos façam esquecer a vida ao nos abraçarem e que nos beijem como se não houvesse amanhã. Não importa se são malhados ou gordinhos. Melhor do que ninguém, nós sabemos valorizar “quem uma pessoa é” ao invés de “como ela se parece”.

Por isso, talvez, seja tão comum casais completamente diferentes – na aparência, idade, estilo – serem absolutamente felizes e satisfeitos. Porque a aparência é importante, afinal ela faz parte do conjunto que consideramos atraente – mas ela não é o essencial no conjunto.

Meninos, sabemos como é difícil driblar a ditadura da beleza, da magreza e da “saradeza” (sim, inventei essa palavra! rs) e justamente por isso dizemos com propriedade: não tenham medo desses padrões. Sejam autênticos porque, no fim das contas, isso é o que os torna atraentes e especiais no meio do batalhão ilusório dos musculosos.

  • Dou valor! Inclusive estou no processo contrário, me acho muito magro e to engordando aos pouquinhos! rs Nem me iludo com essa ditadura que realmente existe sim entre os homens, parece que essa coisa de beleza só existe entre as mulheres, mas não os homens também se matam em academias e querem corpos de revista pra si!

    • Hahahaha então você entra na categoria “gordo metido a magro”? Brincadeira! Eu nunca tinha pensado como os homens eram bombardeados como as mulheres. Temos o padrão SP Fashion Week e os meninos o padrão “Octógono”. Absurdo, né?!

      • Então ahaha na verdade sou magrelo mesmo, mas to engordando porque sempre me achei muito magro e vou me sentir mais a vontade assim! E é tipo isso mesmo, padrão octógono pra alguns homens! rs

  • Engordei 10kg (em 5 meses) desde que comecei a namorar. Certamente esse é o “efeito colateral” do relacionamento. Então melhor ja ir me preparando porque não pretendo me separar tão cedo 😀

    • “Efeito colateral” bom, né?! rsrs Pq ninguém engorda comendo o que não gosta e na companhia de quem não faz bem.

  • Marcele Cristine

    Adorei!!

  • Roberta Parussolo

    Sou una gordinha muito feliz, já namorei gordinhos e magrinhos!! E confesso não gosto muito de homem malhado, prefiro os que assim como eu se aceitam como são sem perder a saúde é claro!! Mas sejamos sinceros é muito mais divertido sair num sábado a noite com alguém que não se preocupe em não comer carboidratos, ah para vai??!!

    • Verdade, menina! Nada mais chato do que sair pra jantar com alguém que fica contando caloria :-S

  • Meu so gordinho e sou mt feliz, tem que aceitar o jeito que eu sou. nao vou mudar por ninguem, e nem por padroes da sociedade..

  • Fernando Figueiredo

    Há que se definir em nome de que “nós” você está falando, porque muito desse “nós”, quando tem escolha, prefere sair com o saradão para exibi-lo como troféu – e sambar na cara da sociedade, como se isso fosse legal.

    http://mulherao.wordpress.com/2013/03/30/projeto-mulherao-saude-o-gatao-saradao-e-meu/

    Tem outra parte que tenta, tenta, mas não consegue um sarado, daí reclama que TODOS os homens (inclusive os gordinhos pra quem essa parte do “nós” nunca deu chance alguma) são preconceituosos.

    E ainda tem uma minoria que gosta da gente. Mas devem morar tudo longe porque nunca conheci uma só.

    Mas não pensem que tenho raiva das duas primeiras partes do “nós”. Sei que é tudo questão de seleção natural.

    Nem tenho raiva dos sarados, já que eles geralmente cometem o mesmo erro que nós: ignoram um trecho do ditado grego “mens sana in corpore sano”.

    Aquele abraço.

    • Fernando Figueiredo

      Ah, outra coisa: vocês não entendem as pressões pelas quais passamos. Se eu quiser e me esforçar, em algum tempo eu posso, de fato, ter o corpo de um lutador de UFC. Mas nunca vou conseguir ter 2 metros de altura ou uma manjuba 23 por 8. E muitos de nós não vão conseguir trocar de carro todo ano e ter a carteira eternamente recheada (se você se ofendeu com isso, é porque se identifica com o estereótipo, portanto sua raiva não é de mim mas sim da realidade).

      Entretanto, não sinto raiva. Prova cabal? Nunca organizei uma “Marcha dos Nojentos”.

      Outro abraço.

    • Renata Poskus

      Fernando você como gordo é tão preconceituoso como qualquer outro. Este texto que vc citou é meu e não vejo meu namorado como um troféu. Troféu a gente ganha, exibe e guarda na prateleira e logo se põe atrás de conquistar outro para exibí-lo no lugar do anterior etc. Eu tenho muito orgulho do meu namorado, estamos juntos há 4 anos, ele luta karatê desde os 12, é sarado, gostoso… Eu o acho lindo e o amo muito. Quando o conheci pedi para uma amiga gorda, casada com um gordo, que me apresentasse um amigo tão bonito como o marido dela. E ela me apresentou meu namorado, irmão dele, sarado. O que eu deveria fazer: “ah, não, obrigada! ele é sarado, lindo, atlético, passo a vez?” Jamais, eu estava sozinha há 5 meses e dei graças a Deus por ele aparecer. E se permaneceu na minha vida por tantos anos é porque vi (e vejo!) muito além daquele corpinho sarado, pode ter certeza. Larga de ser gordo-recalque que isso não é bacana.

      • Fernando Figueiredo

        Não dou a mínima se pareço preconceituoso ou recalcado. Isso é puro ad hominem, não vale a pena discutir. Discuto o que vejo, e o que vejo é que, apesar da discurseira inclusiva, o tal do “nós” praticamente inexiste (eu pessoalmente nunca vi uma só representante, ou talvez elas não tivessem “orgulho” disso). Dei o teu exemplo e tudo o que tu fizeste foi corroborá-lo: a maioria, talvez a totalidade, está sim de olho no “batalhão ilusório dos musculosos”, apesar da discurseira inclusiva. Umas conseguirão, outras não. Tudo o que sei é que estarei assistindo a tudo de fora. A menos que vire um “lutador de UFC”. Já disse o motivo: seleção natural. Perda de tempo e energia se irritar com isso.

        Abs

  • Eu acho bem bonitinho! Um dos homens mais lindos que conheci na vida foi um ex professor que era obeso, australiano e lindo!

  • Pati

    Eu sempre namorei a pessoa pelo algo a mais que ela tinha, podia ser um olhar, um sorriso ou o jeito cativante de namorar, o resultado disso? pessoas totalmente diferentes que namorei altos, baixos, magros, gordos…a ditadura está na cabeça das pessoas – você tem que se garantir…prova disso é meu primo de duzentos quilos que nunca tá sozinho, inclusive, já foi alvo de briga entre duas mulheres!

  • Quando nos somos gordinhos as mulheres tem aonde pegar!!!!!!!!!!!!!

  • conceição lopes

    Meu marido e gordinho e a mulherda não perdoa cai em cima ,acho que não tem haver com peso não , porque não facilita ! kkkk

  • Uauuuu! Muito bom o texto! Uma princess em defesa de nós fofinhos. Tinha um rapaz bravo ali em cima. Gente, que loucura. Se eu não for bom ímpar, jamais serei um bom par. Meus Deussss, tem gente sim que gosta de gordinho, conheço algumas delas. Eu sou fofs, gordinho mesmo, já pesei 144,5kg, depois desci a ladeira e fui parar nos 96kg, perdi o foco e subi o morro novamente, até os 119kg, agora estou com 112kg e almejo os 95kg. Não deixarei de ser gordinho, simpático, risonho, sorridente e gentil com por estar menos fofs. Sou fofs, sou gordo, sou obeso… isso nunca deixarei de ser ainda que pese 65kg. O que acontece é que estou buscando, por questões de saúde, ESTAR magro, hehehe… Muito bom seu blog! 😉 Parabéns.. Vou procurar umas dicas de roupas pra gordinhos triangulares como eu. Abraçãoooo tudo de bom aí! 😉

    • Deise

      Amei!!!! É isso mesmo!!!!