30 de novembro de 2009 23:43

Por Ana Paula Menezes

É isso mesmo que você está lendo, querido leitor. Uma universidade no estado de Pensilvânia – Lincoln University –  está impedindo mais de 20 alunos de se formarem simplesmente porque eles estão acima do peso. O que a Faculdade quer é que alunos com IMC acima de 30 tenham aulas de “fitness” para entrar em forma física. As aulas – que duram três horas por semana – envolvem caminhadas, aeróbica entre outras atividades físicas, além de informações sobre nutrição, estresse e o sono. James L. DeBoy chefe do Departamento de Educação Física e Recreação alega que é sua “responsabilidade profissional ser honesto e dizer aos alunos que eles não estão saudáveis”. Deboy ressalta ainda que os alunos não tem que perder peso ou abaixarem o IMC, apenas assistir e participar das aulas, no entanto enquanto uns aplaudem a iniciativa algumas pessoas acham que a atitude pode estar segregando pessoas. “Se a Lincoln está verdadeiramente preocupada com a saúde, todo mundo deveria fazer esta aula, não apenas pessoas acima do peso” declarou Tiana Lawson no jornal da faculdade. “Eu vim aqui receber educação e não para me dizerem que estou acima do peso” protesta a garota de 21 anos. Além de toda a polêmica, especialistas declaram que nem sempre o IMC de uma pessoa é único indicativo de obesidade. Pessoas musculosas tem IMC altos, pois músculos pesam muito, mas ainda sim são saudáveis. Na Internet existe uma petição on-line para acabar com a discriminação de peso pela Universidade e mesmo em inglês é muito fácil assiná-la: você só precisa dar seu nome e e-mail.

A petição você encontra aqui:

(http://www.ipetitions.com/petition/WeightDiscrimination/)

Eu assinei porque acredito que sim, preocupar-se com a saúde é fundamental, mas nada que é imposto dá certo, as pessoas precisam se preocupar e se conscientizar cada um a sua maneira, no seu tempo e do seu jeito. Eu acharia muito mais válido se a Universidade oferecesse as aulas a todos os seus alunos como um extra, para quem quisesse freqüentar e não como um impasse entre alunos e seus diplomas e assim também a Lincoln University evitaria constranger os alunos que de certa forma se sentem pressionados a fazer a aula de fitness. Saúde é um direito de todo cidadão, mas não um dever.

  • carol

    Meu comentário n tem nada a ver com a materea mas…estou deseperada pq n encontro lojas no rio que vendam maiôs bonitos,sou nova e n preciso ficar usando sempre preto ou azul marinho!!!

    Será que rola alguma dica,comprar pela internet é muito complicado!!!

    1000 Beijocas e parabéns pelo blog,é lindo e tem ajudado muita gente!!!

    • nilza loures

      ola estou vendo ana maria braga e e um luxo so viva as mulheres que se encontram e viven com sao parabensnilzanilza.

  • JOSIANE

    OLA QUERIDA, TENHO UM GRANDE DILEMA, ESPERO QUE QUE POSSA ME AJUDAR, SOU GORDINHA, E SEREI MADRINHA DE UM CASAMENTO DIA 12/12, NÃO SEI QUE TIPO DE ROUPA USAR, UM VESTIDO TALVEZ, ESTOU DESESPERADA, POR ISSO ESTOU QKI TE EMPLORANDO UMA AJUDINHA, POR FAVOR, ME DE ALGUMA DICA.

    OBRIGADA, E ESTAREI ESPERANDO.

    JOSIANE

  • Olha sinceramente , eu acho isso uma hipocresia, sim devemos nos preocupar com a saúde mas tdos são maiores de idade e ninguém tem nda á ver com isso!!!
    Mas em questão da saúde cada um sabe o que fzer ,então se cada um cuidasse mas da sua vida não exestiria depressão e outras doenças mais…
    Mas enfin temos que ser feliz independente do peso , bjokas á vcs adoro os temas que vcs abordam…

  • ANGELA OGGIONI

    Acho que se você esta com a saúde em dia, não há problema algum esta acima do peso.
    O que isso tem a ver com se formar ou não…
    A B S U R D O !!!

  • Tereza

    Nossa, fico indignada quando leio coisas desse tipo! Não me conformo, estou de boca aberta até agora!!!

  • Ellen Moreira Coimbra

    A idéia é ótima, mas desde que não seja imposta nem direcionada, impor para alguns especificamente é ridículo, é preconceituoso e vai contra qualquer filosofia acadêmica que eu possa imaginar!!!

  • Talyne Rangel.

    gente, sinceramente, achei isso um absurdo.
    Ser gordo nao é doença.
    tudo bem, que é sempre bom cuidar da saúde, na verdade isso é fundamental, agora esse preconceito todo? Na boa, RIDICULO.
    Não é porque temos uns quilinhos de gostosura a mais, que somos ET’s e nao podemos ter uma vida normal 😉

  • Vania

    Loucura essa história na universidades, imagino a situação, quando se esta estudando os universitários já sofrem muita pressão pra se formar, pra se empregar e tantos dilemas profissionais e ainda aparece mais este entrave. Lamentável.

  • Juliene Brasileiro

    Melhor um burro magro do que um gordo inteligente…. é o fim da picada.
    É esse país que recebe o nome de desenvolvido?
    É esse país que diz ter liberdade e justiça para todos?
    Faz-me rir…..