sadomasoquismo
15 de setembro de 2015 19:17

Por Renata Poskus Vaz

Recebi o convite para o “Desfile Conceitual Sadomasoquista Plus Size” do estilista de moda praia Bruno Bacck. Aceitei na hora, claro, e logo previ que seria babado e confusão.

Antes de falar dos looks do desfile, vamos explicar algumas coisinhas:

Desfile Conceitual é bem diferente de Desfile Comercial. No comercial, são apresentados looks idênticos aos que chegarão às lojas, diretamente para o público final. Já no conceitual, são apresentadas tendências que não devem ser seguidas à risca, são apenas inspirações.

Sadomasoquismo é um termo comumente ligado ao sexo. Sádicos são os que gostam de impor sofrimento aos outros. Masoquista é aquele que gosta de receber as torturas e vivenciar o sofrimento.

Então, já fui esperando um desfile cheio de chicotadas, tapas na cara e gemidos angustiantes, ao melhor (ou pior!) estilo pornô com enredo. Mas estava curtindo a ideia. Não se fazem desfiles conceituais no meio plus size.

Aliás, acho que o desfile poderia ter um nome menos explicativo. No entanto, como o mercado plus size não está acostumado com desfiles conceituais, talvez o estilista tenha desejado introduzir os convidados à atmosfera que os aguardaria – literalmente.

Local do desfile

O desfile aconteceu na casa Madame Underground, que antigamente era chamada Madame Satã. Sentiu o clima? Ambiente escuro, paredes de pedrasque pareciam nos remeter ao interior de um castelo ou caverna.

Meu look

Havia um dress code. O look obrigatório para convidados era preto ou vermelho. Então, escolhi um modelo lady like. Mais boneca, retrô, menina de família, diferente dos meus tradicionais looks periguete, pois não queria levar uma chicotada sem querer no meio do desfile, confundida com alguma modelo. hahaha

lady like 2

vestido lady like 1

O desfile

Mesmo com um tema tão polêmico, o desfile abordou de forma sutil o sadomasoquismo, contrariando (ainda bem!) minha expectativa inicial.

Começa o desfile com a performance de Viviany Beleboni, a transexual que na Parda Gay conquistou a ira e ódio eterno dos seguidores dos deputado Bolsonaro, Marco Feliciano e do Pastor Silas Malafaia, ao protestar sobre a perseguição sofrida pelos homossexuais, presa em uma cruz. Ela foi a participação especial do desfile, dublou e dançou uma música, poderosa, no carão.

Viviany transexcual

Enquanto isso, do início ao fim do desfile, dois mulherões estavam acorrentadas a dois manequins na entrada da passarela, de joelhos, em posição de submissão. O joelho delas deve estar doendo até agora! Lembrei de minha professora da primeira série que fazia a gente ajoelhar no milho… Era tão sofrido! (zueira, Professora Sônia!)

sadomasoquismo plus size

O primeiro look plus size que entrou na passarela teve mamilos polêmico, pra começar lacrando! Fiquei de queixo caído com a ousadia. Detalhe para a calcinha hot pant (esse modelo alto) que é uma das marcas registradas do estilista Bruno Bacck e aparece em praticamente todos os modelos de duas peças.

mamilos 1

Outra característica do estilista é usar muuuuito cirrê em suas criações. Esse tecido é aquele que imita couro. Como por exemplo nestes modelos abaixo.

cirrê na moda praia

Meu look predileto em todo o desfile foi um modelo roxo, cuja parte de cima tem uma espécie de rede no colo. Muito bonito. Visualiza e ignora a sainha, que era só conceito. 3, 2, 1… É um modelo que eu usaria tranquilamente na piscina (com muito protetor para não ficar marquinha), ou como top, sob uma camisa ou blazer.

biquini plus size 10

Mas o look que levantou mesmo a galera da plateia foi o do Anjo Negro. A parte de cima também é toda trabalhada, muito bonita. A calcinha, padrão. Veja só:

angel plus size

Destaque para as franjas deste maiô bronze (que tem um decote em V poderoso!). As franjas que se mantém como tendência há 565 coleções continua. Estarão em alta no verão 2016 e também no inverno. A peça abaixo é só uma inspiração. Indico que se usar franja no ombro, que não use na perna do maiô e vice-versa, para não parecer a Pocahontas.

franjas

E como não falar deste look masculino? Eu ri. Mas encarei como um modelo conceitual, desses que você vê, se choca e pede pelo amor de Deus para seu namorado nunca ter a ideia de usar um para você em um momento caliente. hihihihi Queria mostrar a parte de trás, era rendada, transparente e dava para ver o reguinho. Não tava hétero, fim.

cuecão de couro

Aí depois este mesmo modelo volta, todo trabalhado no sadismo, parrudo, delícia e de: saia! Isso mesmo, minha amiga. Viu como são as coisas? Encarei a saia de couro como uma espécie de toalha que poderia cair a qualquer momento e mostrar o balangandãn do rapaz. Momentos inspiradores. Ui!

SADICO

Quem é Bruno Bacck?

Um estilista jovem, de 26 anos, que há pouco mais de um ano trabalha com moda praia plus size. Ele possui atelier próprio, confecciona sob medida. Você pode contatá-lo pelo face. Clique aqui.

bruno bacck

  • Priscilla Satim

    Bafhonico esse Desfile amei trabalhar nele como Maquiadora! Vc estava divina Amiga! O que mais me impressiona que depois do filme 50 tons de cinzas muitas mulheres sairam do armario da pepeka frigida e tao investido em momento mais Sado , Que me perdoe as frigidas Quem no filme nao quis ter pelo uma cena de Sado… Parabens Bruno o Desfile lacrouuuu bjs

  • Jessica Pereira

    Nossa bem diferente, muito bacana!