banner-namorada-gordinha
14 de dezembro de 2016 00:58

Sou gorda e tenho medo de “quebrar” um magrinho. Você já sentiu isso? Aquele medo de pegar o magrinho de jeito e fraturar umas costelas do moço? Medo dele te pedir para ir por cima e você ter que perguntar 5 vezes se ele tem certeza, pra não se arrepender depois? Medo de sentar no sofá, ao lado dele, e o seu assento super afundar enquanto o dele permanece intacto? Medo de sentir mó colarão, estando só de vestidinho,  enquanto ele está com 5 agasalhos, um meião de futebol e 3 calças de moletom? Medo de querer fazer a sensual usando a camisa do gato, mas ela não ter tamanho nem pra te vestir quando tinha apenas 5 anos de idade?

Aí dizem que você é uma gorda magrofóbica que só quer pegar cara fortão, que dispensa os magrinhos, que não consegue ter nenhuma empatia por eles. Já ouvi isso tanto, que parei pra pensar se realmente não tem um fundo de verdade. E tem. No fundo, bem lá no fundinho, temos a ilusão de que um cara fortão, ao nosso lado, não nos fará parecer tão gordas. Não ouviremos o: “nossa, mas ele é tão magrinho”, nem o “poxa, você é bem maior que ele, né?”. Rola a ilusão de que um fortão poderá aguentar nosso peso. Que quando estiver no rala e rola com o fortão, ele não vai se sentir sufocado caso a gente decida ir por cima, cheia de amor (e outras coisas) para dar.

Mas será que é verdade tudo isso?

namorada-gordinha

Imagem Google

Leia esse texto aqui, que fala de gordinhas que namoram e casaram com magrinhos e são super felizes: http://blogmulherao.com.br/13488/desafio-mulherao-sou-gordinha-e-amo-um-magrinho/

Isso é coisa que está na nossa cabeça. Não precisamos mais de homens fortes para nos defender de leões selvagens, nem para trazer a comida sobre os ombros pra nossa caverna. O mundo mudou, evoluiu, a comida chega pelo I Food. Você é gorda, ponto. Estar ao lado de um fortão ou de um magrinho não te fará menos ou mais gorda. Coitada de mim que vivo solteira e sozinha, ia parecer um eclipse lunar, se fosse assim.

O seu magrinho friorento pode formar com você, gorda quentinha, uma deliciosa mistura, tipo um petitt gatô. E não precisa ter medo de quebrá-lo no meio, é só pegar com jeitinho. Se a roupa dele não te cabe, não tem problema, fique pelada. Não aceite que se intrometam na sua vida, nem que digam que ele é muito magro para você, tampouco que você é muito gorda pra ele. Repita sempre: nós nos complementamos. Ninguém tem nada a ver com a sua vida. Isso é o que importa.♥ Tô colocando isso na minha cabeça, repetindo esse mantra…hehehe… 2017 tá chegando e vai que, né?!