6 de junho de 2017 17:54

“Ninguém vai te querer gorda desse jeito se você terminar comigo”. Quantas mulheres não escutam isso? Desde as casadas às namoradas e também as amantes (sim, elas também são hostilizadas!). Você quer desesperadamente sair daquele relacionamento doentio, mas o medo de ficar sozinha é enorme. Já está tão ferida, machucada e humilhada, que perde toda a autoestima e acredita no que o seu companheiro diz.

Sente como se realmente ele fosse o único homem do mundo a te aceitar como é: gorda. Passa a cogitar que, de repente, é melhor tentar consertar as coisas, dar uma chance para o relacionamento a ter que ficar sozinha. A solidão assusta. E se tudo ficar pior? Afinal, você já está acostumada com as ofensas, as ameaças, mas será que se acostumará com a solidão?

E nisso vai ficando, ficando, sendo violentada diariamente. Acreditando que é mesmo aquele lixo de mulher que ele diz ser: incompetente, louca, burra, horrorosa, nojenta e mais uma infinidade de adjetivos que nada tem a ver contigo. Mas você acredita. Acredita que é aquilo tudo que ele fala. Muitas mulheres se entregam, outras se esforçam para mudar e agradar o seu algoz. A verdade é que mesmo que você faça inúmeras plásticas, dietas, exercícios e se transforme em uma Barbie, ainda assim isso não será suficiente para agradá-lo, garantir paz ao seu relacionamento e fazer com que ele pare de tentar te diminuir.

Aquele homem que você pensa amar não acha que você tenha todos esses defeitos. Também não acha que ser gorda seja demérito. Ele simplesmente não quer te ver partir. Quer te controlar. Não quer ser trocado, não quer ser abandonado e a maneira que ele encontra para isso é fazer com que você se sinta menor, inferior e que acredite que ninguém além dele vai te querer. Diminuir a autoestima da parceria com ofensas e ataques psicológicos do tipo é crime, está previsto na Lei Maria da Penha, sabia?

Se você é tão ruim e tem tantos defeitos como ele diz que tem, porque ele mesmo não termina o relacionamento com você? Não parece incoerente tanto esforço para ele se manter com alguém que ele diz ter tantos defeitos? Que homem em sã consciência iria querer manter ao seu lado uma mulher que nenhum outro homem iria querer por perto? Pense nisso.

Acorda, minha amiga! Ele sabe que muitos vão te querer. Ele sabe que é estalar o dedo para ter outro pronto para te amar. Não acredite no que ele diz e não acredite que existe amor ou chance do seu relacionamento abusivo e doentio dar certo um dia. Esse homem precisa de mulheres psicologicamente doentes para não ameaçar a sua própria “estabilidade” emocional. Quanto mais ferida psicologicamente estiver e quanto menos você se amar, mais segurança passará para ele. Entenda quem de fato tem medo da solidão.

Isso tem jeito? Não! Não tente consertar seu relacionamento. Exclua esse cara da sua vida. Peça ajuda para suas amigas e parentes. Vá embora, corte contato, não olhe para trás. Procure a polícia se ele continuar te ofendendo, diminuindo e ameaçando.

Cuide de você. Ninguém nunca vai te amar de verdade se você não se amar de fato. Lembre-se sempre que há mulheres muito mais gordas que você por aí, felizes e bem-resolvidas. Não procure um novo parceiro para só então deixar seu relacionamento. Você precisa ficar um pouco sozinha para se desintoxicar, ou entrará em uma nova relação de dependência emocional, doentia.

Quem se ama não tem medo da solidão. Quem se ama de verdade, nunca se sente sozinha.