30 de agosto de 2017 21:22

Caro lojista,

Estamos em setembro e sei que alguns de vocês já estão planejando as campanhas para o mês de outubro. Nove em cada 10 lojas plus size se dedicam a encher suas vitrines, sejam físicas ou online, com produtos na cor rosa, pink, em alusão ao Outubro Rosa.

Outubro é o mês de conscientização sobre o câncer de mama e Rosa é a cor desta luta. No mês de outubro se intensificam as campanhas de autoexame, rastreamento e diagnóstico precoce de câncer de mama. A TV é bombardeada com matérias sobre o assunto. Falar sobre isso é importante. Muitas mulheres procuram ajuda médica e muitas vidas são poupadas.

Porém, algo me incomoda profundamente. Usar uma campanha séria para lucrar e não dar nenhuma contrapartida social não parece ser algo muito nobre. Que ajuda você realmente está dando à sociedade e ao combate ao câncer de mama, colocando produtos cor de rosa em sua vitrine? Percebo lojas usando uma campanha séria para vender mais. Focam naqueles produtos rosa, muitas vezes encalhados na prateleira da loja. Usam a desculpa de aderir a uma campanha de “responsabilidade social” para vender mais. Apenas isso. E nem explicam o porquê daqueles produtos estarem em sua vitrine.

Imaginemos 200 lojas plus size. Um número até baixo. Mais do que 200 lojas comparecem ao Fashion Weekend Plus Size. Imagine que essas 200 lojas doem, cada uma, R$300 para o Hospital do Câncer. Isso dá R$60 mil. Quantas vidas não podem ser salvas com R$60 mil?

Não quer doar dinheiro? Tudo bem! Já pensou em abonar algumas horas do dia para que suas vendedoras e funcionárias possam se consultar e fazer o exame de mama no posto de saúde? Já pensou em criar um material impresso para distribuir às suas clientes, falando sobre o diagnóstico do câncer de mama? Que tal um cafë da tarde com suas clientes, na loja, seguido de um bate-papo sobre o tema com um agente de saúde, seguido de um mini desfile?

Então, neste ano de 2017 proponho que o seu Outubro Rosa vá além de empurrar goela abaixo das consumidoras aquelas roupas cor de rosa que ninguém quis comprar nos outros meses do ano. Que o seu Outubro Rosa te encha de dinheiro, mas faça diferença de fato no combate ao Câncer de Mama.

  • Sueli Ferrari

    Amei o texto… Aí está algumas sugestões para ajudar a causa e não ser como muitos lojistas que só pensam em desovar estoques .

  • Jacqueline

    É um problema no Brasil isso:querer ganhar dinheiro com a caridade dos outros.Por isso,as pessoas deixam de ajudar,por não terem confiança em doar,sobretudo dinheiro,para alguma causa.
    Na igreja perto de casa,minha mãe sempre ia e chegou a doar algumas roupas para o bazar.Nossas roupas e as outras,não eram luxuosas,então nem muito dinheiro valiam.Num dia,chegou um mendigo e pediu um casaco e a senhora que trabalhava na igreja,no bazar,disse que ele teria que comprar e não deu um casaco.Minha mãe ficou chateada com isso,pois o que custava dar um casaco para ele?Ela nunca mais doou roupas para lá.Quando ela faleceu,me lembrei desse fato e doamos as roupas dela para as pessoas que vendem na rua,roupas e calçados e meu pai,logo depois,viu uma senhora,que ele deu as roupas da minha mãe para ela vender,estava vestindo uma roupa da minha mãe.
    Creio que ela ficou feliz,já que essas pessoas realmente precisam ganhar dinheiro e a igreja(ela era católica) não é pobre.