1 de dezembro de 2011 00:54

Por Renata Poskus Vaz

Uma foto fofa circulou pelo Facebook nessa última semana e foi compartilhada por quase 35 mil pessoas em poucos dias. Nela, uma garota gordinha é abraçada e beijada por seu namorado magrinho apaixonado. A menina é linda, sensual e transparece ser muito feliz. Abaixo da foto há um texto de autoria desconhecida. Estou postando essa foto aqui, não sei quem é a menina e seu namorado. Posso até estar cometendo um crime agora, divulgando uma foto íntima cujos personagens não gostariam que fosse compartilhada, ou pode até se tratar de uma foto encenada… Mas vai me dizer que não é linda demais?

“O que é? Você a achou feia? Olhe bem nesta foto, olhe bem o rosto desta menina… Você está vendo este sorriso? Consegue imaginar o quanto ela deve sofrer por não se encaixar nos padrões “perfeitos” que a sociedade ignorante aceita? Mas você consegue, também, imaginar o quanto ela é feliz por saber que alguém a ama, do jeito que ela é? Olhe bem para este sorriso. Olhe bem para esta foto. Este momento. Agora pense um pouco… Você vive no seu mundinho, tentando, de certo modo, criar a perfeição. Tentando ser aceitável, tentando se adequar ao que os outros julgam correto, e muitas vezes é infeliz. Então, por favor, pare de julgar tanto as outras pessoas. Pare pra pensar que, mesmo com todas as características – que na sua mente são defeitos – dela, ela pode, sim, ser muito mais feliz que você. Existem pessoas que a amam. Deus a ama. E assim como você, aos olhos Dele, é a pessoa mais bonita deste mundo, ela também é. Respeite-a. Aceite-a. Afinal, nunca se sabe como você é visto por nossa estupida sociedade.”