7 de fevereiro de 2012 09:27 comportamento

Pelo direito de errar

Por Keka Demétrio

Quero o direito de fazer errado. De cair e tropeçar quantas vezes for preciso, mas que eu me ache um pouco mais todas estas vezes. Quero o direito de errar e recomeçar. Mais que isto, quero o direito de errar, me perdoar e ser perdoado.

Falamos tanto em acertar, a certar e acertar e nos esquecemos que não dá para sempre fazer certo da primeira vez, e que são os erros que nos mostram o caminho certo. Então, quero sim, o direito de fazer tudo errado.

Quero poder errar indo contra o que todo mundo quer, mas a favor do que o meu coração deseja. Quero poder perdoar quem me magoou sem escutar ninguém dizendo que eu sou uma boba. Quando na verdade, bobo e idiota é quem fica remoendo dores que somatizam e causam doenças. E me recuso a buscar através do meu coração, o órgão do amor, doença causadas justamente pela falta dele.

Quero me dar o direito de me entregar aos sentimentos, sem me preocupar se vai dar certo ou não, se vai ser pra sempre ou não. Quero poder sentir saudade do que vivi e até do que não vivi, mas que inexplicavelmente me faz sentir viva. Quero poder errar sobre um monte de coisas que façam meu coração ter uma gama inexplicável de descompassos.

Quero o direito de errar, chorar pelos meus erros e me sentir tão pequena que terei a sensação de que vou desaparecer. Mas são nestes momentos que eu vejo e sinto o tamanho do amor de Deus por mim. Errar também há de me fazer aproximar mais Dele.

Porque às vezes é mesmo preciso nos sentir quase nada para termos noção do tudo que podemos viver e ser. Quero poder errar ao entregar o meu amor, mas quero acertar na certeza de que naquele momento foi a decisão mais acertada. Enviar e-mails idiotas e ficar esperando respostas que nem sempre chegam.

Quero o direito de arriscar e deixar para trás tudo o que parece equilibrar a minha vida, mas que ao mesmo tempo me impede de sonhar, de voar para onde possa realizar estes sonhos. Eu quero me permitir errar sendo eu mesma, uma mulher transparente, cheia de defeitos e com bastante qualidades, mas que não desiste de fermentar seu espírito, e que jamais vai querer acertar tentando ser alguém que não é ou que os outros queiram que seja.

 

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES