28 de setembro de 2009 20:58 comportamento

Espelho, espelho meu…

Por Keka Demétrio

Keka 2Quando temos a auto-estima muito baixa, nos deixamos levar por tudo e por todos, e nos submetemos a situações que mais nos deixam infelizes que propriamente felizes e aceitos.

É como se não tivéssemos o direito de decidir por nós, afinal, pensamos o seguinte: deixa que eles decidam, porque assim, se der errado, não vou ser mais ridicularizada do que já sou.

Tudo começou em um fatídico fim de relacionamento, ou melhor, fim do fim meeesmo de um longo relacionamento.

E como sou a favor da terapia, senti naquele momento falta daquele profissional ali parado, prontinho pra escutar eu despejar toda a minha tristeza e frustração. Infelizmente ainda não contamos com um serviço de divã 24h. Então pensei: bom, ninguém pode me conhecer mais do que eu, ta na hora de ouvir uns bons desaforos. Rsrs

Posicionei-me na frente do espelho, em pleno banheiro de faculdade, tive um pouquinho de sorte, já que estavam todos em sala de aula, e fiz daquele lugar nada convencional meu consultório particular.

Comecei a olhar aquela mulher refletida no espelho e as lágrimas que caiam sem cessar. Assim comecei minha terapia do espelho. Fui tirando de dentro de mim verdades que eu detestaria ouvir, mas que precisavam ser ditas. Era a Angélica desnudando a Keka por completo. Ouvi de mim mesma verdades que me feriram ainda mais, porém, verdades que me abririam os olhos da alma e da mulher que eu desejava ser, e que por falta de auto-estima eu não permitia aflorar.

Foram longos e intermináveis 25 minutos, de um diálogo cruel, mas libertador. Depois de uns 15 minutos só ouvindo, comecei a sentir dentro de mim uma leveza diferente, na verdade, depois descobri que naquele momento matei a mulher que eu não era e comecei a deixar a verdadeira renascer, minha auto-estima estava voltando e junto com ela todo o meu brilho. Lavei o rosto, peguei minhas coisas e fui assistir a aula. A vida continuava e eu tinha muito o que viver, já que acabava de renascer.

Hoje, não saio de casa sem falar com meu amigo espelho, principalmente se eu estiver naqueles dias meio dawn. Ele reflete tudo o que digo: que sou linda, gostosa, inteligente, poderosa, enfim, que sou mesmo tudo de bom pelo menos umas mil vezes!!!

Tornei-me amiga de todo e qualquer espelho, seja ele grande, pequeno, médio, retangular, oval, não importa, o que importa é o que vejo refletido nele: uma mulher determinada, capaz, de bem com a vida, feliz e se sentindo uma delicia…

Faço minha terapia todos os dias, em alguns em apenas 1 minuto, em outros me demoro mais, e o melhor, tenho esse serviço disponível, sim, 24 horas.

Só uma dica valiosa, hem meninas…rsrs , se no começo você se esquecer de olhar no espelho antes de sair de casa, olhe sua imagem refletida seja onde for, na vitrine de uma loja, no banheiro do escritório, no espelho do elevador, e diga com um belo sorriso: gostooooooooooosa!!!

Affff…faço isso sempre que estou dirigindo, e o espelho do retrovisor do meu carro sempre me responde: Keka você é o máximo, te amo!!!

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES