17 de outubro de 2012 20:48 Preconceito

MAGROFOBIA

Há apenas uma coisa que me assusta mais do que o preconceito. É o preconceito cometido por aqueles que também já foram vítimas de preconceito. Você passa a vida inteira sendo ofendida por ser gorda e no dia em que recupera sua autoestima passa a discriminar aqueles que são diferentes de você. Confuso? Calma que eu vou explicar.

Preconceito contra as magras

Vira e mexe vejo mulheres gordas compartilhando imagens de magras no Facebook com dizeres que discriminam aquelas de silhueta menor. As frases variam pouco, quase sempre se restringem a: “quem gosta de osso é cachorro” ou “isso não é bonito (magreza), isso sim é bonito (sobrepeso)”. Fico me perguntando que mal fizeram as magras de nascença ou aquelas que emagreceram por algum problema. Assim como ninguém é obrigado a achar gorda bonita, ninguém é obrigado a gostar do corpo magro. Mas ficar aí disseminando ódio não rola. Como uma mulher que por tanto tempo sofreu discriminação por causa do seu excesso de peso pode esquecer que por trás daquela figura magra existe um ser humano, com sentimentos?

Se existe gordofobia, existe magrofobia, sim. O desafio está em ser feliz, ter autoestima sem precisar desqualificar ninguém por causa da sua silhueta. Esse preconceito também rola com as amigas que emagrecem, seja por cirurgia ou por opção. Enquanto é gorda é super bem aceita no grupo das amigas gordinhas. Ficou magra, já era. É banida ou recriminada por ter abandonado a “causa”. Talvez seja insegurança das magrofóbicas e não um desprezo verdadeiro. Mesmo assim, deve ser combatido.

Não consegui aquele emprego porque sou gorda!

Outro aspecto importante a se destacar é no que se diz respeito ao mercado de trabalho. Eu sempre fiquei muito com o pé atrás com os processos seletivos realizados por intermédio de empresas de recrutamento. Isso porque fica muito difícil, para mim, leiga, entender como uma pessoa que não trabalha na empresa que ofertou a vaga, seja capaz de decidir quais candidatos são ou não aptos para aquela vaga. Como julgar se as informações naquele currículo são ou não consistentes ou relevantes?

Todavia, já vi dezenas de pessoas gordas conseguindo emprego e tendo passado por dinâmicas e seletivas de empresas de recrutamento. Inclusive, tenho leitoras e amigas próximas que são gordas, muito bem resolvidas e com excelentes empregos e salários, exercendo, inclusive, cargos de chefia. Tendo isso em vista, como alegar que gordas não conseguem empregos por serem gordas? Sim, claro que isso deva ocorrer, pois os selecionadores são humanos e como quaisquer humanos, mesmo diante do exercício de suas atividades profissionais, podem discriminar um candidato feio, baixo, gordo, negro… Isso acontece. Mas não é regra! Portanto, não é desculpa ficar eternamente desempregada usando como argumento que selecionadores magros jamais a aprovariam.

Reavalie, inclusive, o seu currículo. Pessoas que conquistam vagas pelas quais você também pleiteou, podiam ser mais preparadas, já pensou nisso? Não desista!

Gente, ser gorda não é uma causa, uma bandeira e nem um estilo de vida. Ser gorda é uma condição física que pode mudar. Você tanto pode emagrecer, como também pode engordar mais 100 Kg e o desafio está em manter a sua essência, o seu caráter, sem se colocar eternamente na condição de vítima, sem menosprezar ou atacar aqueles diferentes de você.

 Ele só gosta de magra!

 Acusar um homem de preconceituoso ou gordofóbico por só gostar de mulheres magras é um exagero sem tamanho. Se o homem não faz nenhuma referência pejorativa às mulheres gordas, apenas diz que prefere magrinhas, que é louco por mulheres miúdas, ele não está sendo deselegante, apenas está manifestando uma preferência. Da mesma forma que elegemos o “muso” de nossas vidas, com características que admiramos e que variam de pessoa para pessoa, porque exigir que todo homem sinta atração sexual por você? Ninguém é obrigado a gostar de mulher gorda. Mas, felizmente, muitos adoram mulheres voluptuosas, repletas de curvas, como nós.

Então, se você se apaixonou por um homem que só gosta de magra, não adianta lutar contra isso. Você tem duas opções. Ou emagrece para tentar alguma chance de conquistá-lo ou viva como é, porque certamente um dia alguém vai valorizar cada curvinha que você tem.

 Segue, abaixo, um texto bacana sobre magrofobia:

Got sin? Gordas x magras

 

 

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES