21 de outubro de 2012 18:41

Por Renata Poskus Vaz

Nas últimas semanas me deparei com matérias sobre uma série de celebridades usando roupas transparentes na região das pernas e bumbum. Não sei como essa onda começou e tentei até mesmo descobrir o estilista que lançou essa péssima tendência na passarela e que serviu de inspiração quase demoníaca para as demais marcas que colocaram essa coisa horrenda nas prateleiras.  Não descobri a origem do mal. Juro.

Vocês sabem que não sou muito de dar opinião sobre o que os outros optam vestir. Prefiro falar sobre o que fica bem em mim ou não, ou dar sugestões que acho bacanas para as minhas leitoras. Afinal, o que é feio para mim pode ser belo para os outros. Porém, eu não podia correr o risco de ver alguma gordinha reproduzindo o modelito de pagar bundinha por aí. Não é elegante, nem sensual. É pior do que roupa de funkeira, atravessando qualquer barreira da vulgaridade aceitável. Meninas, jamais usem isso!

Amanhã estréia a novela  “Salve Jorge”, na TV Globo. A protagonista Nanda Costa investiu no modelito de pagar bundinha. Veja só:

Isso não é ser extravagante. É ser esculhambante!

Outra que se atrapalhou no modelito foi a cantora Paula Fernandes que já comete diversos deslizes na composição de seus figurinos habitualmente. Não vejo problema do que ela usa no palco. Palco é lugar para show (se bem que eu acho que roupa transparente de nada combina com as músicas românticas que ela canta), porém, circular por aí com o bumbum de fora, não rola. Diva que é diva não mostra a calcinha. E tenho dito!

Calma, ainda não acabou. A atriz Lea Michele também saiu quase-pelada em um super evento que reunia diversas estrelas e imprensa:

Acho que vocês já devem ter entendido o quanto inadequado é usar uma roupa dessas em qualquer ocasião. Então, meninas, não arrisquem!