18 de novembro de 2013 20:05 Artistas

Homem é preso acusado de extorquir a modelo plus size Tatiana Gaião

tati gaião

Por Renata Poskus Vaz

A modelo plus size Tati Gaião, Miss Plus Size Carioca 2010, há dois anos era ameaçada, assediada e extorquida por um marginal que se passou por modelo para conseguir imagens íntimas da modelo. Tati pediu que esse assunto fosse divulgado. Embora envergonhada por ter sido tão inocente e caído em um golpe, ela achou importante alertar outras garotas ansiosas em se tornar modelos plus size, para que não caiam em ciladas como essa.

Parabéns, Tati, por contar sua história!

Vejas matéria da Rádio Globo:

“Um jovem foi preso, nesta segunda-feira (18), suspeito de extorquir dinheiro da modelo Tatiana Gaião para não divulgar imagens íntimas da mulher na internet. A vítima foi eleita Miss Plus Size em 2010. “Caí como um pato”, lamentou. Brunno de Carvalho Ferreira, de 24 anos, foi surpreendido em uma lan house, no Centro do Niterói, na Região Metropolitana do Rio. De acordo com as investigações, o criminoso chegou a cobrar R$ 5 mil reais. “O valor caiu para R$ 3,5 mil. O rapaz disse que o prazo para entregar o dinheiro iria acabar. A modelo marcou um encontro e chamou a polícia”, contou o delegado Gilson Perdigão.

Tatiana contou que o golpe começou no início de 2011. “Ele se identificou como um modelo famoso. Disse que trabalhava em uma agência e precisava de mulheres para teste de lingerie. Como eu fazia muitos contratos pela internet, aquilo não era coisa de outro mundo”, explicou. O suspeito entrou em contato com a mulher pela webcam e pediu para ver o corpo. “Caí na lábia dele, mostrei os seios, fiz várias poses. O rapaz tinha linguajar de pessoa instruída”, afirmou.

Após o contato pela internet, em 2011, o homem desapareceu. Recentemente, voltou a procurar a modelo fazendo ameaças e dizendo que iria divulgar as imagens. Tatiana procurou a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, na quarta-feira da semana passada (13), para denunciar o caso. O jovem usava perfis falsos no Facebook. Aliviada após a prisão do suspeito, a Miss Plus Size 2010 faz um alerta: “Eu era imatura na época. Que isso sirva de lição para outras mulheres”.
 
No momento da prisão, Brunno estava com um perfil falso no Facebook negociando com a vítima. “Ele confessou que conseguiu fotos íntimas de 20 mulheres. Ganhava a confiança”, afirmou o delegado Gilson Perdigão. O jovem será indiciado por extorsão. A pena varia de quatro a dez anos de prisão.”

brunnoOlha a cara de deboche do tarado!

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES