20 de novembro de 2013 17:16 Uncategorized

Como é ser gorda fora do Brasil?

por Litha Bacchi

Image

 

Ano passado vim morar em Londres. E devo dizer que ser gorda no Brasil e ser gorda aqui é completamente diferente. O título do post está meio vasto demais; não sei dos outros países, só posso falar pelo Reino Unido.

A primeira coisa que me chamou atenção quando eu cheguei é que ninguém liga se você é gorda. Ninguém te olha torto no metrô. Ninguém se mete no que você está comendo. Ninguém fala que você tem um rosto lindo. Você ser gorda é problema seu e ninguém acha importante apontar pra você o que o espelho e a balança já te contaram.

Eu me acostumei muito rápido com isso e parei de reparar. Até que um dia desses, algo engraçado aconteceu. Eu estava trabalhando numa casa de chá, onde eles vendem o chá da tarde inglês, com vários tipos de bolos e guloseimas pra escolher. Eis que entra um grupo de brasileiras. Como percebi que eram brasileiras, resolvi falar em português com elas. Elas ficaram felizes em ter uma garçonete brasileira as atendendo. Nesse dia tínhamos uns 5 ou 6 tipos diferentes de bolos e eu perguntei se elas gostariam de ir até o mostruário para dar uma olhada. Então a mais velha do grupo, na casa dos 50 anos, me faz a pergunta: “Qual deles você gosta mais? Ah, você é tão magra que deve gostar de todos, mas recomenda algum em particular?”. Essa alfinetada, sem motivo nenhum de ser, é muito típica do Brasil. Os brasileiros acham que têm que assinalar o quanto você é gorda o tempo inteiro. Mesmo quando você está sendo super legal com eles. Mesmo quando eles nem te conhecem. Mesmo que eles não deem a mínima pra sua saúde porque nem a desculpa de que estou gastando o dinheiro dos impostos dela com hospital ela tem – estou usando o sistema de saúde britânico.

Londres é uma cidade absurdamente multicultural. Tem gente de todos os países do mundo aqui. Sabe quantas dessas pessoas sentiram necessidade de assinalar que eu era gorda, dentro deste 1 ano e 2 meses que estou aqui? NENHUMA. Porque fora do Brasil, ser gorda é problema seu.

Agora, falando especificamente dos britânicos: a média de tamanho das mulheres aqui é 14-16UK (exatamente o tamanho que eu visto). Muita gente já fez cara de confusa quando eu disse que era modelo plus size porque pra essas pessoas eu não era gorda. Eu acho roupas facilmente em qualquer loja. A loja mais popular do país, a Primark, vai até o tamanho 20UK, que é algo como um manequim 50-52. Mas se você veste mais do que isso, há várias lojas com seção plus size, como a Forever 21. Lá eu visto tamanho XL e as roupas vão até o tamanho 3-X. A marca Hell Bunny, pra qual faço trabalhos de modelo (a foto do post é do meu trabalho pra eles), tem roupas até o tamanho 4X (eu visto XL com eles também).

Resumindo, há uma maior aceitação e um maior respeito pelos outros. Mesmo as pessoas que preferem ser magras (que fazem dieta) nunca virão até você pra dizer que você devia emagrecer. Nem mesmo se for alguém próximo a você. As conversas de bar entre um grupo de mulheres dificilmente agrega o assunto “dieta”. Elas estão lá, bebendo uma cerveja, falando de homem, política, roupas, seus trabalhos, mercado imobiliário, música, carreira… Mas dificilmente sobre dieta.

O que o Brasil podia aprender com isso? Menos neura e mais respeito, na minha opinião =)

Vocês tem alguma experiência que gostariam de contar sobre o assunto? Deixem nos comentários =)

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES