4 de agosto de 2014 04:35

Por Renata Poskus Vaz

Lembre-se:  antes de ser gorda,  você é  uma mulher bem resolvida. E ser bem resolvida independe do seu peso. Amor próprio não está condicionado a um corpo imutável. Se você tem personalidade bem definida, caráter e autoestima, emagrecer ou engordar não te fará uma mulher mal resolvida. Os motivos que te levam a engordar e emagrecer sim, podem representar a falta de amor próprio. Emagrecer para ter mais saúde ou mais disposição é uma coisa, emagrecer para agradar alguém que não você mesma, é outra.

Nós envelhecemos e aprendemos a manter nosso amor  próprio mesmo com as rugas que o tempo nos traz. O tempo passa, o corpo muda, e o amor próprio continua lá. Podemos também mudar o cabelo,  pintá-lo, cortá-lo,  alisá-lo ou enrolá-lo e todas essas mudanças não são sinônimo de insatisfação pessoal, é apenas desejo de variar e se reinventar, sem perder sua essência. Com nosso peso é a mesma coisa.

“Se você se gosta gorda, por qual motivo quer emagrecer?”,  irão te perguntar. E você, se quiser, nem precisa responder. Afinal, se o dono da pergunta se amasse de verdade não estaria tomando conta da sua vida. Neste caso, vale a pena perder seu tempo e responder para alguém que nada entende de amor próprio?