7 de outubro de 2014 16:54 Modelo GG

10 Dicas para ser modelo plus size

modelo plus size

Por Renata Poskus Vaz

Sempre damos aqui no Blog Mulherão dicas de como ser uma modelo plus size. São várias matérias que você pode localizar usando a barra de pesquisa, aí do lado direito. Também há dicas em vídeo, em nosso canal do Youtube.

Mas vocês continuam perguntando, então vamos dar uma recapitulada.

1) Qualquer gordinha pode ser modelo plus size?

Não. Da mesma forma que nem toda magra e alta pode se tornar uma modelo fashion, nem toda gordinha pode ser modelo plus size. Mas nem sempre foi assim. Há alguns anos, como a profissão era desconhecida e a vergonha por se estar gorda era muito comum, qualquer gordinha que se aventurasse a modelar, conseguia trabalho. Hoje essa concorrência aumentou e, com isso, as exigências.

2) Então, qual o perfil que uma modelo plus size deve ter?

Hoje, a preferência é por modelos mais altas (acima de 1,70m) e que usem do manequim 44 ao 48. A modelo tem que ter corpo proporcional, ou seja, cinturinha, seios fartos e quadril largo. Não pode ter muita celulite, flacidez e nem estrias. O cabelo deve ser bem cuidado e a pele do rosto perfeita. Acho mulheres de cabelos curtos lindíssimas, porém o mercado plus size acaba sempre absorvendo as modelos com cabelão volumoso. muitas recorrem à apliques. E sabe aquela história de que modelo plus size tem que ter uma barriguinha? A maioria não tem.

3) Qual o primeiro passo para ser uma modelo plus size?

Após checar se você tem realmente perfil para ser modelo, conforme descrito acima, o seu primeiro passo para se tornar modelo plus size será fazer um book. Não é necessário fazer books caros com 400 mil fotos, porque, de fato, você usará no máximo 4 ou 5 fotos em suas seleções.

4) Como deve ser meu primeiro book?

No seu primeiro book você deve usar roupas básicas, que mostrem bem o seu corpo. Uma calça jeans e uma blusinha costuma ser uma ótima opção. Faça fotos sérias e sorrindo, de rosto, meio corpo e em pé, para que possam analisar sua silhueta como é.  Se quiser, pode tirar algumas fotos de maiô e deixar guardadas caso surja a oportunidade de integrar uma seleção para moda praia ou íntima.  As fotos podem ter tratamentos de imagem, mas sob medida. Sem exageros. Afinal, o cliente ao te escolher por uma foto mega tratada, pode te recusar ao ver que pessoalmente você não é nada daquilo. Entre surpreender e decepcionar no primeiro contato a vista, escolha sempre a primeira opção.

5) Em quais agências posso me cadastrar?

No passado, até indicávamos algumas agências para nossas leitoras. Porém, essas empresas começaram a agir de forma antiética com as pretensas modelos. Algumas garotas, mesmo tendo book de qualidade em mãos, ou até mesmo fotos de trabalhos, eram obrigadas a fazer books caríssimos sem a certeza de que seriam contratadas para algum trabalho. Se a plus size se cadastrava em 3, 4 agências, se via obrigada a fazer 3, 4 books. Isso sem contar cursos disso e daquilo que eram obrigadas a fazer. Quando uma agência enxerga de verdade potencial na modelo, não vai exigir books. Não vai querer lucrar com ela de imediato, pois terá certeza que lucrará com ela no futuro, com comissões de seu trabalho. Então, preste atenção nesta dica, algumas agências de modelo apenas não passam de fábricas de books.

6) Então como conseguir trabalhos?

Por meio de agências que aceitem seu cadastramento com as fotos do seu book feitas em outro lugar, ou diretamente com os clientes. Ou seja, enviando suas fotos para lojas e confecções que utilizem modelos plus size em seus catálogos.

7) Quanto ganha uma modelo plus size? 

Em desfiles e provas de roupa ganha de R$100 a R$300 por dia. Já para catálogos e lookbooks de R$600 a R$3000. Mas é claro que há modelos que se sujeitam a ganhar menos, trabalhar em troca de roupas ou até de graça.

8) Devo fazer cursos para modelo?

O aprendizado e aprimoramento é necessário em todas as profissões. Você pode aprender na prática ou em cursos. Mas veja bem com quem está fazendo cursos. Há pessoas no mercado que sabem menos do que você, acredite. O ideal é pedir indicações para amigas e pessoas conhecidas que já tenham feito cursos e conseguiram um encaminhamento para o mercado de trabalho.

9) Posso usar as redes sociais para divulgar o meu trabalho?

Pode e deve! Mas cuidado para não acabar virando piada. Muitas pretensas modelos colocam como sobrenome nas redes sociais o termo plus size. Por exemplo: Renata Modelo Plus Size. Isso é sinônimo de amadorismo, porque modelo de verdade não escancara isso no Facebook. Veja exemplos das modelos famosas e isso inclui a top internacional Fluvia Lacerda. A maioria é discreta. Não coloque fotos caseiras de roupa íntima e evite as selfies fazendo bico ou com poses vulgares e sensuais. Uma dica bacana é fazer um blog com algumas fotos de book e suas medidas, que pode funcionar como um portfólio eletrônico, com seus contatos profissionais.

10) Seja persistente, mas não seja inconveniente

Lembre-se sempre de se portar com educação e respeito. Na ânsia de conseguir trabalhos, algumas modelos em potencial escrevem para grifes criticando as suas modelos atuais. Ou então, ficam mandando muitos e-mails, enchendo as caixas dos contratantes. Tem também aquelas que se oferecem para trabalhar de graça, isso não é visto com bons olhos, porque também soa como desespero e amadorismo. Tenha calma, se você realmente tiver talento e perfil, a sua hora vai chegar. <3

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES