12 de novembro de 2014 23:29 Uncategorized

Gordas Peladas

gorda pelada

Por Renata Poskus Vaz

Gorda pelada é linda. Principalmente quando ela se ama de verdade, com orgulho de cada curvinha do próprio corpo. Gorda pelada exuberante é aquela que deixa de lado a preocupação com qualquer excesso. Uma celulite aqui, outra ali… Ou muitas! O que importa? Nada! Não há amor próprio que se contenha muito tempo apenas dentro da alma… Amor próprio irradia, domina nosso sorriso, nossas curvas, nossa pele… Ficamos lindas quando nos amamos. E porque esconder tudo isso?

Nudez não é pecado, não é feia, não é imoral. Quando é exposta de forma delicada, sincera, sem desculpas. Quer ficar pelada, ser fotografada? Fique. Fotografe-se para você, para o namorado ou para expor na internet… Se há uma exibicionista dentro de você, não a contenha. Apenas, rogo, não invente que está fazendo isso por uma causa social.

No Outubro Rosa, minha timeline do Facebook foi invadida por fotos de amigas modelos gordas seminuas, segurando os seios, dizendo que era em prol da Campanha pela Prevenção do Câncer de Mama. Será realmente que minhas amigas modelos gordinhas queriam ajudar na conscientização ou desejavam se expor, fazer marketing pessoal etc? Uma mulher segurando os seios te induz a se autoexaminar? Lancei, então, o desafio para que elas divulgassem seus resultados de ultrassom mamário ou mamografia e ninguém mostrou. Se bobear, elas não fazem o que propagam.

Ontem, 4 Misses eleitas pelo concurso Miss Brasil Plus Size Oficial organizado por Renata Issas, posaram em frente ao Planalto, de calcinha, segurando os seios. Todas com suas faixas e coroas. A foto foi estampada em diversos jornais e sites e, amanhã, elas serão entrevistadas por Fátima Bernardes no programa Encontro, na Globo. A justificativa para terem posado seminuas foi o de combater o preconceito. Duas das misses teriam sido hostilizadas por um atendente de hotel que afirmou que ambas não caberiam em uma cama de casal. Revoltadas, resolveram se expor.

De um lado, milhares de pessoas apoiando o ato como um importante passo para combater a gordofobia. Eu faco parte de outros milhares que não concorda que posar pelada seja uma forma de rebater uma situação de preconceito. E vou explicar meus motivos.

Concurso de Miss é um concurso de beleza que exige das candidatas uma conduta ilibada, livre de polêmicas e, sobretudo, sem exposição desnecessária do próprio corpo. Não analisei o regulamento do concurso organizado por Renata Issas, mas no concurso promovido pela Impacto Produções, as candidatas não podem fazer trabalhos desta natureza sob pena de desclassificação. Quem entra em um concurso de miss tem uma imagem a zelar. É a de princesinha, comedida, educada e diplomática e posar seminua, mesmo que em um protesto, não é postura de Miss. Se a pessoa não concorda, deve mudar de concurso ou entregar a faixa. Ou seja, ao aparecerem em frente ao congresso seminuas, elas desvirtuaram o conceito que todos esperam de uma Miss e perdem a faixa. Não importa se o motivo é justo ou não.

Se queremos ser exemplos e combater a gordofobia, ao sermos menosprezadas ou ofendidas por nossa condição de gordas, devemos chamar a polícia e exigir que seja registrado um Termo Circunstanciado. Esse protesto não mencionou o nome do hotel e nem do profissisonal que cometeu a ofensa, o que gerou dúvidas sobre a veracidade do fato. As vítimas dessa ofensa poderiam processar o autor da ofensa criminalmente e o Hotel civilmente, o que lavaria a alma e a honra de todas as gordas discriminadas por prestadores de serviço.

Diante da polêmica, enviei uma mensagem para as 4 misses da foto solicitando uma entrevista. Apenas uma me respondeu até o fechamento deste artigo, e de forma gentil e atenciosa. Seu nome é Flávia Soares, Miss Baixada Santista. Funcionária pública em um Tribunal de Justiça, diz ter recebido apoio de seu chefe, um Desembargador. Segundo ela, o retorno do protesto foi positivo. Ela recebeu mensagens de meninas depressivas, descontentes com o próprio corpo e que parabenizaram a iniciativa.

Não fiz com o intuito de chocar ninguém, fiz para ajudar as pessoas que me procuram. Estou feliz com a repercussão e faria novamente – diz Flavia Soares.

Perguntei para Flavia se ficar com os seios à mostra (quem consegue por muito tempo segurar seios manequim 52, 54?) e de calcinha em ambiente público não configuraria atentado ao pudor. Ela afirmou que saíram rapidamente do carro, de hobby, ajeitaram as mãos sobre os seios sem que ninguém notasse e fotografaram, sem chamar atenção. Já a Miss Plus Size São Paulo, Camila Bueno, disse o contrário para o site da Folha, que ficaram 15 minutos fotografando de topless e que enquanto isso passavam carros que buzinavam e as elogiavam.

A nudez como objeto de protesto sempre foi motivo de descrédito, descontrole e apelação. As grandes mulheres que mudaram o mundo e sensibilizaram nações, o fizeram vestidas.

Enfim, as meninas são lindas. E, ao meu ver, caso não existam empecilhos como regras de condutas para Misses que devem ser respeitadas e cumpridas, delicinhas assim não precisam ficar escondidas sob as roupas. Toda mulher tem o direito de se exibir e não ter vergonha do seu corpo e nudez, desde que isso não desrespeite o direito de outras pessoas. No entanto, fica a ressalva. Não usem campanhas sociais e nem se façam de vítima como desculpa para mostrar as peitolas e pepeca por aí. Wilza Carla, Carla Manso, Preta Gil, Tatiana Gaião entre muitas outras modelos e atrizes exibiram sua nudez por aí, no trabalho ou por amor ao próprio corpo. Celebrem seu corpo. Brindem o amor próprio. Sem desculpas. Simples assim.

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES