12 de março de 2015 23:11 Artistas

Música GORDELÍCIA dos Raimundos é uma homenagem para as gordinhas ou incentiva a gordofobia?

raimundos gordelicia 3

Por Renata Poskus Vaz 

Há alguns meses fui procurada por uma produtora que me convidou para atuar no clipe da música GORDELÍCIA, da banda Raimundos. Segundo a produtora, uma homenagem para as gordinhas. Assim como eu, muitas outras modelos plus size famosas foram convidadas, incluindo Aline Zattar, a Miss Brasil Plus Size 2013.

Cachê descente para gorda, não!

Nossa primeira decepção foi o cachê de R$100 proposto. Como assim? Duvido que modelos magras ganhem apenas isso, ainda mais para se exibirem de lingerie e em cenas sexys (e a ideia inicial era ter até um topless). A justificativa era a baixa verba para a produção, já que a banda estava fora do cenário artístico. Mas é óbvio que um vídeo de reestreia dos Raimundos conquistaria milhões de visualizações no Youtube. E para quem entende um pouquinho de internet, sabe que é possível monetizar essas visualizações e lucrar muito dinheiro com elas. Ou seja, por mais que não pudessem pagar um cachê digno para as modelos agora, poderiam pagar depois. Checão pré-datado existe mesmo pra quê, né minha gente? rsrsr

Uma história de machismo musical

Fiquei muito feliz com o convite, inicialmente. Raimundos era uma banda que eu adorava na adolescência. Acontece que naquela época eu nem prestava atenção nas letras, no que elas significavam. Eu não percebia, mas a banda Raimundos sempre foi um exemplo negativo de letras machistas.

Defendo a liberdade de expressão, inclusive pela música. Respeito, também, letras machistas. O cara exprime o seu íntimo por meio música, e se ele é machista, isso é um problema dele. Deixa ele exprimir e pronto, cabe a nós comprar um ingresso para o show ou não.

Discuti bastante isso em um Coletivo Anti-gordofobia. De um lado, o meu desejo de brilhar, de me aparecer como modelo e do outro, o meu desejo de ganhar um cachê equivalente ao das modelos magras, o compromisso com meus ideais, com minha imagem e das garotas gordas para quais eu escrevo e que sempre defendo veementemente.

  Letra que esculhamba as gordinhas

Diante dessa preocupação, fui ler a letra direitinho…

Essa menina é uma delícia
E que delícia esse excesso de fofura
Me alucina, me fissura
Tua raba é toda dura
Enrubesce a minha cabeça é uma loucura
Eu não consigo mais parar

Toda cremosa, lambuzada e suada
Levemente temperada o teu fogo não se apaga
Sobe e desce, me judia, sento a peia
E nós chamamos de sereia
Que é pra não contrariar

Esteja onde estiver
Ela é uma classe diferente de mulher
Essa menina já virou notícia
Ela é a Gordelícia
Deixa eu te mostrar

Essa mulher não quer parar
Pegou no tranco, agora aguenta
Põe lenha na fogueira e bota pra suar
Respira fundo, ela quer mais
Soltando fogo pelas venta
Debaixo das coberta até o couro gastar

Toma cachaça na balada todo dia
Na segunda ela muscula pra perder sua barriga
E ela briga com a balança, a sua maior inimiga
Ela é o topo da cadeia alimentar

Calça colada com marquinha bronzeada
E o bezerro se confunde no decote da danada
Nós reboca a fogueteira, chuta a bola e cabeceia
Ela maltrata o caboclo até assar

Seja aonde for
Quando ela passa, você sente o seu calor
E pro teu corpo você olha sem pudor
E na loucura você chama de meu amor

Essa mulher não quer parar
Pegou no tranco, agora aguenta
Põe lenha na fogueira e bota pra suar
Respira fundo, ela quer mais
Soltando fogo pelas venta
Debaixo das coberta até o couro gastar

 
Além do conteúdo sexual e machista habitual das músicas dos Raimundos, Gordelícias também traz uma carga desagradável com relação às gordas, sobretudo nas seguintes frases:
E nós chamamos de sereia
Que é pra não contrariar
Nesta frase está claro que o cara não acha a gorda uma sereia porcaria nenhuma, apenas chama assim para não contrariar, para não estragar o momento.
Toma cachaça na balada todo dia
Na segunda ela muscula pra perder sua barriga
E ela briga com a balança, a sua maior inimiga
Ela é o topo da cadeia alimentar
Caramba, sempre essas comparações de gorda com comida! Falar que a gente está no topo da cadeia alimentar é completamente ofensivo, como se só o que fizéssemos na vida fosse comer, comer e comer. E nem toda gorda é mal resolvida com seu corpo ou é inimiga da balança.
E na loucura você chama de meu amor
E essa frase acima pode até parecer bonitinha, mas quantas de nós, em um momento de baixa autoestima, já não nos envolvemos com caras que faziam eternas juras de amor na cama, e na rua morriam de vergonha de assumirem o relacionamento com uma gorda? Não queremos alguém que na hora do tesão nos chame de meu amor, mas que de fato sinta amor, inclusive fora da cama.
Enfim, restava a mim, Renata, não participar. Mas fiquei morrendo de curiosidade com o resultado do clipe.
Clipe *menos pior* que a música

O clipe GORDELÍCIA é super bem-feito esteticamente. E com base na letra podrinha, ele é até bonito. As modelos do vídeo, todas profissionais, deram um show de sensualidade. Estavam com lingeries deslumbrantes, make e cabelos perfeitos. São lindas! Não ficou caricato, com exceção da parte podre foi no começo, com algumas delas comendo um sanduíche. Repito: que merda é essa de colocar sempre gorda comendo?
raimundos gordelicia
Há até algumas sacadas que achei bem geniais. Como por exemplo acima, com a manchete de uma suposta modelo que perdeu trabalhos por não conseguir engordar. Como se o novo padrão de beleza fosse o plus size.
gordelicia

E o que diriam dessa brincadeira acima? Uma apologia à obesidade, ou uma brincadeira com relação a esta onda de emagrecimento que virou moda? Eu gostei. Achei divertido, sempre quis dizer isso aos vendedores de Herbalife. rsrsrs

A receptividade dos fãs da banda tem sido tremenda. Os recados deixados nas redes sociais são como esse:

raimundos gordelicia 1

O clipe vai ajudar a diminuir o preconceito contra as gordinhas?

Diante de tudo o que comentei lá em cima, acredito que assim como eu não me importava com análise de letras na adolescência, muitos jovens nem vão se atentar para os trechos gordofóbicos de GORDELÍCIA. O clipe foi bem dirigido, as modelos são lindas e acredito sim que ele possa ajudar algumas garotas a se assumirem. A maioria está encarando o clipe como uma homenagem, como algo elogioso e talvez a minha interpretação equivalha a da minoria.

Vi alguns garotos comentando que vão assumir suas gordinhas. Isso é legal, gera discussões.

Ainda assim a carga dessa música é muito forte, vulgar, reduz a mulher à mulher objeto etc. Mas tratando-se de Raimundos, é quase uma canção de ninar.

Qual a sua opinião sobre GORDELÍCIA? Participe, comente!

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES