10 de dezembro de 2009 10:44 comportamento

Plus size sim, bizarro não!

Por Patrícia Heilman

Oi queridos e queridas que acompanham este blog. Vou fazer uma apresentação breve, porém o foco é outro. Meu nome é Patricia, tenho 34 anos e desde os 18 faço trabalhos para empresas de roupas e lingeries. Meu primeiro trabalho foi para a Marcyn (lingeries) e fiz diversos trabalhos por muitos anos, porém depois engordei demais e resolvi parar, pois nem os maiores tamanhos das lojas especializadas já não me cabiam mais. Graças a Deus, com muita força de vontade e ajuda de pessoas importantíssimas, estou voltando há um Plus Size, porém agora usando manequim 50/52. Além disso, sempre fui extremamente sensual e mesmo muito acima do peso, nunca tive problemas com isso.

Porém, hoje, vejo que há um “boom” neste mercado o que de certa forma é maravilhoso, mas por outro lado é muito perigoso para a imagem de nós, “mulherões”. O que as pessoas precisam entender é que preconceitos existem e que não são todas as pessoas que aceitam o formato arredondado de nossas curvas. Por esse motivo devemos tomar cuidado de como nos expor, pois fotos são editadas e nos favorecem, já na passarela, as roupas têm que ser compatíveis com cada tipo de corpo, tentando mostrar os nossos melhores ângulos.

Então, deixo aqui meu apelo, para que não transformem esses mulherões em algo pejorativo, muito pelo contrário, estamos batalhando há anos para passar uma imagem positiva de nós, que hoje somos pelo menos 70% da população acima do padrão que “alguém” estabeleceu!

Mulherões, selecionem muito bem onde querem mostrar as curvas lindas que temos e não aceitem trabalhos não remunerados ou algo que possa te expor ao ridículo.

É claro que essa é a minha opinião, comentem o que acham, será importante para mim e acho que pra vocês também. Isso é um trabalho como outro qualquer, exijam seus direitos, sempre!

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES