12 de outubro de 2015 21:44

Por Filipi Aoki

No embalo dessa brincadeira de trocar a foto atual do perfil por uma antiga, em comemoração ao mês das crianças, eu quis fazer algo diferente e criei essa imagem.

FILIPE AOKI - Antes e Depois2
O que era pra ser apenas uma brincadeira, acabou motivando um questionamento introspectivo. Me perguntei, e se eu pudesse falar comigo mesmo no passado, o que eu diria pra mim mesmo?
Até onde sei (e me corrijam se eu estiver errado), ainda não inventaram a máquina do tempo. Há rumores de que ela virá como uma função do iPhone 14S, mas nada confirmado ainda.
Entretanto, enquanto ainda não podemos voltar ao passado e conversar com nosso eu mais novo, eu decidi fazer o exercício de escrever uma carta pra mim mesmo (pensei em mandar um WhatsApp, mas acho que minha franquia de dados iria acabar se eu tentasse mandar uma mensagem com 20 anos de diferença).
Mas, enfim, vamos à carta:
Oi Filipe, tudo bem?
Meu nome é Filipe. Por incrível que pareça, eu sou você daqui 20 anos. Sim, eu sei, parece algo impossível de acontecer, mas com o tempo, você vai descobrir que muito do que você acha impossível acontecer, vai ser tornar algo comum no seu dia a dia.
Você vai conseguir falar com pessoas de todos os lugares do mundo, de forma instantânea. Vai saber tudo o que está acontecendo com todos os seus amigos de forma quase imediata, porém vão ser mais raras as vezes que você vai encontrá-los pessoalmente. Os seres humanos estão mais informados uns dos outros, mas estão cada vez mais distantes deles próprios.
Mas, vamos deixar o mundo pra lá e vamos falar de eu e você (ou de eu e eu), me desculpe, ainda estou um pouco confuso com isso.
Queria dizer que, daqui do futuro, você se tornará um adulto isento e honesto, sem perder a autenticidade. Por muitas vezes, você será julgado e questionado sobre seus comportamentos e a forma como decidiu viver e ser, mas não se esmoreça e continue sendo o que você quiser ser. Não perca isso.
Não deixe de se dedicar aos estudos. Eu sei que isso pode parecer o conselho chato que nossa mãe insiste em nos dar, mas agora sou eu que estou te falando. O conhecimento é o maior ativo que você pode ter. Aos 12, você vai ter uma professora de português muito rigorosa (e que você vai pensar que é muito chata), a Bete Ana. Com o tempo, você vai descobrir que essa mulher vai despertar em você o amor pela escrita e ela vai mudar a sua vida. Mas, por mais que as aulas de português lhe seja agradável, não deixe de se aplicar às aulas de matemática, geografia, ciências, etc. Saber de tudo um pouco é o primeiro passo para saber tudo sobre um pouco que faz a diferença.
Faça exercícios e se alimente de forma saudável. Eu sei, você deve pensar que eu sou aqueles adultos malas que ficam só dando ordens, mas isso é sério. Aos 24 anos, você vai sofrer um princípio de infarto, vai flertar com a morte todos os dias porque conseguiu o feito de pesar 163Kgs. Você vai precisar de intervenções cirúrgicas modernas para conseguir recuperar o seu peso ideal. Você vai conseguir, mas vai sofrer de forma física e psicológica por conta de todo esse sobrepeso. Sua vida social vai ser prejudicada, mas você vai conseguir superar isso e se amar do jeito que você, mas a sua saúde vai ficar por um fio e é por isso que eu te peço. Não deixe de jogar futebol, não tenha medo da academia e dê uma maneirada no pastel. Não precisa ser radical, mas não precisa ser totalmente relaxado como você foi (ou vai ser). Mantenha-se firme na natação pra que você cresça um pouco. Você vai continuar baixinho, não tem jeito, mas pelo menos vai aliviar um pouco essa condição de pintor de rodapé que você enfrenta hoje em dia.
No campo amoroso, você vai sofrer muito na sua adolescência até se desprender. Vai, por muitas vezes, se questionar e pensar que ninguém gosta de você. Não acredite nisso. Em muito pouco tempo, você vai se desprender e vai ver que isso é uma besteira sua. Logo, você vai encontrar uma pessoa legal e vai namorar com ela, por 5 anos, até você ter a péssima ideia de terminar com ela com a ilusão de que quer “viver a vida”. Isso vai devasta-la. Logo, você descobrirá que isso também vai te devastar. Ao tentar recuperar a besteira que você fez, você vai se machucar mais ainda e, com o tempo, vai deixar de acreditar no amor. Vai se tornar um cara extremamente racional e desprovido de emoção, que vai pular de relacionamento em relacionamento, um cada vez mais volúvel que o outro e não vai conseguir se apaixonar por ninguém verdadeiramente. Posso te garantir que isso é a pior coisa que pode te acontecer. Não perca o amor pela vida e pelas pessoas e, jamais, deixe que o seu lado racional te absorva e te impeça de amar alguém. Ame alguém e se entregue ao máximo. Seja com essa essa sua namorada ou seja com qualquer outra pessoa. Não tenha medo de desilusões amorosas, elas acontecem, mas, da mesma forma, não tenha medo de ser intenso e de se entregar de corpo e alma para alguém. Se você perder isso, dificilmente você vai conseguir recuperar. Eu tento até hoje, não consegui e, sinceramente, não sei se um dia vou conseguir. 
Profissionalmente, talvez você não seja aquilo que nós sonhamos ser. Eu, sinceramente, não sei o que deu errado no caminho. Você vai ter o emprego que parece ser dos sonhos. Vai fazer o que as pessoas pensam ser a coisa mais legal do mundo. Mas você não vai ser feliz. Não que você não goste de fazer o que você faz, mas você sente que falta algo. Então, quando você estiver com 17 anos, escute mais o seu coração e faça o que você tenha vontade e se sinta bem. Faça aquilo que te complete e arranje uma forma disso te fazer ganhar dinheiro. E, por favor, guarde dinheiro. Reserve suas economias porque você vai ganhar muito dinheiro na sua vida, mas vai gastar ainda mais do que você ganhou.
Aqui no futuro, ainda não temos a cura do câncer, então, por favor, quando você estiver com uns 15 anos e achar que é descolado fumar cigarro, pare e tente lembrar dessa carta. Há anos eu tento me livrar desse vício, simplesmente porque achei que seria descolado soltar essa fumaça pela boca.
Enfim, acho que me estendi demais nessa carta, não enxergue ela como um manual para a vida perfeita, porque é impossível viver perfeitamente. Esses são só alguns conselhos do que eu, talvez, teria feito diferente. As decisões continuam sendo suas (apesar de nossas), mas por mais que esta carta possa dar a entender que eu errei na nossa vida, eu quero que você saiba que não. Posso ter tido alguns problemas de percurso, mas não me arrependo de nada e, se fosse me dada a opção de viver tudo o que vivi, sem mudar absolutamente nada, eu não pensaria duas vezes em aceitar porque eu faria tudo de novo.
No final das contas, não importa o o que fizemos no nosso passado e nem o que faremos no nosso futuro. No final, o importante é sermos felizes com o nosso presente.
Com carinho,
Você, daqui 20 anos
PS: Invista todo o seu dinheiro na Apple e no Facebook e tire toda a grana que você iria investir na Petrobras. 
PS2: Estou enviando anexo o resultado da Mega Sena dessa semana. Guarde com carinho e use no momento certo e, não se preocupe, o mundo não acaba em 2012.