27 de julho de 2009 15:04 Preconceito

“Tem gente que se orgulha de ser gordo” …

Às vezes recebo e-mails nada educados de mocinhos que nos enxergam como objetos sexuais, mas raramente recebo e-mails desrespeitosos de garota. Geralmente, recebemos muito apoio e incentivo da ala feminina.

Entretanto, no domingo, recebi um comentário de uma garota ofendendo minhas amigas e a mim, simplesmente pelo fato de sermos felizes mesmo sendo gordinhas. Essa pessoa ofendia uma das meninas em especial. Apaguei o post, é claro, para não dar crédito às idéias dessa maluca, mas me certifiquei de saber de quem se tratava pedindo detalhes à principal ofendida. Investigando e pesquisando no Orkut, descobri que essa garota ainda espalha preconceito pela internet, conforme podem ver no scrap abaixo:

 

 

 

“Humm q bacana!! Vc está trabalhando como vendedora? Me passa o endereço da vou lá e vc me ajuda!! Agora posso.. já estou bem mais magra..rsss. Graças a Deus! Ainda tem gente que acha bacana ser gorda neste mundo que vivemos. Afff!”

orkut

 

 Minha opinião sobre quem tem preconceito contra gordinhas

Quando eu estava acima do peso, jurei para mim mesma que, se um dia emagrecesse, não trataria as gordinhas da forma como eu não gostaria de ser tratada. É muito fácil operar o estômago, fazer lipo, tomar uma tonelada de medicamentos controlados, ir ao SPA para emagrecer e tentar ser feliz. O mais difícil é ser feliz se aceitando do jeito que é. Agora que emagreci eu poderia acabar com o Blog Mulherão e criar o Blog Mulherzinha. Mas não, quero ajudar a lutar pela “real beleza”.

 Já disse e repito milhares de vezes: não fazemos apologia à obesidade. Apenas queremos provar que é possível estar acima do peso e viver com saúde e esbanjando felicidade. Não é orgulho de ser gorda, como disse a mocinha no post acima, é orgulho de ser mulher, guerreira, decidida, independente do tamanho da cintura ou da manequim que se veste.

Não sou psicóloga, mas acredito que atitudes como esta se resumem a uma só coisa: INVEJA. Inveja por não ter a coragem que temos de nos expor. Ah, e mais uma coisinha. Gordura é relativa. Eu, por exemplo, achei a autora do post bem rechonchuda, tanto quanto as minhas amigas leitoras do Blog. Muito parecida fisicamente, por sinal. Só com uma diferença: uma tristeza nítida no olhar, talvez fruto da sua não auto-aceitação.

Obs: desfoquei a imagem para preservar a identidade da moça. Amanhã, ela poderá integrar nosso grupo e será muito bem-vinda. Afinal, quem de nós já não se sentiu ameaçada com a felicidade alheia em um momento de baixa-estima?

 

 

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES