13 de Abril de 2018 18:23

O termo “periguete” pode até ser recente, mas há séculos mulheres bem-resolvidas, livres, felizes, que não dependem ou que não se sujeitam aos mandos e desmandos de homens, recebem apelidinhos pejorativos. Foi a tática de homens durante séculos, tentar desclassificar, conter suas mulheres, diminuí-las e isolá-las dizendo que estavam se comportando ou se vestindo como “putas”, “vacas”, “galinhas” etc.

E, no fundo, todas nós sabemos que roupa não define caráter. Tá cheia de santinha por aí de decotão e safadinhas de roupa comportada. Um homem pode correr sem camisa em um parque, mas uma mulher que correr usando top será piriguete. Um homem pode usar short curto sem quiser, mas uma mulher com pernas à mostra será piriguete. Um homem pode deixar a camisa com alguns botões abertos em um dia de calor, mas a mulher que fizer o mesmo será periguete… Então, dane-se! Serei periguete sim e transformar um termo que era para ser pejorativo em um adjetivo bonitinho como outro qualquer. Não vou me esconder, vocês que se controlem e aprendam a respeitar a liberdade das mulheres usarem o que bem entenderem. E antes que eu me esqueça: um brinde às periguetes!

Quando auto me intitulo perigordete, uso este termo para deixar bem claro que ser chamada de gorda ou periguete para mim não é ofensa. Pode chamar à vontade, bebê.

E nesta onda de amor próprio, segue uma lista com looks perigordetes que foram desfilados no último Fashion Weekend Plus Size, que eu amei, super usaria (fica a dica, grifes, aceito presentinhos, tô precisada, beijo, me liga) e que quero dividir com vocês. 9 itens que não podem faltar no guarda-roupa de uma perigordete:

 

  1. Roupa bem justinha 

Este vestido bem justinho é da marca paulistana Le Patye. Por anos consultoras de moda diziam que gorda não podia usar roupa justa porque marca as gordurinhas. Você tem vergonha dos seus bacons? Não? Nem eu. Então qual o problema? Roupa ajustada é diferente de roupa apertada. Roupa justa marca bem a silhueta, mas pode ser confortável, não apertar. / Modelo: Mayara Mello/ Foto: Katia Ricomini/ Marca: Le Patye

2- Short jeans curtinho

Este short jeans curtinho é da Maria Abacaxita e combina com tudo! Shorts jeans serão um dos hits deste inverno (afinal, periguete não sente frio, muito menos a gente que pesa mais de 100 Kg, não é mesmo?), para usar com camisas e casaquinhos abertos, de um jeito despojado. Combina com meia calça de fios mais grossos, inclusive coloridas. Assim, sem meia, fica bem sensual. Como o short já é bem curtinho, (mesmo você sendo uma perigordete) precisa ser tão curto. Modelo: Aninha Lima/ Foto: Katia Ricomini/ Marca: Maria Abacaxita

3 – Decotão

Ah, como eu amo decotes! Só quem tem um peitão que transpira mais do que maratonista sabe o que estou dizendo. Decote dá aquela sensação de liberdade, de frescor… Libertem os peitões! O modelo acima é do estilista Bruno Bacck. Você pode usar como maiô, ou como body, com um jeans, na balada. Já pensou? Foto: Katia Ricomini/ Marca: Bruno Bacck

4- Calça legging

Perigordete sem calça legging não é perigordete que se preze! hahaha… A diferença é que perigordete é ousada, não vai nunca colocar uma calça justa com camisetão. Aposta sempre em tops, blusinhas ou em bodys como este. O conjunto acima é da Geração Plus.  Foto: Katia Ricomini/ Modelo: Verônica Dalbem

5 – Transparência

As mais ousadas sempre investem em transparência. Mas lembre-se sempre de equilibrar o look. Se a transparência está na parte de baixo, nada de calcinha enfiada no fiofó ou de usar muito decote. Se a transparência for  no decote, equilibre com uma parte de baixo comportada. Foto: Katia Ricomini/ Body: Bruno Bacck

6 – Blusas que parecem vestidos, ou vestidos que parecem blusas

Sabe aquele vestidinho que parece blusa, ou aquela blusa que parece vestidinho, e que os desocupados ficam se perguntando se você está com algo por baixo? hehehe… Então, investa em um desses modelos. E, claro, se não quiser pagar uma calcinha e ficar bem à vontade sem se preocupar com nada, use um shortinho por baixo. Foto: Katia Ricomini/ Vestido: Elvira Matilde

7 – Vinil

Vinil é bem rock´n Roll, agora pega o vinil, coloque em uma mini saia bem justa e com uma fenda provocante… Fica linda, né? Sensual e provocante, como toda periguete gosta! Foto: Katia Ricomini/ Modelo: Mayara Mello/ Look: Realist Plus.

8 – Top e sainha pra malhar

Dica de ouro da rainha das perigordetes: nada de se esconder atrás de camisetões de ginástica. A ordem da vez é apostar em um top que sustente bem essa maravilha de God e em um saia-short, com barriga de fora. Você não tem que se esconder e muito menos passar calor malhando. Sinta-se livre, piri!

9 – Uma lingerie provocante

Minhas amigas ficam indignadas quando digo que coloco fio dental provocante combinando com o sutiã para ir à padaria. Digo que quero se sentir sexy para mim. Ninguém precisa ver, só quero saber que estou super sexy por baixo da roupa (isso quando não dou pinta por aí sem calcinha, ventilando a perseguida). Mas, enfim… Acho que toda mulher que gosta de uma lingerie e provocante deveria se vestir assim sempre, não somente quando vai exibi-la para algum homem. As mais ousadas podem usar espartilhos à mostra, com jeans. Foto: Katia Ricomini/ Modelo: Fernanda Rodrigues/ Lingerie: Vislumbre

Gostou das dicas?