28 de janeiro de 2019 13:31

Hoje uma leitora muito fofa veio me pedir uma ajuda sobre ser gorda no Tinder:

“Acabei de sair de uma decepção amorosa que me deixou super pra baixo e queria voltar para o Tinder com tudo, mas tenho vergonha de dizer que sou gorda. Acho que os homens correm. Me ajuda?” 

Em primeiro lugar, antes de se aventurar em um aplicativo de relacionamentos, você deve estar bem consigo mesma. Falo por experiência própria. Há uns 5 anos, quando tomei um pé na bunda do meu ex-noivo (que Deus o tenha), fiquei com o ego ferido e queria de todas as formas engatar um novo romance para provar que não era só ele que estava bem. E nessa onda só conheci gente mais doente do que eu.

Não existe relacionamento merthiolate, que cura as feridas deixadas pelos destruidores de coração anteriores. Você vai com muita sede ao pote, quer fazer um príncipe virar sapo a todo custo, se decepciona fácil, sofre. Percebi, com o tempo, que não há nada de mal em esperar, ficar um tempo sozinha, chorar tudo o que tiver para chorar, sofrer tudo o que tiver para sofrer e, só então, com a alma aliviada, se aventurar com uns novos contatinhos.

A gente, definitivamente, não tem que ter vergonha de ficar sozinha. Não tem que procurar felicidade em macho. Macho é complemento. E é aí que o Tinder entra.

Tinder, para mim, é uma salvação delicinha. Isso porque só lido com mulheres e gays, não interajo com pessoas da vida real simplesmente porque quase não saio e tenho tido pouco saco para baladas etc. Já conheci pessoas especiais no Tinder, inclusive já namorei alguns. Ou seja, do Tinder saem sim relacionamentos sérios. É como a vida real, sempre vai ter alguém só querendo te alugar, outros só querendo te comer e outros querendo te alugar, te comer e ter algo sério com você.

Algo importante que você precisa saber é que existem homens lixos que irão te desrespeitar e que até podem usar seu peso para te atingir, mas a verdade é que nem as magras estão livres disso. O importante é você entender que há como bloquear qualquer idiota e denunciá-lo ao aplicativo. Também é bacana que você:

  • Coloque no Tinder diversas fotos de corpo inteiro, sem retoque;
  • Coloque no Tinder fotos caseiras que mostrem você com o corpo que tem.

A mesma leitora me mostrou a descrição que ela fez no Tinder:

“Vamos conversar? Sou uma mulher gorda, algum problema? Não busco mentiras… A verdade me atrai…”

Não acho que a mulher gorda precise escrever que é gorda em sua descrição. O cara, se tiver interesse, vai notar isso em suas fotos. A mulher magra, quando se descreve, não posta: “sou magra, algum problema?”. Além disso, essa forma de escrever pode soar meio agressiva e mostrar que, na verdade, ser gorda é sim um problema para quem se descreveu.

No Tinder eu me descrevo da seguinte forma:

“Jornalista, empresária. 1,72m e muitos quilos. Tô no Tinder, mas sou legal”

No meu caso, coloco minha altura, porque eu curto cara mais alto, aí já rola uma seleção natural. Coloquei o “muitos quilos” para fazer graça. E o tô no Tinder, mas sou legal também é uma forma de tirar sarro. Os caras sempre iniciam o papo assim: “oi, eu também sou legal”. É divertido, fica uma vibe boa. Não me lembro de ter sofrido nenhum tipo de questionamento acerca do meu corpo gordo. Só recebo elogios, na verdade. Se são sinceros ou não, foda-se. Eu me divirto.

Seja sempre você, natural, verdadeira, que não tem erro. Você vai tomar vários foras, vai dar tantos outros, por isso tem que estar bem consigo mesma. Só estando bem consigo mesma é que não se abalará com algo negativo que um estranho venha a te dizer.

Também vale repensar se não vale a pena dar uma chance para um gordinho, que tal?

Não esqueça de conversar bastante antes de encontrar alguém pessoalmente, cheque redes sociais, se a pessoa existe de verdade e marque encontro em local público. Não aceite que o cara te deprecie, te critique, aprenda a virar as costas e ir embora se ele estiver te incomodando. Você não tem que ser sempre a gorda boazinha, lembre-se disso.