29 de abril de 2019 19:34 Sem categoria

BARIATRICADAS X GORDAS NUTELLA X GORDAS RAIZ ̵ …

Neste sábado, às 16h, acontece o bate-papo Bariatricadas X Gordas Nutella X Gordas Raiz no Mulherão Fashion Tour, feira de moda plus size, no Novotel Jaraguá, Rua Martins Fontes, 71, 3ºandar. O bate-papo é mediado pela psicóloga Andrea Pavlo e conta com convidadas muito especiais. E, embora o título lembre os barracos do Programa Casos de Família da Cristina Rocha ou um clássico do Corinthians contra Palmeiras, lá manteremos um ambiente saudável  e de muita amizade e respeito.

Ao contrário da onda preconceituosa que vemos em alguns ambientes plus size, nós não discriminamos ex-gordas, gordas, magras, ninguém. Só se você for chata. rs Afinal, somos todas mulherões!

Andrea Pavlo

Quem vamos reunir em um único bate-papo:

  • gordas que fizeram bariátrica e amaram;
  • gordas que fizeram bariátrica e se arrependeram profundamente;
  • gordas que não querem emagrecer nem a pau;
  • gordas que emagreceram muito de forma natural.

Quando comecei meu trabalho há 10 anos com uma leva de outras blogordas igualmente sensacionais (sou modesta pra caraio né? hehehe) sempre expus aqui quando estava triste, feliz, as partes legais e também as desvantagens de ter um corpo gordo. Eu e minhas contemporâneas não mostrávamos apenas a parte bonitinha e colorida da vivência gorda.

Recentemente, por exemplo, a amada Ju Romano falou que precisaria emagrecer um pouco porque necessitaria de uma operação no joelho, vive postando fotos se exercitando. Paula Bastos fez uma bariátrica e não se envergonha em assumir o quanto está amando o shape novo, a Top Model Mayara Russi já foi integrante de um reality show de emagrecimento com pessoas que beiravam os 200 Kg cada.

Nesses 10 anos de Blog Mulherão vi muita garota ser discriminada e isolada por amigas da gordolândia por ter emagrecido, seja de forma natural ou por meio de bariátrica. É como se aquela pessoa passasse a não valer mais nada por ter emagrecido, virou, aos olhos das amigas gordas, uma traidora da pátria gorda. Algumas dessas mulheres emagreceram porque tinham severas limitações. Não conseguiam pegar transporte público, não encontravam roupas do seu tamanho e nem se sentiam representadas ou contempladas pela atual moda plus size. E, agora, continuam sendo rejeitadas, como nova magras.

As oprimidas viram opressoras. Isso sempre me intrigou.

Outra questão sobre bariátrica é, qual o problema em se assumir que se optou em fazer uma cirurgia bariátrica por estética? Uma maioria absoluta de gordos dizem ter operado por saúde com medo de dizer que sua preocupação era apenas estética e serem apedrejados. Luiza Ometto, seguidora do Blog Mulherão há 10 anos, fez cirurgia bariátrica por estética e vai explicar no Mulherão Fashion Tour como chegou a essa decisão.

Luiza Ometto

No nosso bate-papo teremos também pessoas que já foram muito conhecidas no mercado plus size, como Daniela Maggah. Como coelhinha plus size, a atriz foi a sensação da EROTIKA FAIR, destacando as modelos magras seminuas antes alvo das reportagens de TV. Dani vai dizer o porquê de ter operado. Como uma gorda aparentemente tão feliz com seu próprio corpo, tão sexy, toma uma atitude tão drástica? Ela estava mentindo sobre se amar? É isso o que as famosas plus size escutam quando emagrecem.

Dani Maggah

Em nosso bate-papo, Carla Fusco, que usa manequim plus size 46, fala sobre seu emagrecimento saudável e natural baseado em reeducação alimentar e exercícios físicos. Acho bem bacana mostrar para quem deseja emagrecer que ainda existe gente que consegue fazer isso de forma natural, conseguindo dosar em qual manequim deseja chegar. Que demora, mas acontece.

Carla Fusco 

E para completar nosso time do Casos de Família (tô brincandooooo), a Renata Costa que fez Bariátrica e se arrependeu. Estou acompanhando diversos grupos de bariátrica e, neles, diversas pessoas relatam profundo arrependimento, mas não têm coragem de exteriorizar isso para as pessoas com quem convivem. Quando relatam arrependimento nesses grupos de bariátrica, elas são apedrejadas pelos bariatricados “felizes” e também não encontram apoio nos grupos de gordos da internet. Onde está a empatia?

Renata Costa

Vocês não acham que eu ia fazer um bate-papo desses sem colocar uma representante da gordolândia que um dia pode até não ter se gostado e ter odiado sua pancinha gorda, mas que hoje morre de amores por ela, né? Uma ativista da autoestima, que se ama, que se acha uma gorduchinha tchutchuca linda! A Suzane estará lá para provar que aquela raiva que a gente sente da gente mesma quando olha no espelho, pode passar e que a gente pode fazer bariátrica se quiser, pode malhar se quiser, pode fazer dieta se quiser, só não pode mesmo é deixar de ser feliz.

Suzane Barbosa

Vocês estão todas convidadas a participar do bate-papo. Poderão falar e contar sua história, fazer amizade. São bem-vindas. Não serão hostilizadas de forma alguma. Quem me conhece sabe bem como as coisas funcionam comigo, aqui é tiro porrada e bomba se maltratam minhas visitas. hahahaha… A entrada é grátis, tá garotas?! Não é um evento para convencer ninguém a emagrecer, a fazer bariátrica ou a se manter gorda. É um evento para dizer: hey, não importa pelo que passou e as escolhas que fez, sempre estaremos aqui com vocês.

Serviço:

Bate papo Bariatricadas X Gordas Nutella x Gordas Raiz Mulherão Fashion Tour
Feira de Moda Plus Size
ENTRADA GRÁTIS
4 e 5 de maioàs 16h
Novotel Jaraguá
Rua Martins Fontes, 71
Centro de São Paulo (perto do metrô Anhangabaú, ao lado da lanchonete Estadão)

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES