20 de setembro de 2019 15:02 comportamento

Como usar a roupa íntima para elevar a autoestima

Por: Renata Poskus

Elevar a autoestima e se sentir um mulherão é um processo, não acontece de uma hora para a outra. Pequenos cuidados diários com o seu corpo e a sua alma fazem parte desta caminhada, mas usar uma roupa íntima linda, que tenha a sua cara, pode ser o passo decisivo para elevar a sua autoestima, além disso, alguns modelos de lingeries podem ser grandes armas de sedução.

“Ah, para que usar uma lingerie poderosa se estou solteira, não saio com ninguém faz muito tempo?” –  você pode perguntar. Pare de besteira, menina! 

Tara Lynn – modelo plus size/ Pinterest

Quando você escolhe uma roupa, está definindo como quer que o mundo te veja. Já a lingerie está lá escondida, mas representa como você mesma se enxerga e tudo o que quer atrair para você. As peças de moda íntima podem falar muito sobre você.

Uma lingerie bonita tem que ser um presente para você, não para os outros. Mas se pintar um Brad Pitt por aí, você não vai dispensar, né?

Certa vez, em um evento em um hotel em outra cidade, com diversas jornalistas, eu fui a única a levar biquíni e cair na piscina após o evento. Então, algumas colegas, tristinhas por não terem tido a mesma ideia, falaram: “nossa, você sabia que teria piscina aqui no Hotel?”. E eu respondi: “não sabia. Mas sempre que viajo a trabalho, levo um biquíni e uma lingerie bem safada na bolsa, para nunca perder uma boa oportunidade! 

Sempre há uma piscina e um gato maravilhoso dando mole por aí”. Todas riram, é claro, mas é verdade! Uma mulher prevenida vale por duas, não é mesmo?!

Tara Lynn – modelo plus size/ Pinterest

E é isso mesmo o que faço. Quero encontrar uma paixão arrebatadora, levo na mala uma calcinha fio dental de tirar o fôlego. Quero passear bastante, viver aventuras incríveis, levo uma roupa íntima confortável. É praticamente a lei da atração aplicada com fervor até na roupa íntima. 

Sempre que quero me sentir atraente, coloco uma lingerie bem sexy, dessas de Sex Shop, com muita renda e transparência. Às vezes invisto em outros itens que me fazem sentir poderosa: cinta liga, meia arrastão ou um belo de um espartilho. 

Não é meu uniforme, algo que uso todos os dias, claro. Mas às vezes gosto e acho o máximo quando estou vestida com uma lingerie provocante e matadora por baixo de uma roupa de executiva santinha. É como ter um poder secreto, o uniforme do Superman por baixo da roupa do Clark Kent. Algo lindo e poderoso que só eu estou vendo.

Mas, atenção! Mesmo as lingeries ousadas precisam ser confortáveis. Não adianta usar uma roupa íntima que te aperta, fio dental que entra no meio do fiofó e você nunca mais acha, ou que divide a pepeca no meio. Sutiã menor que o tamanho do seu busto, nem pensar!

Tara Lynn – modelo plus size/ Pinterest

Mas não é só de lingerie sexy que se constrói a autoestima feminina, Quando quero me sentir super confortável, escolho uma roupa íntima de material mais simples, sem renda, que não aperta, mas tudo novinho (ou com cara de novo!). Parece que quando saio por aí com lingerie furada ou velhinha fico me sentindo para baixo, meio depressiva, mesmo que ninguém veja. Eu estou vendo, e isso basta. Lingerie simples sim, com a cara da derrota, jamais!

Você encontra facilmente vários modelos para apimentar a relação ou levantar a sua estima. O sutiã é a peça mais procurada, mas uma bela calcinha também agrega muito. Escolha os melhores produtos para o dia a dia ou para aquela ocasião especial e vá ser feliz!

E aí, qual a sua roupa íntima preferida?

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES