23 de março de 2010 20:26 Curiosidades

Por Dani Lima

Hoje não vim aqui contar sobre as grifes GG e as tendências de inverno. Na semana do aniversário do Mulherão, estamos incubidos de contar pra vocês a nossa relação com o Blog, assim como vocês também podem – e devem – contar as histórias de vocês! (lembram que tá valendo prêmios? ;))

eu me achando a gata mais gata! rs

E minha história com o Mulherão começou bem inusitada. E acho bem divertido contar isso aqui, porque muitas meninas podem se identificar. Como boa parte das moças que comentam aqui no blog e nos mandam emails, em meados de junho/julho do ano passado, eu também queria ser modelo plus size. Daí conheci a Renata, passei pelas lentes do Hilton, escutei aquele “iiisso mulher” que só quem fez Dia de Modelo entende, haha, peguei minhas fotos boniiitas e… e nada! Um monte de gente já falou aqui e acolá, que o mercado de moda plus size, assim como o de moda convencional é restrito, e ser uma gordinha que a mamãe diz que é bonitinha e que tira fotos legais pro Orkut, definitivamente não quer dizer que “dá” pra ser modelo!

quando desfilei na BAND pra uma grife aí, rs!

quando desfilei na BAND pra uma grife aí, rs!

Porém, nesse entremeio de fazer o book, desfilar na TV, ficar deslumbrada com a carreira e  KABUM!, voltar a terra, eu fiquei muito amiga da Renata. Tenho o (por vezes péssimo) hábito de me apegar facilmente às pessoas, e mesmo ela sendo dessas “ame-a ou odeie-a“, eu acabei a amando! haha Essa amizade rendeu muitas conversas no MSN até altas horas, já que moramos meio distantes, né? (RJ-SP) e ficou forte mesmo! Coisa de louco, já que nem faz 1 ano que eu a conheço e parece que tem tempo pra burro; e pode parecer frase pronta de depoimento de Orkut, mas é verdade! Viramos confidentes em questão de meses e com um pegapacapá aqui e outro lá, somos BFF, fato! 🙂

E ao longo do desdobramento dessa longa e florida amizade, a Rê me ajudou a juntar a fome com a vontade de comer, com o perdão do trocadilho em um blog tão sugestivo, rs! Sempre fui aficcionada por temas pertinentes ao mundo de mulherzinha como beleza, moda, estilo, esmate, flores, poemas, canções de amor, rs, e também sempre gostei muito de escrever (dá pra perceber por esse texto que não acaba mais, né! rs), tendo ganho um prêmio de redação com 14 anos, intitulado “Projeto Jornalista do Futuro“, que me levou a cogitar a idéia de ser mesmo jornalista quando crescesse! (bom, eu cresci e ainda cogito a idéia, rs). Sabendo desse balacobaco todo, eu e a Rê acertamos que eu ficaria encarregada de contar pra vocês sobre todas essas coisas legais de moda, beleza e tal! 😀

Foto de um dia inesquecível por dois motivos principais: 1) Eu segui o conselho da Dona Janette e não usei sutiã 2) Sentei no sofá da Hebe! rs - Momento de realização MESMO!

Foto de um dia inesquecível por dois motivos principais: 1) Eu segui o conselho da Dona Janette e não usei sutiã 2) Sentei no sofá da Hebe! rs - Momento de realização MESMO!

E é engraçado que tem várias meninas que chegam aqui no blog, seja por meio de Dia de Modelo ou por meio dos posts e comentários mesmo, com a vontade infinita de ser modelo. Como já foi dito aqui no blog, com a esperança de que ser modelo plus size, seja a única forma plausível de se aceitar gordinha e feliz. E é triste porquê quando elas não obtêm êxito, ficam chateadas conosco e algumas até bolam planos malignos para acabar com a Rê e com a equipe, por consequência! hahaha Mas é legal que com o meu exemplo, elas vejam que eu cheguei aqui com a mesma vontade, mas entendi corretamente que o meu “lance” era completamente diferente! Não que você vá chegar aqui e se não conseguir ser modelo, vai virar colunista, rs. Não é isso! Falo que de uma forma ou de outra, é importante se encontrar  na carreira que foi feita pra você e uma vez lá, se destacar! E juro que não troco o meu lugarzinho pra conversar com vocês aqui por nada!

Hoje em dia (fazendo o monstro do pântano, sem make e sem glamour nessa foto, abafa!), quando descobri que ser modelo não era tudo na vida, e que eu sou muito mais feliz nesse lugarzinho que eu conquistei no Mulherão, entre essas duas fofas: Keka e Rê!

Hoje em dia (fazendo o monstro do pântano, sem make e sem glamour nessa foto, abafa!), quando descobri que ser modelo não era tudo na vida, e que eu sou muito mais feliz nesse lugarzinho que eu conquistei no Mulherão, entre essas duas fofas: Keka e Rê!

Com isso, deixo o meu parabéns ao Blog como um todo e parabéns à todas vocês, nossas assíduas, lindas e maravilhosas leitoras (e assíduos, lindos e maravilhosos leitores!) que estão conosco sempre! Afinal, como gosto de deixar claro, já teríamos parado de escrever, se não fossem vocês para nos aturar aqui todo dia! 😉

Ahn, e vale agradecer à essa garota aí, chamada Renata. Gente, ela é louca, eu assumo; mas tem o coração bom! Ela não conseguiu me transformar numa modelo plus size, mas não por isso, deixou de ser minha primeira fada madrinha! Brigada, amiga!

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES