3 de abril de 2010 16:00

Por Keka Demétrio

Se antigamente competência e jogo de cintura era o bastante para obter sucesso, hoje em dia além do capital cultural, econômico e social, a socióloga Catherine Hakim publicou na Inglaterra um estudo sobre um quarto ingrediente, o chamado Capital Erótico.

Diferente do que você pensou não se trata de um atributo sexual que foi descoberto através da pesquisa com homens e mulheres que, reunidos em grupos, apostavam quem conquistava mais pessoas no réveillon da Antartida. Mas sim de uma nova categoria que pode fazer toda a diferença, principalmente na vida de nós mulheres.

O capital erótico é abastecido por seis itens e como achei a matéria mega interessante pensei em analisá-la pela ótica de um Mulherão. Me acompanha?:

Beleza: conceito variável no tempo e cultura, mas sempre valorizado. A idéia atual destaca a fotogenia, o que leva a valorização de homens e mulheres de olhos grandes, lábios carnudos e pele bronzeada.

Ainda bem que o conceito de beleza é mutável, e possuímos todas elas retratadas em diversos tempos da história. Penso que nos dias de hoje, embora a ditadura da magreza seja imperante, nós mulherões temos mais força para modificar isso tudo do que em outras épocas onde a liberdade de ser mulher se restringia a ser senhora do lar. Bom, deixando o estudo antropológico de lado, o que me retém aqui são os três itens citados, dos quais sou possuidora apenas de um, os lábios carnudos. Mas isso não me faz desistir de aprimorar meu capital erótico, o mercado possui inumeráveis cosméticos, que se bem aplicados, deixarão meus olhos mais abertos e expressivos. Quanto à pele bronzeada, ah, gente, o sol nasceu para todos, só preciso ter paciência para sair da sombra e me estirar sob ele lambuzada com muito filtro solar fator 60, já que minha pele está um tom branco gelo.

Atratividade sexual: tem a ver com um corpo sexy, o estilo e a personalidade. Ou seja, a beleza pode ser percebida numa foto, mas o jeito como a pessoa fala e se move, não.

Meninas, atenção: corpo sexy não quer dizer índice de gordura corporal 7%, ok? Ser sexy está muito mais ligado ao que você sente, percebe e diz sobre si mesma. A forma como conduz a vida, suas relações amorosas, sociais e profissionais demonstram que tipo de pessoa você é, portanto, nada de ficar neura já achando que só porque seu corpitcho é cheio de curvas sinuosas que não é sexy. Nada deixa uma mulher mais sexy do que um sorriso coroado de autoestima e atitude.

Atratividade social: é uma mistura de graça, charme e outros dotes sociais, como a habilidade para deixar o outro à vontade, feliz e com vontade de conhecer você, possivelmente, desejando você também.

Me diz, alguém por acaso tem vontade de ficar perto de uma pessoa que só sabe reclamar da vida, que se acha a mais feia das criaturas, que se esconde por detrás da autopiedade achando que assim a vida vai ser mais boazinha com ela? Não, ninguém tem. E não seja tão  pretensiosa, você é uma simples mortal como todos os outros. Agindo assim o que vai conseguir é ficar cada vez mais sozinha. Pare de culpar o mundo, de invejar a amiga que vive rodeada de gente interessante, que conseguiu um ótimo emprego e um gato de tirar o fôlego e, definitivamente, mude o seu discurso. Se abra para você mesmo, enfrente sua vida, ela é só sua e de mais ninguém, se permita buscar capacidade ao invés de ficar lamuriando, assim as pessoas se achegarão, terão prazer em fazer parte da sua vida e permitirão que você faça parte da delas.

Vivacidade: aqui também trata-se de um mix de condicionamento físico, energia social e bom humor.

Não, você não tem que se matar na academia de ginástica, mas precisa movimentar essas curvas. Além de ganhar condicionamento físico e autoestima (seu gato agradecerá na hora da transa), você se sentirá viva e não ficará se culpando por ser tão sedentária. E quando nossa autoestima melhora, nossa vibração energética modifica, atraindo pessoas e oportunidades. Invista no bom humor, no alto astral, pessoas assim são mais gostosas do que as outras, além do mais, pensamentos e energia positivos leva o mundo a conspirar a nosso favor.

Apresentação: o modo como você se veste, usa maquiagem, o estilo do cabelo e acessórios é o que dá a uma pessoa uma boa apresentação.

Não se descabele achando que vai precisar de muita grana para poder ser apresentável. Seja vaidosa, cabelos e unhas sempre bem feitos são um diferencial em qualquer mulher e isso dá pra fazer com pouco dinheiro. Vista-se com o que faz você se sentir bela e poderosa, mas não vá a uma entrevista de emprego com aquele decote que deixa os homens com vontade de se afogarem nele.  Analise o seu estilo, corte excessos, o menos sempre é mais.  Vasculhe as matérias da Dani Lima no blog e veja as dicas que ela dá para mulherões como nós estarmos sempre bem vestidas e apresentáveis em quaisquer circunstâncias.

Sexualidade: a categoria é ampla e inclui competência sexual, energia, imaginação erótica, entre outras. Não tem relação com libido e se define em particular.

Isso tem muito mais a ver com como você se enxerga, de como você lida com as questões sexuais do que com a quantidade de horas em que você já passou em cima de uma cama.

Fertilidade: segundo a autora, a característica só vale para mulheres e em certas culturas que enxergam dotes especiais nas mães de crianças saudáveis e bonitas.

Você é um Mulherão e está grávida, isso não quer dizer que não tenha que se cuidar porque já tem curvas a mais no corpo. A maternidade é um divisor de águas na vida de qualquer mulher. Sinta-se gestante, ame-se mais do que nunca, seus instintos estarão aflorados, aproveite para trabalhar sua inteligência emocional, ela será, mais do que nunca, sua grande aliada. Agindo assim, você verá nascer uma nova mulher capaz de ter filhos saudáveis, bonitos e inteligentes.

E agora, qual a desculpa que você vai dar para não trabalhar o seu capital erótico?