9 de abril de 2010 02:39 comportamento

Por Keka Demétrio

Graças a deus existe gosto pra tudo. Existem homens que gostam de mulherões, aqueles que não se importam e aqueles que decididamente não gostam. Isso quer dizer que independente de qualquer coisa, devemos respeitar o “gosto” alheio. Precisa ficar bem claro que o fato de se aceitar não quer dizer que todos vão fazer a mesma coisa em relação a você, o que vai mudar, principalmente, é o fato de você se posicionar de forma positiva diante de tudo e de todos, mas isso não te dá o direito de exigir que todos gostem de você. Com certeza sempre haverá uma parcela que irá continuar a te olhar “torto”, nestes casos, vai depender, única e exclusivamente de você transformar esses olhares fulminantes em nada ou fazer um drama homérico, imaginando que tudo o que você pensa a respeito de si mesma é mentira.

Portanto, não se sinta o monstro do pântano, e nem jogue fora tudo o que conquistou porque o gato do 701 não te acha atraente, ele, como você, tem direito de escolhas. E se for pensar bem, você também não dá a mínima para aquele cara charmoso, inteligente, educado, o genro que mamãe pediu pra Deus, simplesmente porque ele não é o seu “tipo”.

Outra coisa que precisa ficar esclarecido é que quando eu falo que somos mulherões fantásticos, quero dizer corpo, alma e coração em sintonia. Possuir quilos a mais quer dizer responsabilidades a mais também. Ao se olhar no espelho e se achar linda, você precisa também compreender que isso só vai continuar a acontecer se entender que precisa se cuidar muito mais que as outras mulheres se cuidam, e não sair comendo uma barra de chocolate todos os dias. Não, não é assim que você vai continuar se sentindo a pessoa mais especial do mundo.

Ser gostosa, poderosa, deliciosa vai muito além de uma simples conotação sexual, aliás, a parte sexual só terá sentido se todo o resto estiver em equilíbrio, isso é pequeno diante da amplitude dessas palavras que representam tão bem quem tem consciência de quem é e o que representa para si mesmo e para quem está a sua volta. Ser um mulherão que se gosta de verdade é muito mais do que se olhar no espelho e achar atraente suas curvas, é ter capacidade de entender que a gente só brilha se o interior estiver legal, e não digo só da questão emocional que é importantíssima, mas também da questão SAÚDE. Nós que temos corpos mais voluptuosos temos que nos cuidar, não se iluda, as doenças nos perseguem muito mais de perto, isso é fato, e ponto. Portanto, nada de se acomodar, você não tem que se matar com dietas ou com restrições que a deixam irritada e de mal com a vida, mas precisa sim passar a perceber como o seu organismo está trabalhando e de como isso está influenciando sua qualidade de vida. E qualidade de vida se reflete na disposição que temos para escrevermos a nossa história, e sinto te informar que ninguém consegue fazer um roteiro de sucesso se não tiver saúde.

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES