14 de abril de 2010 12:49 Uncategorized

Por Renata Poskus Vaz

Uma das coisas mais gostosas do mundo é o troca-troca. Ops, não pensem besteirinhas picantes, hein?! Estou falando de trocar algo que não usamos mais com tanta freqüência por algo usado, mas conservado e que você sempre quis.

Na infância, eu colecionava figurinhas e papéis de carta e sempre trocava os excedentes com minhas coleguinhas de infância. Hoje, troco com minha irmã presentes que recebemos de parentes. Se ela ganha um creme corporal chiquérrimo de morango e eu um de pêra,  agradecemos, dizemos que adoramos, mas quando chegamos em casa, trocamos. Eu uso o dela e ela usa o meu e, assim, todas ficamos felizinhas da silva.

No caso de moda, por exemplo, há os bazares de troca como o criado por Litha Bachi, do Blog Manual Prático da Gordinha, que acontecerá em Porto Alegre no dia 24 de abril. No I Bazar de troca GG, vale trocar qualquer roupa a partir do manequim 44. E quem pensa que as magrinhas foram colocadas de lado está muito enganado! Elas podem participar trocando bolsas, sapatos e acessórios.

Eu, pessoalmente, que sou fresca e metida, não conseguiria usar a roupa usada de uma pessoa estranha. É um vício meu. Não consigo nem mesmo comprar livros em sebos, para se ter idéia do meu nível de transtorno obsessivo compulsivo. Entretanto, uso numa boa roupas usadas de parentes e amigas. Então, se você é nojentona como eu, pode reunir as amigas e trocar roupas só com elas. Ou então, participe de bazares de troca maiores. É uma forma de economizar um $$$ e renovar o guarda-roupa.

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES