9 de junho de 2010 23:57 Espaço da Leitora

Espaço da leitora: Jemima Pompeu

Vizinhos de útero

Em 09 de Abril de 1969 eu e minha vizinha de Útero, viemos ao mundo. Nossa infância foi divertida. Éramos muito unidas, tínhamos sintonia e cumplicidade. Brincávamos e brigávamos com a mesma frequência. Na adolescência, ela escolheu estudar nos Estados Unidos e eu escolhi ficar. A partir daí, perdemos nossa sincronia. Hoje temos uma relação civilizada, porém, superficial. Na distância, sentimos aquele tipo de amor esquisito que não amadureceu. Uma ligação atrofiada. Nossa vida é marcada por desencontros – mas ninguém tem culpa nisso. Durante muito tempo eu não entendi essa distância emocional, essa lacuna que minha irmã gêmea provocou em mim. Mas hoje eu sei que nunca foi intencional nem proposital. Eu a amo incondicionalmente. Não há rancor. E é justamente por estar liberta deste conflito, que me senti preparada para criar o Blog Vizinhos de Útero. Hoje compartilho meus sentimentos sem medo, porque não dói mais.

 

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES