17 de junho de 2010 02:37 comportamento

Se só me restasse um dia…

Por Renata Poskus Vaz

Bom dia, meninas. Nesta quinta-feira, proponho um exercício diferente para todas nós. Algumas vão até pensar que se trata de filosofia demais para um blog de moda, beleza e comportamento. É claro que todas queremos falar e ler coisas boas, alegres e que levantam nossa alto-astral, mas às vezes é necessário, assim como dizia um célebre trecho de uma música dos Titãs, pensar em “o que você faria se só te restasse um dia”. Isso mesmo! “Se o mundo fosse acabar, me diz o que você faria”. 

Pensando nisso, também me coloquei a refletir que, muitas vezes, levo os meus dias com a certeza de que muitos outros virão. É aquela sensação de que temos todo o tempo do mundo para consertar erros, visitar parentes que amamos, mas que acabamos deixando de lado por causa da correria do dia-a-dia. É por conta dessa quase certeza de que muitos anos ainda virão que deixamos de pedir desculpas a quem magoamos, de nos declarar para quem amamos, de perdoar a quem nos tem ofendido… Opa, está parecendo conversa de igreja, não é mesmo? Mas é a pura realidade. Muitas vezes erramos (ou erram conosco) achando que amanhã ou depois tudo poderá ser “consertado”. Ok, ok…. Mas não somos nós que controlamos o tempo chamado VIDA.

Antes de ontem fui visitar meu avô, Vaitiekus Poskus, um lituano saradão de 82 anos, lúcido, inteligentíssimo, mas que já passou por 1 câncer de mama, 1 pancreatite, 1 câncer de pele, 1 enfarto, doenças vasculares e muitos outros pepinos mediciais próprios da idade. Cheguei lá e o velhinho havia ido cortar o cabelo, acompanhado de uma tia que, lembrando agora, fiquei de ligar para ela semana passada e esqueci. Na casa do meu avô, fiquei conversando com a empregada, vendo fotos antigas… Passou 1 hora, duas e nada dele voltar do cabeleireiro. Sabe o que fiz? Deixei um beijo por meio da empregada e fui embora. Entretanto, em nenhum momento me veio na cabeça a idéia de que meu vô, embora ativo, está praticamente fazendo hora extra aqui na Terra. E que aquele beijo que deixei por meio da empregada, se tivesse sido dado diretamente em seu rosto e acompanhado de um grande abraço, teria feito uma grande diferença para aquele homem que não vejo desde o início do ano, por “falta de tempo” (detalhe, ele mora há 20 minutos a pé da minha casa). E faria uma grande diferença para mim também!

Hoje, fico pensando que se, hipoteticamente, fosse meu último dia de vida, quanto rancor, mágoas e arrependimentos por coisas que fiz e deixei de fazer eu levaria comigo. Esta semana, já iniciei o exercício do “e se só me restasse um dia”. Conversei bastante com meu pai (ok, ok, foram 5 minutos, mas tratando-se de Sr. Roberto é praticamente uma eternidade). Também falei com minha irmã Barbara algumas coisas que achava necessário dizer, mostrei o quanto a amo e o quanto me orgulho da mulher linda que ela se tornou.

Mas neste exercício de “e se só me restasse um dia?”, esqueci de dizer às minhas amigas o quanto elas são especiais para mim, que eu adoraria que a Dani e a Keka continuassem cuidando do Mulherão e que nunca, nunca, permitam que ele fique cheio de banners xexelentos e demodés, repletos de propagandas… kkkkk (olha só o quanto sou materialista!). À minha família eu diria obrigada por tudo, ao Seu Toninho diria que ele não entende nada de chinelos novos e chinelos velhos, à Dea diria que conseguimos desmistificar a idéia de que pessoas com gênios completamente diferentes podem sim formar uma grande dupla. À minha amiga Mitiko eu diria que eu bem que avisei que a cirurgia de redução de intestino é uma furada (momento “praga de mãe pega” kkkkk).

Enfim, eu diria paratodos que fui feliz, entre tanto estresse, intolerância e exitações. E, para completar, comeria 6 pedaços de pizza portugueza do Ciccarino, com 1 litro de coca-cola e com uma torta de morango de sobremesa. Passaria um batom vermelho-periguete e assitiria pela última vez Diário de uma Paixão.

Agora, meninas, me digam uma coisa: “o que vocês fariam se só lhes restasse um dia?”

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES