25 de agosto de 2010 01:04 Fashion Weekend Plus Size

Vanessa Pichinin: “nunca podemos desistir dos nossos sonhos”

Por Renata Poskus Vaz

No Fashion Weekend Plus Size tivemos quase 40 modelos desfilando. E, como já dito anteriormente, elas contarão as suas histórias aqui no Mulherão. A modelo de hoje é Vanessa Pichinin, que no próximo dia 3 completa  30 anos.

“Aos 3 meses de vida fui para a casa da minha avó e fui criada por ela, porque minha mãe precisava se dedicar ao trabalho. Vivo até hoje com a minha avó Aparecida, que amo muito e, para mim, é uma segunda mãe.

Desde que eu nasci sempre fui gordinha. Enquanto crescia, sofri preconceito na escola porque era sempre o patinho feio da sala. Menstruei muito cedo porque tive um distúrbio hormonal quando criança. Meus hormônios desregularam muito e, a partir disso, comecei a me tratar com endócrinos e tomar muitos remédios que só me faziam mal. Ao invés de emagrecer, só ganhava peso. Foi uma luta! Fiz natação, jazz e ballet para poder emagrecer… Naquela época eu usava óculos e era muito gorda, alvo fácil para gozações no colégio. Até que um dia, um caça talentos foi na minha escola e me chamou para ser capa da Revista Pais e Filhos. Isso me ajudou a me valorizar mais.

Aos 17 anos conheci o Gleiferson, amigo de minha amiga Micheli. Ele era lindo e não dava muita bola para mim, mas fui determinada e o conquistei. Estamos juntos até hoje.

Passei no vestibular para Administração de empresas, trabalhava muito e estudava muito… Não tinha muita vida.

Certo dia, sofri um acidente no trabalho. Meu braço deslocou e precisei operar. A partir desse dia, tive uma série de complicações e os médicos chegaram a dizer que eu não ia mais poder fazer mais nada na vida que envolvesse o uso desse braço. Só conseguia pensar no tanto que me esforcei em vão.  Caí numa depressão profunda. Passei por tratamentos fisioterápicos, mas continuava desesperada porque meu braço não reagia.

Um belo dia, estava na sala com minha família e passou um matéria no fantástico sobre modelos plus size  com Andrea Boschim e com a  Renata do Blog  Mulherão. Todos da sala me olharam e falaram “ Vanessa, você é linda  e sempre levou jeito para ser modelo”. Fui direto no Google procurar mais sobre mercado de trabalho para modelos plus sizes, quando conheci o trabalho da Renata Poskus e o Dia de Modelolo que ela organiza.

No dia tão esperado de fazer meu book no Dia de Modelo, me deparei com aquela mulher linda que era modelo plus size Andrea Boschim e com modelos de primeira viagem.

A partir desses momento, as meninas do Blog mulherão viram que levava jeito e começaram a me chamar para acompanhá-las em programas de TV e tudo começou a fluir.  Apareceram alguns desfiles, concursos e fui ganhando um pouco de experiência na área. Mas meu sonho era desfilar no FWPS. Na primeira edição, fui reprovada. Mas não desisti, fui atrás para aprender a desfilar. Conversei com modelos experientes e fui absorvendo seus ensinamentos.

Hoje posso dizer que aminha felicidade voltou. Minha mâe sempre diz que “nunca podemos desistir dos nossos sonhos. Sendo honesta, sempre se chega lá”. Vi que meu sonho se realizou. Integrei o time de modelos do FWPS. Hoje, mesmo acima do peso, sou FELIZZZ!!!”

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES