18 de setembro de 2010 14:18

Por Madame Juju

Olá Mulherões e leitores, voltei com a história de mais uma modelo que desfilou no FWPS. Apresento à vocês: Chayene Tomiuc, um mulherão de 28 anos, paulistana, viciada em navegar na internet e cuidar de suas plantinhas, que sonha em ter um sítio com muito verde e viajar para Fernando de Noronha.  Hoje Chayene trabalha como secretária executiva, e trabalha como modelo por hobby, quando pode.

 Leia a história de Chayene contada por ela:

“Desde a minha infância sempre estive acima do peso, mas para mim isso nunca foi um problema. Sempre estive rodeada de amigos e amigas, na escola era uma pessoa bem popular e fazia muito sucesso com os meninos. Também tive uma fase magra, mais ou menos no ano de 2003. Fiz uma super dieta (por conta) e dos 95 kilos fui para os 72 kilinhos, nessa epóca eu usava jeans (sem lycra) nº 42… E assim fiquei por uns 3 anos, mas depois voltei a engordar.

Linda, bem resolvida e com um namorado maravilhoso que me conheceu magra, que continuou à me amar da mesma forma depois que engordei, e sempre me apoiando em tudo, resolvi procurar na internet algo relacionado às modelos gordinhas, pois além de estar de bem comigo sempre fui louca por uma câmera, um flash, um holofote… Foi então que em 2008 achei um site chamado Criatura GG direcionado à pessoas acima do peso, com dicas de moda, dicas de lojas, entre outros asssuntos interessantes, e nesse mesmo site as meninas (e meninos também) interessadas podiam se inscrever para tentar a carreira de Modelo Plus Size. Essa foi a minha chance.

 

Chayene e o namorado

Inscrevi-me e em pouco tempo fui chamada para o primeiro trabalho. Desde então fiz um editorial de moda para esse site, já desfilei em alguns programas de TV, já desfilei a coleção e também fui modelo de prova por um tempo de uma grife GG (Kauê).

Em 2008 tive uma perda muito dolorosa. Minha vozinha faleceu. Ela era minha fã nº 1, se emocionava ao me ver na TV, me incentivava, me dava forças e me fazia acreditar que eu era uma das mulheres mais linda do mundo. Então, depois da partida dela, mesmo recebendo o apoio e amor incondicional da minha mãe e meu namorado, fiquei doente, com depressão e perdi a vontade de continuar a trabalhar como modelo. Recusei alguns convites, pensei em desistir das “passarelas”, engordei mais um pouco, fiquei mais de um ano sem fazer nenhum trabalho… Ai comecei sentir falta da vida de modelo!

Como sempre confiei infinitamente em DEUS, sabia que aquilo que tivesse que ser, seria. E em janeiro desse ano recebi um convite para um desfile na TV. Aceitei na hora e isso me fez muito bem. Redescobri o quão bem a vida de modelo me faz!

 

Chayene em desfile para Ana Lisboa no FWPS.

Chayene em desfile para Tulnitex no FWPS

Por falta de tempo e atenção perdi a chance de participar do 1º FWPS, mas quando começou as inscrições para a 2ª edição não perdi tempo, corri atrás das minhas fotos profissionais, fechei a boca para não aumentar as medidas, emagreci 5 kilos, passei nas duas fases dos testes, desfilei para 2 grifes, simplesmente uma experiência maravilhosa, inesquecível!

Para finalizar, gostaria de deixar uma frase que para mim representa muito:

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim. (Chico Xavier)”