30 de Janeiro de 2011 15:12

Por Keka Demétrio

Todos os dias enquanto me arrumo para ir trabalhar, e modéstia parte, desempenhar muitíssimo bem meu trabalho, deixo a TV ligada no programa Bom Dia Brasil, da Rede Globo de Televisão, que na última sexta-feira exibiu uma reportagem que me deixou, no mínimo, irritada.

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2011/01/sete-em-cada-dez-empresarios-no-brasil-nao-querem-empregar-gordos.html

 De acordo com a matéria, em uma pesquisa realizada, constatou-se que 70% das empresas brasileiras não contratam profissionais que se enquadram na categoria: gordo.  Pelo que entendi que se dane se você amassou o seu grande bumbum em uma cadeira de universidade, se possui MBA, mestrado ou se pode ser chamado de Doutor. O que importa não é o quanto você exercita o seu cérebro, mas sim os seus glúteos e se está com tudo em cima.

Tô cansada e careca de saber que existe preconceito em tudo o que é lugar, mas diante de um mercado cada vez mais competitivo e globalizado escolher candidatos pelo físico é no mínimo burrice. Ok, eu sei que existe a possibilidade de um obeso ficar mais doente do que um sujeito magro, mas que garantia temos disso? As estatísticas? Ótimo, adoro gráficos, porém as estatísticas também comprovam que empresas que possuem um quadro de colaboradores mais eficientes do que a concorrência sai na frente e abocanha uma fatia maior do mercado. E eu nunca ouvi dizer que inteligência e competência se mede com fita métrica.

As pessoas nos olham e acham que somos preguiçosos e lentos, eu não os julgo por pensarem assim, porém, existe a lei da compensação, se somos mais lentos fisicamente, nosso raciocínio não depende de nossas pernas para criar estratégias de mercado brilhantes. Aliás, hoje em dia a questão mercado/consumidor é um dos maiores desafios, pois estes estão mudando quase que com a velocidade da luz, e nada como um bom gordinho que sempre ficou à margem de bons empregos e salários, excluídos das festas e baladas, e teve que aprender a entender o comportamento do ser humano (uma forma de não sofrer tanto pela discriminação) para ensinar como observar e definir o que o consumidor pensa e quer.  

Meu nome é Angélica Demétrio, estou bem mais do que 10 quilos acima do meu peso normal, e sim, sou inteligente e perfeitamente capaz de exercer a minha profissão de Publicitária e Executiva de Marketing. E se algum dia alguma empresa deixou de me contratar por eu estar gorda, só tenho a lamentar…por ela!

  • Renata Bitar

    Tá meu bem!!! chulep!!! chupa esta manga bando de preconceituosos!!!
    Kekinha AMUUUUUUUUUUUU VCCCCCCCCCC !!!!
    Sou Renata Bitar, vulgo garota faz “quase” de tudo, ou seja, só não vendo o corpinho kkkkkkkkkk mas….vendo minha muambinhas, e… ainda trabalho como secretária e…. sou GORDINHA SIM!!!! kkkkkkkkkkkkkk, tá bom pra vc???????
    Bjus Kekinha!!!!!

    • Keka Demétrio

      Adóooooooooro esses mulherões multifuncionais…ahahahahha
      Amuuu vc, Rezinha!!!

      • @ThaysNews

        Excelente texto!!! Parabéns!! Eu não sou muito gorda (1,70 com 65 e gramas kg) mas a minha irmã é e sofre muito por isso.
        O motivo de ler seu texto é o fato de que meu vizinho possui um currículo invejável e , recentemente, passou e foi aprovado em todas as etapas de entrevista de emprego, mas mesmo assim foi rejeitado para o cargo devido seu IMC ser considerado fora do padrão.
        Injusto sempre!!!
        Como pode existir um diferencial preconceituoso assim????
        Pior que isso foi a capa da ÉPOCA, 26 de setembro de 2011 que falava sobre beleza no trabalho.
        O problema não foi comigo, mas não tem como observar certos preconceitos sem fundamentos e simplesmente ficar de braços cruzados.
        Texto maravilhoso!! Adorei Angélica!!
        Boa Noite a todos!!
        Beijos!!

  • Excelente texto Keka, querida!

    Antes de exercer a minha profissão eu sofri esse tipo de preconceito em relação ao meu corpo ‘avantajado’, mas nem por isso desisti.

    Hoje estou há dezesseis anos na escola que me aceitou pela minha capacidade de ensinar aos alunos e não pela minha constituição física!

    Estou acima do peso, sim, mas continuo lá e com pais que me admiram e me amam pelo que sou! E os alunos ainda chegam, abraçam e dizem:Tia, adoro abraçar vc que é tão fofinha!’rsrsrsrs…

    E Gente preconceituosa, sô!

    Um excelente domingo e que Deuste ilumine a cada da mais. Sou sua fâ,minha linda e doce Keka!

    Beijos mil!

    Ada Cristina

    • Keka Demétrio

      Ainn, q delicia, Adinha!!
      Eu tbem dou aulas, mas na facul, então não ficaria mto bem os meus alunos me abraçarem e dizerem que adoram fazer isso….kkkkkkkk
      Mas falando sério, acho que independentedo tamanho do nosso corpo, o que tem que valer mesmo é o amor que dedicamos ao que nos propomos a fazer. E vc deve amar muuuito o que faz. Parabéns!!
      Super beijo, minha linda e doce Ada Cristina.

  • Fernanda

    Keka, minha ídala…. rsrs
    O que nós, bem mais que dez quilos acima do peso ideal, temos que fazer, é escancarar para todos, principalmente os que nos discriminam, nosso profissionalismo e nossa competência todos os dias. Para eles morrerem de raiva e dizerem: Que gorda de sucesso!

    Meu nome é Fernanda Santos, sou pedagoga, pós graduada, inteligente, competente, profissional respeitada e de sucesso. E depois de tudo isso, ainda sou sexy e gostosa.

    Bjo.

    • Keka Demétrio

      Ahahahahahahhhhhhhhh, arrasouuuuuuu!!!
      Então, tá, tbem sou sexy e muuuito gostosa!!!! ahuahauhuaua
      🙂

  • Thays Barbiere

    Sempre escutei falar sobrer o blog, mais confesso que quase não entrava, e tenho que admitir que é disso mesmo que os brasileiros preconceituosos precisam, de pessoas como VOCÊ que mostrem que SIM somos capazes, de trabalhar, de namorar, de pensar e principalmente de VIVER!
    Posso dizer que estou simplesmente AMANDO e CONCORDANDO com absolutamente tudo o que vc pensa, e expôs!
    Parabéns! O blog ganhou mais uma fã!
    Sou Thays Barbiere, e tbm estou bem mais acima do que 10 kgs do meu peso, e isso não me impede de ser feliz!

    • Keka Demétrio

      Uhuuuu, é isso aí, gata. Ser feliz seeempre, e que se dane o que os outros pensem.
      Volte sempre, será uma delícia ter vc aqui conosco.
      Bjossss

  • Daniele Ludovigo

    E desde quando gordura afeta os neurônios?? Tenho 24 anos trabalho desde os 19 anos na área de tecnologia, sempre fui gordinha, porém engordei 20 kilos desde então, falta do que fazer, não!!!. Horas e horas gastas em reuniões, dias trabalhando sem parar, stress para resolver problemas que não eram meus, finais de semanas inteiros para atualizar meus conhecimentos. Horas sem dormir para estudar. E ainda tenho que ler que os gordos são” frustados”, “Gordo tem problema de autoestima, gordo é estressado. Eu não gosto e não quero trabalhar com gordo aqui na minha empresa”. Ah que país é este, olha só o Jô Soares, uns dos homens mais inteligentes do país, o presidente Lula,operário,que conquistou o respeito do mundo. Temos uma mulher ocupando o cargo mais importante do país!!!O presidente dos EUA é NEGRO!!! Será que temos que ficar escravos dessas seleções medíocres do mercado capitalista??? Claro que NÃO! Realmente a hipocrisia não tem limites…Mas maior ainda que a hiporisia é nossa vontade de vencer, no dia que a aparência vencer a inteligência, PARA TUDO!!! PORQUE EU VOU QUERER DESCER!!!!

    • Keka Demétrio

      Flor, me deu uma raiva qdo li que somos frustradas…caramba, frustrados devem ser eles, frustrados e mal amados, pois eu sou muitíssimo bem amada!!!
      Enquanto eles se preocupam em discriminar as pessoas, eu me procupo é em ser feliz!
      🙂

  • Pois é Keka, põe preconceito nisso. Eu sou super workaholic, sempre fui muito pontual, sempre desempenhei minha função muito bem e com muita eficiência. Na minha vida profissional, que começou aos 16 anos, só faltei ao trabalho 2 vezes por motivo de doença – doenças essas que nada tiveram a ver com obesidade (1 foi sinusite, resultado da minha rinite com a qual nasci, e a outra foi uma virose que todo à minha volta pegou, tanto gordos quanto magros).

    Mas só tenho a declarar que empresas que escolhem seus funcionários dessa maneira são burras e ignorantes, e certamente não serão as melhores. Uma boa empresa avalia a capacidade do candidato e não o seu tipo físico. Às favas com essas empresas miseráveis com gente burra e “bonita”.

    • Keka Demétrio

      Ah, que delícia um comentário seu, lindona!

  • Kamila

    Olá Keka Querida!
    Como sempre, adoro seus posts, e minha mãe havia me dito sobre essa “reportagem” bizarra. Não querendo dar razão a tal reportagem, mas já dando, acho que isso é tendência mesmo, pois estou muito mais do que 10 kg acima do meu peso e tenho encontrado sérias dificuldades para conseguir um bom emprego. Agora me diga: em que local no mundo diz que gordo não pode trabalhar? que inteligência é medida pela fita métrica? É revoltante assistir a esse tipo de reportagem, sendo até desestimulante, mas não desisto. Uma hora uma boa oportunidade de emprego vai aparecer, independente dos números mostrados na balança!
    Grande beijo linda!

    • Keka Demétrio

      Kamilinha, não deixa que esse tipo de coisa tire a sua vontade de buscar seus sonhos. Tenho certeza de que vc vai conseguir seu espaço.
      Bjkas

  • Margareth

    Pois então, sou competentissima no que faço, amo o que faço, sou dinâmica, aplicada dedicada entre tantos outros atributo que me garantem bom profissionalismo. Sou psicopedagoga e professora de filosofia e sociologia.

    • Keka Demétrio

      Uauuu, eu adoro filosofia e sociologia. Tu arrasa hem , amiga!!!

  • CAMILA

    Bom tenho 1.58
    peso 86 kilos
    e já sofri sim preconceito no meu ambiente de trabalho
    porém não me deixei abater pois a cada dia ao termino da jornada
    mostrava para quem quisesse ver o tanto capaz eu era
    não é meu peso que mede minha competencia
    não é minha beleza que mede minha capacidade
    sendo que beleza é totalmente relativa e subjetiva
    ao termino do contrato optei por arrumar um novo emprego e dois dias apos estava contratada novamente
    como secretária/ estagiaria numa advocacia
    e isso não fez com que o escritorio perdesse clientes
    esse preconceito deve ser encarado como mais uma pedra no meio do caminho
    pedra essas que cataremos e ao termino de nossa jornada construiremos verdadeiros castelos com elas
    a fim de provar que o preconceito é coisa de gente sem cultura, sem personalidade e sem amor próprio

    obs Keka vc é um máximo
    não é a toa q sou sua fã
    adorei

    bjinhos

    • Keka Demétrio

      Camilinha, é isso mesmo, e beleza além de relativa e subjetiva acaba, enquanto que inteligência podemos aprimorar sempre.
      Obrigada pelo carinho!
      Super bjooo

  • joicefersilva

    E isso aí Keka..vc está certissima!!
    È cada besteira q a gente ouve, que dá até nos nervos viu!!!
    Te adooooro, você é fantástica!!!bjuuussss

    • Keka Demétrio

      Uiiiiii, obrigada, flor!!
      Bjusssssssss

  • Falou tudo querida, é um absurdo isso!
    Beijãooo

    Frannn

    • Keka Demétrio

      Pior, gata, é que esse é apenas um dos inúmeros tipos de preconceito que sofremos. 🙁

  • Débora

    CLAP,CLAP,CLAP!!!!! adorei e adoro ler os seus textos.
    Beijocas.

    • Keka Demétrio

      CLAP,CLAP,CLAP, a todos os mulherões que arrasam no mercado de trabalho!
      Beijossssssssss

  • Aninha @ninhacbt

    Realmente é um absurdo que em pleno 2011 pessoas tenham pensamentos tão pequenos assim.

    Keka Parabéns pelo texto, Parabéns por ser essa mulher espetacular.

    Sucesso sempre!!!!!!!!!!!!!!

    Bjsssssssssssss

    • Keka Demétrio

      Poxa, Annha, obrigada pelo carinho.
      Super beijo 🙂

  • Deyla Cerqueira

    É um absurdo que na época em que vivemos exista um preconceito desses,e não só no Brasil,acho que em todo o mundo.
    Muito bom o post Kekinha!
    Não vou ficar mais sumida sua Linda!Sabes que sou tua fã number 1!
    Bjuuuu!!

    • Keka Demétrio

      Ahh, mas é mto bom saber disso! rsrs
      Bjuuuuuuuu

  • Pedro

    Ótimo texto ké!!!! Olha só, complementando o que a Daniela Ludovigo escreveu quando disse “E desde quando gordura afeta os neurônios”, os neurônios só transmitem os seus impulsos nervosos, POR CAUSA da gordura, que nos neurônios chama-se bainha de mielina, que nada mais é do que gordura. Já é comprovado científicamente que os neurônios com bainha de mielina transmitem as suas informações de maneira mais rápida graças a essa bainha, e que sem ela os neurônios praticamente não funcionariam. E para completar, se não me falha a memória 80% do cérebro é formado por esta mielina.
    Discriminação é crime, ou estou enganado? Acho que a keka como sempre contribuindo para um mundo melhor com seus textos fora-de-série.

    Parabens pelo seu texto e por ser quem é!
    Bjos carinho

    • Keka Demétrio

      Oi, Pedro.
      Me lembro de já termos falado sobre isso e eu ter brincado que então entendia pq eu era inteligente. kkkkkk
      Obrigada pelo carinho.
      Grande beijo

  • Rosa

    Ola Keka, amei suas palavras!!!! Eu já passei por cada discriminação. Mas cada não que recebia era mais um motivo para me dedicar mais! Hoje sou funcionária pública e tenho um emprego que sempre sonhei!!!

    • Keka Demétrio

      Ain, Rosa, mas que bom sentir seu entusiasmo em relação ao seu emprego. Isso é sinal de que vc o desempenha maravilhosamente bem. 🙂
      Bjkas

  • Cynthia Alonso

    “Meu nome é Cynthia Alonso, estou bem mais do que 30 quilos acima do meu peso normal, e sim, sou inteligente e perfeitamente capaz de exercer a minha profissão de Psicopedagoga. E se algum dia alguma empresa deixou de me contratar por eu estar gorda, só tenho a lamentar…por ela!”
    Escrevo a mesma coisa, amiga!!! kkkkk…
    Igualzinho!!!
    Cheiro!

    • Keka Demétrio

      Kkkkkkkkkkkkkkk, vc é uma delícia, amiga!!!
      Um montão de cheiros procê.

    • Juliana Luz

      Bjkssss porceis duza

      • Cynthia Alonso

        Recebidooooo!

  • Raquel Ap.

    É minha amiga, por essas e outras eu digo ‘VOU SER INVESTIGADORA DA CIVIL’ haushaushau

    E eu quero ver quem é que vai chegar pra mim e falar ‘olha seu tamanho, vc nunca vai conseguir’ pq eu vou mostrar pra Deus e o mundo, qe alem claro qe linda, gostosa, sexy e poderosa eu serei investigadora da civil SIM.

    Bjoooos gata.

    • Keka Demétrio

      Geeeeeeeeenteeeeeeeeeee, pára tuuuuuuuuuuddddooooo.
      Minha amiga Quelzinha na polícia vai aumentar o índice de criminalidade só pra serem investigados por ela!!! Poderosaaaaaaa!!!

      • Raquel Ap.

        kkkkkkkkk uuuiiii, e qdo isso acontecer pode ter certeza que NINGUEM vai me segurar, pq vou arrasar (em todos os sentidos) dentro da delegacia..
        kkkkkkkkkkkkkkkkk’

  • Karina Abe

    Olá Kekinha…..Saudades querida…..Como sempre direta eobjetiva em suas palavras…E pensar que no MUNDO todo vamos conviver com isso…
    A 1 semana atrás saí de um pós preconceito terrível aqui, 11 anos de Japão e ainda não em conscientizei que estou no país das MAIS MAGRAS do mundo….
    Beijos sabor sushi Ká

    • Keka Demétrio

      Florzinha, não deve ser nada fácil ser um mulherão dentro da cultura japonesa, mas tenho certeza de que vc está dando um show.
      Beijos sabor pão-de-queijo…rsrsrs

  • CLAUDENI

    É isso ai… Eles estão com razão gordo não pode trabalhar…!!!
    Nessas empresas mediocres e pequenas, empresas de gente burras, e raquitica, e com, falta do que comer. Ah entendi, eles não querem contratar agente para não gastar com vale refeição… é legal isso povo doente e sem carater.
    Gordo não vive, não paga contas. É vamos pedir do governo pensão por obesidade uh,uh,uh quem sabe com essa renda a mais eu junte pra ir para um spa.
    Ridículo isso. Quando eu vi estava em Gramado RS em uma feira de moda FENIM, lá só te anorexica quem disse que esse tipo de gente é bonita, meninas com 20 quilos a menos do ideal, é bonito isso não acho.
    Então voltando ao assunto da feira também se vende roupa de gordinha, mais cadê as gordinhas desfilando.
    nunca vi colocar uma anerexica desfilando com roupas que são feitas para gordinhas, vamos lutar pelo nosso espaço.
    Ainda depois de tudo isso a expositora em que eu estava ajudando, olhou pra mim e disse ano que vem você vai emagrecer né. Sai fora eu emagreço se eu quiser, porque as pessoas acham que só porque estamos acima do peso, queremos emagrecer…
    É um baita preconceito…

    Beijos e desculpe o desabafo.

    • Keka Demétrio

      Olá, Claudeni.
      O preconceito existe mesmo, e é unanimidade as pessoas estranharem um gordo em uma feira de moda, embora o mercado plus size esteja crescendo assustadoramente, para deleite de nós mulherões.
      Hoje já temos muitas modelos plus size que arrasam nas passarelas, é um espaço ainda bem modesto, mas que tbem vem crescendo muito. E quem sabe ano que vem a expositora que vc trabalhou não tenha mudado de idéia. 🙂
      Bjo

  • Roberta

    Precisamos abrir espaço!!!!Não só no mercado de trabalho, em todos os lugares desde a loja de deptos que nunca tem nosso número as revistas que só sabem mostrar esqualidas que não são a realidade, estou cansada de ter que ouvir graça…sofrer discriminação!!! Magros, gordos, altos e baixos somos seres humanos que têm necessidades fisiologicas e que envelhecem e morrem por favor…discriminação é crime previsto em constituição!
    VAMOS DAR UM BASTA! PELO NOSSO DIREITO DE IGUALDADE!

    • Keka Demétrio

      Oi, gata.
      A primeira atitude que vc tem que tomar é se impor como esse ser humano que além das necessidades fisiológicas possui desejos e sonhos que não podem ser esmagados pelo preconceito.
      Bjkass

  • Olha, fiquei de boca aberta, arrasouuuuu….
    Já vivi essa situação de discriminação em emprego diversas vezes, até pq sou uma gorda se formando em educação física, oq já me faz ser alvo de olhares qd o fato é divulgado. Até de ser monitora em festa infantil já fui excluida por ser gorda, literalmete e descaradamente, após a primeira festa num espaço aqui de Goiânia recebi seguinte feedback: “olha, infelizmente não vai dar certo para vc entrar para nosso quadro de funcionarios pelo problema do uniforme que não ficou bem em vc”. E sabe oq é pior, a dona era gorda tb!! Andando hoje com meu namorado em uma feira comentei com ele q a cada 10 pessoas q viamos la 6 eram gordas. Fico pensando, sou eu ou ta todo mundo louco? Os próprios gordos discriminam quem é gordo pois idealizam um dia serem magros e ai…. e ai oq? deixaram de ser quem são? Fala sério, é tanta coisa destorcida q me cansa!!!
    Super apoiado seu desabafo…..

    Beijosss linda!!!

    • Keka Demétrio

      Falou e disse, Cléo. Tô cansada de ver gorda falando mal de gorda. Não suporto essa hipocrisia. Gritam aos 4 ventos que se aceitam, mas não perdem uma oportunidade de meter o pau na amiga que é mais gorda. Esse tipo de atitude acaba dando força para que o preconceito não diminua.
      Bjkass

  • Oi!!!
    Invadindo mais uma vez este espaço feminino, venho aki para dizer que este absurdo é sentido por mim na pele, infelizmente. Sinceramente, não entendo… aliás me recuso a entender este tipo de preconceito!! É ridículo!
    Parabéns por mais um excelente texto Keka!
    E muito obrigado por manifestar esta revolta que, sem dúvida, é coletiva!!

    Bjs

    • Keka Demétrio

      Sabe, eu falo mas não perco mto o meu tempo tentando entender, pq é muito absurdo pra minah cabeça que não discrimina ninguém. Chega a ser patético.
      Obrigada pelo carinho.
      Bjosss

  • Cláudia Souza

    Bravo, Keka!

    Amei seu texto deste post! Sou sua fã e olha que coincidência, também sou publicitária, profissional de marketing e professora universitária. Felizmente, nunca sofri este tipo de preconceito nem nas empresas onde já trabalhei e nem onde trabalho. Sempre me destaquei pelo meu profissionalismo e na faculdade em que leciono, meus alunos adoram a professora aqui! Parabéns por ser este mulherão, Keka! Sucesso sempre!

    Beijos pluz size!

    Cláudia Adriane (30 anos, Manaus-AM).

    • Keka Demétrio

      Claudinhaaa, tbem sou professora universitária, e sei que meus alunos me adoram, e um dos motivos é pq ensino a eles que preconceito é coisa de gente burra, vazia, alienada, e que um bom publicitário tem que ter a cabeça e o coração abertos para entender os sentimentos do consumidor. Acabo misturando um pouco de publicidade, com psicologia, filosofia, sociologia e dá uma salada incirvelmente deliciosa. rsrs
      Bjosss

  • Concordo e, vejo que o pior de tudo é que ela tem razão. É como se a sua capacidade fosse medida por peso altura e idade, não por suas qualidades e aptidões. Isso é discriminatório e atrasado, pleno século XXI e, além disso as mulheres continuam recebendo menos que os homens, mesmo que desempenhem a mesma função (com mais qualidade) que o homem.

    • Keka Demétrio

      Ahh, mas eu fico tão orgulhosa qdo vejo matérias com mulheres no poder. Será que o salário da nossa presidenta Dilma Rousseff será menor que o dos ex presidentes?????? Sim, pq além dela ser mulher tbem é um MULHERÃO!!! hauahuahaua
      Bjos, flor!!

  • Pingback: Não contrate um gordo. (via Mulherão) | Beto Bertagna a 24 quadros()

  • Mas é um absurdo isso, gente. Eu tenho uma amiga que sempre fala que quando vai a entrevistas ela se sente desconfortável pq parece que não a levam a sério por estar acima do peso. O que conta é a inteligência!! Eu hein!

    Bom, se quiser participar e divulgar, estamos com um concurso fantástico em que damos dois pares de sapatos para os primeiros colocados. É só entrar no link e aproveitar!

    :***

    • Keka Demétrio

      Acho tão absurdo isso tudo, que nem passa pela minha cabeça não conseguir um emprego por causa do meu porte físico. Affffff.
      Bjooo

  • Letícia Melo

    Essa história de empresa não contratar gordo é beeem antiga, sempre ouvi que principalmente nas áreas executivas existe essa conversa fiada. Eu dou graças a Deus que área executiva nunca foi meu alvo. Mas é fato que isso existem em vários locais. Eu penso assim, essas empresas não são lugar pra ninguém, um local bom de se trabalhar, onde você vai ter boas experiências com colegas e superiores, onde você vai crescer profissionalmente jamais será assim. Se alguém aqui se sentir vitima de preconceito porquê não foi contratado por um lugar assim… relaxem! Essa certamente não é uma empresa séria, que vai contribuir com seu futuro profissional. É mais um desses lugares onde os chefes contratam gostosas pra poder comer (desculpem o termo gente… mas é bem por aí!). Ou simplesmente uma garota que vai ficar eternamente como a recepcionista ou a secretariazinha e por aí vai. Aliás… nem é um posto eterno não, enquanto você tiver seus vinte poucos no máximo 30 você terá sua vaga. Passou disso chamam outra.
    Acho ótimo que todas (os) se cuidem, pra ficar bem, se sentir bem, bonita(0), mas, se a questão é vida profissional, a mente é sim mais importante. Porquê o nosso conhecimento, nossas capacidades mentais são bem mais fáceis de se manter e de melhorar que nossos corpos e rosto. Se você tiver um graninha pra investir pesado nas plásticas e academias e milhões de tratamentos, OK. Mas nem vai sobrar pra fazer uma especialização, um cursinho a mais, enfim, coisas que vão te colocar a frente de outras pessoas. Enfim, eu nem me preocupo com esse tipo de coisa, isso não influencia minha vida. Mas adorei seu texto Keka, gosto do seu posicionamento questionador. Bjssss!

    • Keka Demétrio

      Let, não discordo que a aparência é super importante. Mas quando eu falo de aparência quero dizer, corpo, unhas e cabelos limpos e cuidados, roupas e sapatos sem rasgos e em estado de uso. Mais que um corpo malhado, o que temos que exercitar é a nossa capacidade de lidar com elegância diante da vida. E elegância é algo muito além de um salto 15.
      Bjkas

  • KATERINE

    Arrasou Keka!!!! Adoro seus textos e vc!!!
    Parece até que tirou as palavras do fundo do meu coração.
    Sou formada em Marketing, faz mais ou menos um 6 meses… Já fiz varias entrevistas e ainda…. Nada!!!!

    Mas tenho fé que todo esse preconceito um dia ainda vai acabar!

    Um mega beijooo!
    Que Deus te abençoe imensamente!

    • Keka Demétrio

      Não desista, flor. Lembre-se que sua história quem constrói é só vc!!!
      Grd beijo!!

  • Seria melhor se fossemos constratados por máquinas, elas só conseguem traçar perfil do que está programado e a não ser que tivesse uma balança junto a um computador saberiam que estão contratando uma pessoa gorda. As chances passariam a ser iguais a de um magro, sarado, branco ou negro. Só que acontece que são pessoas que fazem essas análises e se a pessoa é preconceituosa, logo a pessoa se torna vítima de rejeição.
    Trabalhei num banco por alguns anos e tinha um gerente maravilhoso, que tratava os funcionários com humanidade e não esquecia de cobrar metas, só que quando ele saiu e entrou uma mulher no seu lugar a coisa ficou feia. Sofri todo tipo de humilhação, fui chamada de gorda, de brega, de feia. É obvio que procurei os meus direitos e espero que a “perfeita” tenha aprendido a lição!

    • Keka Demétrio

      Fabi, e eu espero que ela tenha engordado uns 40 quilos e que tenha sentido na pele e nas novas dobras do seu corpo tudo o que ela fez a você e a outras pessoas. kkkkkk Hoje tô mauzinha que só!!! rsrsrs
      Ahh, e manda pra ela umas fotos dos editoriais que vc faz pra ela querer morder o cotovelo de inveja. rsrsrs
      Bjossssssss

  • Juliana Luz

    Bom D.Keka…qdo chego e já tem vários comentários..fico meio sem saber o q escrever..pq cd uma expressa de uma maneira o que todo mundo sente e quer gritar pro mundo…
    Que somos pessoas normais, bonitas, inteligentes, e capazes de efetuarmos qualquer tarefa!
    Me irrito muito com isso tbém!!
    Sou Juliana Luz, recepcionista… modéstia parte umas das mais simpáticas dentro do meu ramo!
    bjksss

    • Keka Demétrio

      E eu tenho certeza que uma das mais lindas e competentes!!
      Adorovcmuitão!!
      🙂

  • Jaqueline Borsotti

    Primeiro emprego – Meu sonho era trabalhar como recepcionista…óbvio devido ao imenso corpinho…não consegui….logo arrumei de operadora de telemarketing…rs…atrás do posto de atendimento , o cliente não te vê…..além do que minha voz era considerada sexy……Bjus Ké….te amuuuuu

    • Keka Demétrio

      Uiiiiiiiiiiiiiii, amigaaaaa, tenho planos para nós!!!
      Se tudo começar a dar errado, e como eu tbem tenho uma voz considerada sexy, a gente vira atendente de telesexo. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Loira linda, eles não sabem o que perderam ao não te contratar…azar o deles. Pense sempre assim!
      Amuuuuuuuuuu muito tbem!! 🙂

  • Oi Keka, oi meninas!

    Eu, graças a Deus não passei por nenhum tipo de constrangimento, nem nunca me senti discriminada em trabalho por conta do peso. Mas conheço uma pessoa que trabalhou por 10 anos numa empresa e quando teve a chance de levar um grupo de 20 pessoas para um evento, foi “trocada” por uma estagiária recém chegada… magra, linda e 20 anos mais jovem. Isso revela preconceito por peso e por idade né!?!?!

    LAMENTÁVEL!

    Bjs

    • Keka Demétrio

      Lamentável é pouco, é REVOLTANTE!! 🙁
      Bjs

  • Gabriela

    Pois bem Keka…
    Li sua matéria sua no blog e, realmente há muito preconceito com nós gordinhas. O critério de seleção de uma empresa ser pela aparência física não é questão de imagem e marketing da empresa, é puro preconceito, pois a profissão não tem aparência física e sim capacidade de raciocínio.
    Muitos se enganam quanto a saúde física e psiquica dos gordinhos. Somos saudáveis físicamente e principalmente psicológicamente, pois não vivemos a pressão psicológica de mídia, do qual o mundo impõe. Sabemos ditar as nossas próprias regras sem opinião dos outros. Somos muito felizes e amadas.
    Meninas, nunca se achem incompetentes para concorrer as vagas que o mercado de trabalho nos oferece, sejam mais vocês… Incompetentes são as empresas que deixam de contratar vocês e sujam a própria imagem por incompetência dos rostinhos bonitos da empresa.
    Beijos meninas…

    • Keka Demétrio

      Falou e disse, Gabi!
      Jamais, mas jamais se sintam menos pq pessoas, através de atitudes, e mesmo palavras insanas, querem fazer vcs acreditarem nisso. Como eu disse lá atrás, é tudo tão absurdo que me recuso a me sentir constrangida em uma entrevista de trabalho por causa do meu peso.
      Super beijo

      • Gabriela

        Isso mesmo Keka…
        Ser gordinha não é motivo pra sair desistindo de tudo. Primeiramente, temos que ter auto confiança e acreditar; segundo, nos valorizar e terceiro, ir enfrente porque nesse mundo tem lugar pra todos… E o segredo de tudo isso é ser feliz sempre!!!
        Beijão

  • octavio pires

    como sempre, abordagem direta, sincera e apropriada dos pontos delicados de se conviver em um mundo de imagens e sonhos fora da realidade. parabéns! concordo com teu ponto de vista e é sempre bom lembrar que não estamos em uma batalha de classes, mas sim em uma cruzada pró convivência com diversidades. estarei sempre nessa cruzada! beijo.

    • Keka Demétrio

      Geeenteeee, mas que delíciiiiaaaaaaa, vc por aqui!!
      Poxa, tô muito feliz mesmo, querido. Sabe bem da minha admiração por vc.
      Saudades das nossas conversas, dos chopps, e das diversidades compartilhadas. ahahahah
      Beijo, beijo, beijo

  • Carol Caran

    Isso me revolta completamente! Na porcaria do mundo atual, enquanto lutamos pra acabar com preconceitos relacionados à etnia e orientação sexual, é ok discriminar gordos. O mundo nunca foi tão cruel do que com pessoas acima do peso. Alguém deveria denunciar isso no Ministário Público do Trabalho. Argh!

    • Keka Demétrio

      Sim, Flor, é muito triste mesmo, até pq hoje em dia temos acesso a informações 48h por dia canais de comunicação para esse tipo de abuso. Mas acontece que esse tipo de preconceito é velado, e não dá pra denunciar por falta de provas. 🙁
      O importante é que todos trabalhem dentro de sí esse sentimento ruim que se chama preconceito.
      Bjkas

  • Keka, ja passei por isso duas vezes para conseguir emprego!!!
    Uma delas foi (acredite) para entrar para o corpo de bombeiros, do qual faço parte. Malhava muito na época e tinha um condicionamento físico excelente, tanto que passei de primeira no teste físico (que incluia abdominais, flexões de braço e corrida). Mas qdo fui passar pelo exame de saúde eles queriam me reprovar pq estava a 3kg acima do peso pra o tal IMC desejado!!!! Tipo, várias magrelas sedentárias não passaram no teste físico nem com direito a segunda chance e eu, que mostrei que esbanjava saúde estava prestes a ser barrada a concretizar um sonho pq era gorda?!
    Ainda ouvi de um médico que reprovava sim, pq eu era forte candidata a pedir licença médica por problemas cardíacos num futuro breve!!!
    Perdi a porcaria dos 3kg na época e nunca pedi uma lincença médica se quer por causa disso!!! Enquanto vejo um monte de “magras” encostadas com problemas de coluna, de cabeça, de sei lá o que…
    Enfim…. essa é a nossa realidade!
    bjs e amei o texto!
    Tatiana Gaião

    • Keka Demétrio

      Poxa, Tati, é mesmo de indignar, né. Mas ainda bem que vc não desistiu e hoje, além de fazer parte da corporação é a nossa miss linda, necessária, poderosa e absoluta. Deve ter um monte de marmanjo doidinho pra vc ajudar a apagar o fogo deles. kkkkkkkkkkkk
      Liiiiiiinnndaaaaaaaa!!!

  • Isso de fato amiga é um ato ridiculo, já sofri com esse tipo de preconceito, e acredite os traumas psicologicos podem ser grandes.

    • Keka Demétrio

      Eu mesma nunca sofri, ao menos não decaradamente, mas acredito que depois da primeira vez deve dá um medo danado de encarar outra entrevista de trabalho. 🙁

  • Fernanda Prado

    Meu nome é Fernanda Prado, 37 anos, curso superior, mestrado, doutorado, esposa , mãe, concursada, independente e 86kg de auto-estima pura. Sempre estudei em escola pública.
    Meu exame de sangue é perfeito, não tenho dores em joelho, coluna, cabeça, etc. Falto raramente o trabalho.
    Ando mais de 4 kg por dia.
    Porque sou gorda, porque como, se quisesse pararia de comer. E vem o tal de Justus dizer na TV que um empresário não pode ser gordo porque não dá exemplo de “força de vontade” e “convicção”.
    E meu expemplo é de quê? Cresci sem pai, se dinheiro e estou aqui. Quem é que não tem força de vontade?

    • Keka Demétrio

      Uhuuuuuuuuuuu, e dale Nanda!!!
      Caramba, que depoimento delicioso.
      Parabéns, gata!!
      Qto ao Justus, não o condeno por pensar assim. Às vzs as pessoas se enclausuram em seu mundo, se acostumam tanto com suas próprias regras, e as qe lhes convém, que não conseguem mais perceber que existem bilhões de realidades espalhadas pelo mundo.
      Ó, um monte, mas um monteeee de beijos pra vc, sua linda!!!!!
      🙂

  • Dani

    Infelizmente mudar a cultura de um povo ignorante não é uma coisa fácil !
    Graças a Deus fui abençoada na vida com bons empregos, onde sempre viram em mim não só o MULHERÃO linda e loira que sou ( kkkkkkk) mas sim a profissional pro-ativa e comprometida, que não faz cara feia no que diz respeito ao trabalho, sou muito feliz por isso, não estou 10 kgs a mais do meu peso estou pelo menos uns 30 kgs a mais , mas como vc mesmo falou o meu peso não atrapalha meu raciocinio e nem minha competência, é lamentável empresas que atuam desta forma !!!

    • Keka Demétrio

      As empresas em que vc já trabalhou e trabalha devem ser um sucesso, assim como você tbem deve ser.
      Continue, linda, loira e poderoooooooooosa!!!
      Beijoss

  • Eduardo

    Aí depende da função né?

    Não vai colocar uma gorda pra ser recepcionista de uma agencia de modelos né?

    Fail…

    • Keka Demétrio

      Depende, gato, se for uma agência de modelos plus size seria perfeito!!! ahahahah

  • Ana Maria

    É minha amiga, nesse nosso mercado de trabalho, quem não tem p**** e b***** não é nada…. Quanto tempo será que vai levar pra esse povinho crescer?!

    • Keka Demétrio

      Por isso, Aninha, é que é muito importante buscar o nosso crescimento para sabermos lidar com a pequenez dos outros.
      Bjoss

  • karla

    Isso já aconteceu comigo. Participei de um processo seletivo em um renomado banco, passei em todas as fases, no entanto no final percebi o porquê de nao ter sido contratada. Não precisou ninguém me dizer isso, mas cheguei a essa conclusão pelos fatos, no entanto, infelizmente ainda nao superei isso, e me acomodei ainda mais, depois de ler esta reportagem só confirmou minha suspeita. Nos últimos tempos tenho sentido a necessidade de estar mais esbelta, pela saúde, mercado de trabalho, dificuldade com roupas e também meu espelho em casa que me entrega. Infelizmente os obesos são mal vistos ainda. Vivemos numa sociedade preconceituosa demais, que tira suas próprias conclusões ignorando se está ofendendo alguém.
    Este blog nos ajuda muito. Parabéns gente!

    • Keka Demétrio

      Karlinha, sinto uma serta melancolia em suas palavras. Bola pra frente, gata!! Coloque um sorriso em seu rosto, empina esse derrière e se joga na vida! 🙂

  • Também assisti essa reportagem e descobri que estou sofrendo discriminação ao me candidatar as vagas por ser mulher, estar acima dos 30 anos, ter filho pequeno e se não bastasse tudo isso, também por estar acima do peso … Bem, e a minha qualificação e experiência profissional? Não contam p/ nada ?? É de revoltar !!

    Como sempre um ótimo post por aqui, sempre recomendo as pessoas a visitarem, e principalmente os não “GG”. Quem sabe um dia essa discriminação diminua ao ponto de quase não notarmos …

    • Keka Demétrio

      Linda, me faz um favor: não desista nuncaaaaa!!!

  • Paulinha Carvalho

    Amei o texto, de vdd. Ainda + pq já vivi na pele esse preconceito, ficando + de 01 ano desempregada. Isso só me colocou pra baixo, e me fez engordar ainda +. Só q hj as coisas mudaram, tô feliz, tô alegre, trabalhando cm o q gosto, e em apenas 04 meses nessa empresa já fui promovida e tive um aumento considerável no meu salário. Inteligência realmente ñ se med cm fita métrica!!!! Tô amando esse blog. Bjs

    • Keka Demétrio

      Paulinha: exemplo de superação, determinação, e COMPETÊNCIA.
      Depois desse depoimento alguém dúvida que mulherões podem ser tão capazes como qualquer outra mulher????
      Show, gata. Parabéns!!!
      Bjkassss

  • Olá, Keka. É incrível saber que, mesmo que você seja uma pessoa esforçada, dedicada e inteligente, tudo isso vai pelo ralo só porque essa pessoa não se encaixa nos padrões estéticos impostos pela nossa sociedade. É lamentável saber que, por mais que você estude, se esforce, se dedique, se aprimore, nada disso conta. É por isso que esse país não vai pra frente.
    Desde quando os quilos a mais indica o QI de uma pessoa? Desde quando quilos a mais é sinônimo de competência na vida profissional?
    Posso ser gordo, mas os quilos a mais que tenho nunca me impediram de desempenhar meu trabalho.
    Do jeito que a coisa vai, talvez a saída seja os concursos públicos. Pelo menos o emprego público aceita uma pessoa pela competência, pela inteligência e não pela aparência.
    Sem dúvida o preconceito é grande. Mas podemos sim, ser maior que ele, fortalecendo todas as nossas virtudes, mostrando que os quilos a mais que temos não nos torna piores ou melhores para ter-mos sucesso na vida.

    Meu nome é Rodrigo Cruz, sou fonoaudiólogo, pós-graduando em audiologia e graduando em fisioterapia (sim, meus quilos a mais não me impediram que eu obtenha uma segunda graduação). Também estou mais de 10kg acima do peso ideal e isso não me impediu (e nem me impede) que eu me torne melhor no que faço.

    Bom, é isso. Abraços e beijos.

  • Patricia

    Olá Keka

    Meus parabéns pelo que você escreveu, pois acho inaceitável e absurdo que nos dias de hoje a gente tenha que conviver com qualquer tipo de preconceito. Me revolta quando me deparo com discriminação de qualquer tipo. Meu nome é Patricia Tortatto Coraiola, não estou acima do peso e não sofro nenhum tipo de discriminação, mas luto contra isso, porque é realmente degradante esta sociedade que julga pela cor, raça, peso, religião, etc…
    Ah, inclusive tenho uma funcionária que está acima do peso e sofreu muito por isso, pois não conseguiu ser contratada em alguns empregos. Achei simplesmente o fim quando ela me disse que já tinha perdido oportunidades por causa disso. Na verdade é como você disse quem perdeu a oportunidade foram os que não a contrataram.
    Beijos e sucesso

  • Mariana

    Como sou funcionária publica contrada através de concurso não tive esse problema, mas sabemos que esse infelizmente é um fato e não é raro. Usam a pseudo preocupação de probabilidades de doenças para esconder um preconceito, até pq não é raro vermos pessoas magras com problema sérios de saúde. Ninguém tem como prever certas coisas.
    Apesar de estar gordinha meus exames mostram taxas ótimas, faço atividade física todos os dias e tenho a maior disposição para colocar meus alunos na quadra e jogar bola com eles, coisa que muita professora magra que trabalhar comigo não faz. Além disso meus alunos vivem dizendo que sou a “tia” mais maneira da escola, pq uso roupas bonitas, tenho cabelos bonitos, pernas bonitas e tal (criança quando gosta joga nossa autoestima lá para cima, procuram detalhes para nos elogiar – fikadika -). Claro que tem a questão do entrosamento, mas na escola tem tanta professora magra, que ouvir dos alunos (não só dos meus) esse monte de elogios mostra que. se tivesse deixado de trabalhar por causa do sobrepeso com certeza eu e as crianças sairiamos perdendo, pois sem dúvida nossa convivencia faz bem tanto para mim, quanto para eles.

  • Milene

    Gente que absurdo, quer dizer que agora só se pode trabalhar se for magra?
    Estou terminando meu curso de Técnica em Estética, estou acima do meu peso sim, e dentre muitas alunas desse curso que são “o exemplo de profissional para o mercado” , eu me garanto, pois estudo e vou atrás para aprender cada vez mais, sem dizer que onde trabalho só recebo elogio por parte dos meus clientes.
    FIM AO PRECONCEITO!
    LEMBREM-SE:” DO PÓ VIEMOS E PARA ELE VOLTAREMOS”

  • Luciane

    Boa tarde, Keka, tudo bem?
    Adoro seus texto e te acho linda e estilosa.
    Keka, já que você já tocou no assunto, sugiro um post sobre a reportagem do Fanatástico de ontem(06/02/2011) sobre as 3 professoras de São Paulo que foram reprovadas num concurso público por serem obesas, fiquei chocada e revoltada com essa notícia lamentável.
    Beijo, Lu

    • Mariana

      Essa reportagem é sobre o mesmo assunto que coloquei no link logo acima. Tinha saido no Globo.com e ontem o Fantástico passou a reportagem completa. Sou professora e estou acima do peso e não consigo ver em que isso vai atrapalhar minha prática, já que para dar aulas eu preciso do meu cognitivo em dia e não necessariamente meu corpo. Lamentável mesmo esse tipo de preconceito, até pq como falou na reportagem, as tres já trabalham para o municipio, mas com regime de contrato temporário. Agora, elas passaram no concurso público e só querem que o direito delas seja garantido, o que está mais do que certo.

  • Alice

    Então, eu parei aqui pelo G1 sobre a notícia do FWPS, e fui lendo os posts antigos. Cheguei neste daqui que chamou muito a minha atenção porque o senhor da empresa de RH que deu a entrevista no Bom Dia Brasil era vinculado ao meu antigo empregador, e percebendo a minha insatisfação com algumas coisas, fez uma entrevista comigo e me sugeriu que eu estava insatisfeita no trabalho porque eu estava acima do peso.
    O ambiente ruim, a falta de reconhecimento financeiro e trabalhar comercialmente para outra pessoa ser comissionada não eram bons motivos para estar insatisfeita, mas meu peso era. Veja só.
    Eu acabei me desligando da empresa porque aquelas pessoas estavam acabando com a minha saúde, resumidamente, e não porque o meu tamanho atrapalhava.
    Mas além disso, acho digno de registro que um jornal do porte do Bom dia Brasil deveria ser mais cuidadoso com a divulgação desse tipo de “tendência” preconceituosa. Porque eles estimulam mais ainda as atitudes negativas ao invés das positivas.

  • núbia

    Olá kea adorei o seu texto , más vc esqueceu o pior não e ser gorda é além disso ser negra.

  • marg

    kEKA VC É LINDA, MAIS EU SOFRO ESTE TIPO DE PRECONCEITO EM MEU TRABALHO PRINCIPALMENTE TRABALHO EM UMA EMPRESA ONDE A MAIORIA É HOME NÉ AI JÁ VIU, SEMPRE ESCUTO PIADINHAS SOBRE O MEU PESO E SEMPRE TENTO NÃO ME IMPORTAR, DOU RESPOSTAS ATRAVESSADAS, MAS, NO FUNDO ME MACHUCA MUITO, SEI QUE PODERIA MUDAR ISTO ENTRAR EM UMA ACADEMIA EMAGRECER, MAIS NÃO QUERO FAZER POR IMPOSIÇÃO DOS OUTROS E ACHO QUE TAMBÉM ESTOU NAQUELA FASE DE ESTOU EMOTIVA PARA TUDO E SEM EMOÇÃO PARA NADA, ESTOU COM 42 ANOS, SUPERGORDA, SEM NAMORADO, SEM UM EMPREGO LEGAR E SEI QUE TUDO ISTO DEPENDE DE MIM PARA MUDAR, MAS ESTOU SEM FORÇAS. AH! É COMPLICADO, AS VEZES DA VONTADE DE SO FICAR DEITADA E PRONTO.

  • ana meire alves da silva

    amiga estou no momento sofrendo com isso,sou técnica de enfermagem com uma ótima formação, experiência mais no momento acima do peso e vejo no momento das dinâmicas pessoas que não tem uma formação adequada ser contratada e eu eles dizer que gostou mais me chamarão em outra oportunidade,fica claro que é pelo peso isso magoa muito.bjs

  • Cíntia

    Oi admiro tal auto- estima. Queria pensar assim. Nunca consegui um emprego por ser gorda tenho que me virar vendendo coisinhas e fazendo unha. (coisa que não gosto de fazer) mais…Tenho capacidade para tantas coisas, è isso! Só queria falar um pouquinho tbm. Alias, quem souber de um emprego me candidato rsrsrs….
    beijos mil

  • Cara Keka,
    nós que somos um pouco mais fortes, só temos que tomar os devidos cuidados com nossa saúde, isso todos sabemos. Como você bem disse, o Mundo Corporativo é um mundo cheio de preconceitos, aliás, nossa sociedade o é e, isso vem dela. Se é magro demais, é ruim, se é gorfinho é ruim, se alto demais é ruim. Acredito que a crise esteja neles(as), pois não sabem o que quer. Tem muita gente magra, ou vista como, isso depende do ponto de vista com o colesterol lá no teto, enquanto nós fortinhos, dentro dos limites e, muitas vezes, normais.
    O Mundo Corporativo pode ser conisderado uma ciência, pela sua interdisciplinaridade, mas muitas vezes não passar de um conjunto de idiotas, que não trabalham, não produzem, vivem de puxação, só geram custos e a empresa ainda acha que está tudo bem.
    Eles não tem mais de onde tirar tanto filtro para suas seleções, ficam inventando coisas e inferindo outras.
    Nosso cérebro funciona muito bem e pode criar maravilhas. Bem, o assunto é longo e polêmico, mas vamos em frente tocando nossas vidas. Agora, ao que parece, a moda é se você faz parte de uma Rede Social (internet). Se não faz, é anti-social (o conceito mudou, até ele “evoluiu” com o advento da internet). Simplesmente ridículo.

    Abraços e vamos em frente

  • Alexandra

    amei o texto e concordo totalmente, porem devido tantas rejeiçoes no mercado de trabalho, sinto medo de encarar entrevistas infelizmente tiraram de mim a auto confiança. e plantaram a insegurança no lugar. mais eu vou superar !! bjs e vamos nessa.

  • Marçal

    Não sou mulher, mas estou sofrendo por ser gordo e vendo pessoas piores do que eu arrumar emprego nas empresas em que fiz entrevistas. Vi claramente que era melhor mas eles acabaram com a vaga. Soube mais tarde que algumas dessas pessoas nem ficaram e eu continuo desempregado. Tenho vontade de morrer, pela razão que minhas filhas me pede pão de manhã e não posso dar. Talvez esse papo seja o último, não tenho dinheiro para conta.

    • Alexandra

      não desanime, tenho certeza de que Deus existe e é justo, e vai atender suas necessidades acredite !! força !!

  • Fabio Luiz

    eu não vejo problema nenhum em ser gordinho ou gordinha a competência e a capacidade de cada um não si avalia o si mede pelo corpo, pelo físico, eu adoro uma mulher gordinha si dependesse só de min eu namoraria só as gordinhas eu as adoro!!!

  • Sou um gordo em fase de recuperação, ter orgulho de ser gordo é como ter orgulho de fumar crack. Nao é só uma questão de estética, é uma questão pratica, gordos não são saudáveis, não se engane, seu corpo não aguentara seu peso para sempre. Gordos ocupam mais espaço, isso é fato. Gordos são no mínimo individualistas e egoístas, pois comem muito mais do que precisam, e não olham para seus semelhantes. Se os gordos fossem realmente inteligentes, emagreceriam. Vejam, sou, como disse, um quase ex-gordo, sei como a mente gorda funciona, e não é legal. Vamos parar com essa palhaçada de orgulho e gordo e procurar ficarmos saudáveis. gordura mata sim.

  • lilica

    Infelizmente tenho um exemplo péssimo no meu local de trabalho. Meu colega fica a maior parte do tempo sentado e comendo alguma bobagem. Trabalhamos em.um órgão público e na minha mesa existe uma máquina de protocolo, sendo q qd não estou, ele é incapaz de protocolar qlq coisa só pra não levantar da cadeira. O fax fica na mesa dele e íamos aposenta-lo para usar o fax da multifuncional, que fica bem colado na frente da mesa dele. Ele teve a coragem de pedir ao chefe q não fizéssemos a troca pra ele não precisar levantar da cadeira…acredito q a maioria não seja assim, mas esse q conheço e q infelizmente trabalha comigo é um gordo preguiçoso sim. Digo infelizmente pq por causa disso tenho q fazer 90% do trabalho, já q a obesidade lhe trouxe vários problemas de saúde. Saúde essa q ele não cuida já q passa a maior parte do tempo comendo torresmo, amendoim, pão doce…e eu q me dano.

  • eu tb sofro com isso fiz um monte de entrevista e nao consigo emprego
    preçiso trabalha me chamo paula amorim

  • Tatiane Bezerra

    Olá…
    Amei a abordagem do assunto estava mesmo procurando respostas, queria saber se eu estava mesmo sendo vitima de preconceito ou era coisa da minha cabeça, queria saber se mais pessoas passaram pelo o que estou passando.
    Estou ha 1 ano e 3 meses desempregada sou formada em Gestão de RH, me visto bem, me comporto muito bem em entrevistas, sou ativa, dinâmica, como varias vezes me falaram “Seu currículo é muito bom!”…
    Mas minhas qualidades viram grãos de areia perto do fato de eu ter 1,70 de altura e um pouco mais de 120kg bem distribuidos…. rsrrsr.
    Só me resta continuar na minha caminhada e não desistir não importa quantos “Você infelizmente não tem o perfil desta empresa!” eu leve na cara.

    Obrigada e boa sorte a todas
    Taty

  • eurides

    Eu quero dizer que sinto na pele sou técnico em ti atualmente comecei a estudar análise e desenvolvimento de sistemas sou do interior de sao Paulo moro atualmente em sao paulo trabalhei até hoje como ajudante geral pedi para ser mandado embora ser tanto umilhado companheiros com pouco estudo do para mesmo falando erado sendo promovidos por ter boa aparência tenho esposa e filho sem falar bancos como o Bradesco e tantos só contratan pessoas bonitas mesmo sendo muitas vezes incapazes de desenvolverem seu trabalho sem contar vc sendo gordo e vendo amigos colocando amigos em lugares q vc deveria oculpar no momento estou desempregado com família e triste por se sentir um lixo por estar um pouco a cima do ideal dessa ditadura e até penso q deus não lembra de mim mas sei que Deus não tem nada a ver com a maldade e preconceito das pessoas e instituições fico triste em saber que este país q meu filinho vai encontrar onde uma sociedade construída em valores que a cada dia vemos no que está se tornando quando vc vale pelo que tem e por sua aparência mesmo vc sendo bonito não importando a sua amargura e falta de capacidade eu tenho vergonha de ser brasileiro um lugar onde ser procurar ser honesto e sinal de idiotice mas sei vou conseguir mesmo que matando um leão por dia acredito acima de tudo em Deus.