16 de setembro de 2009 20:07

Por Andrea Boschim

Andrea Boschim

Não gosto muito de vir aqui dar uma de escritora, porque não é minha praia… Gosto mesmo é de fotografar, provar roupas, desfilar, ajudar as meninas a fazerem todas essas coisas, enfim, gosto de ser modelo plus size.

 Meu último post foi sobre a primeira versão do dia de modelo, que o blog organizou em São Paulo e o BUM de modelos plus size que surgiram desde que a Flúvia Lacerda esteve pela última vez no Brasil… Minhas exatas palavras foram:

 “… eu pensei que seria uma oportunidade para desbanalizar esse movimento que vemos atualmente pelo orkut, que toda menina gordinha é modelo plus size. Eu topei na hora, porque além de poder mostrar o dia a dia de uma modelo, poder passar um pouco da minha experiência, teríamos a chance de mostrar que prá ser modelo plus size não basta ser gordinha e bonita.”

(postado aqui no blog no dia 26/07/2009)

Continuo vendo por aí meninas que nunca fizeram um trabalho sequer se intitulando modelos plus size só porque têm um book nas mãos… Em minha opinião, essas meninas só serão modelos quando fizerem um trabalho como tal, antes disso, são aspirantes a modelo, e isso não é demérito nenhum… é apenas o processo natural de quem quer ser modelo.

Mas o que tem me incomodado agora são as “agências de modelo plus size”.

A maioria delas está localizada em São Paulo, e é possível ver seus “castings” nos sites. Não é preciso procurar muito para encontrar a mesma modelo em 2 ou 3 agências, algumas em até mais …

Se o mercado está sinalizando um crescimento na procura de modelos, favorecendo uma estruturação do setor, precisamos começar a colocar as coisas no lugar antes que tudo vire uma grande bagunça e a gente perca o espaço que estamos conquistando…

Há quem tenha acreditado nesse mercado há quase uma década… É o caso da fotógrafa Kátia Ricomini, idealizadora do site WWW.criaturagg.com.br precursora desse movimento no Brasil. Tantos outros tentaram fazer sites parecidos com o CriaturaGG, e acabaram caindo no anonimato e sumindo do mapa. Eu que comecei minha carreira através do site, sei como é trabalhoso manter um casting de primeira, captar clientes, mantê-los satisfeitos, administrar o ego das modelos, negociar sempre um cachê melhor a cada trabalho… e no caso específico do CriaturaGG não ver um centavo dos cachês das meninas, e continuar na ativa tanto tempo…

Apóio os novos projetos que estão aparecendo, vide o caso do Mulherão, que já é um sucesso entre gordinhas  e gordinhos de todo país… Mas o sucesso do Mulherão se deve a um trabalho árduo da parte da Renata e sua equipe que usam e abusam da criatividade, da confiança no outro e na transparência em suas ações para agitar o mundo GG.

Porém é preciso tomar cuidado com o crescente surgimento de agências plus size… Sei que prá quem está começando é muito fácil achar que estar em várias agências aumenta sua chance de ser chamada para um trabalho, mas não é assim que as coisas funcionam.

As lojas quando solicitam uma modelo, têm um perfil em mente, e por isso basta que um composite chegue às mãos de quem vai contratar para que você seja ou não aprovada. Quando a loja entra em contato com várias agências, ela espera receber várias candidatas ao trabalho, e não 5 ou 6 meninas que estão nas agências A , B e C…

Outra cilada: tem agência cobrando da candidata taxa para participar de casting… Que coisa mais sem sentido… A modelo vai lá, se inscreve na agência, é chamada para um determinado trabalho, e só pode ir se pagar uma taxa… Na esperança de ser a escolhida, muitas vezes ela paga por isso, mas geralmente apenas uma candidata terá a vaga… E pode ser que nem seja dessa agência… Ao invés de ganhar dinheiro como modelo, a menina acaba pagando para usar o “sobrenome” plus size no Orkut, e efetivamente pode nunca ter feito trabalho nenhum…

Acredito que tenham agências sérias, que trabalham direitinho no mercado, mas como já tenho meus contatos, e não sou agenciada em nenhuma delas, prefiro não indicar nenhuma!

Mas fica a minha dica para vocês que querem ingressar na carreira: tomem cuidado ao divulgar informações pessoais, fotos, emails… Procurem saber há quanto tempo existe a agência, que referências de trabalhos elas possuem, se elas possuem sede própria, se estão regularizadas na receita federal… Sejam fieis às escolhas que vocês fizerem… Administrem a ansiedade pelo primeiro trabalho…

Por quase 06 anos eu fui exclusivamente modelo do CriaturaGG, e se hoje eu posso ajudar outras meninas aqui no blog, no Dia de Modelo, foi porque eu tive um bom ensinamento!  E sempre que precisarem de mim por lá, podem ter certeza de que irei… porque embora hoje, eu esteja procurando novos desafios ao lado da Renata, sempre serei grata à tudo que conquistei por ser modelo CriaturaGG.

Então meninas, levem isso com vocês: nem sempre é o dinheiro ou a super exposição que faz com que uma carreira seja duradoura, é a postura com que encaramos a vida e a seriedade com que levamos o nosso trabalho!