27 de junho de 2011 12:30

Mulherão que é mulherão sempre se comove com e-mails sobre crianças doentes ou desaparecidas. E na boa intenção de propagar a foto dos pequenos, acaba replicando a mensagem para toda a sua lista de e-mails.  Só que na ânsia de ajudar, acaba se esquecendo de verificar a veracidade das informações. Resultado, você acaba integrando uma rede de SPAMs.

O ideal é que sempre antes de reencaminhar um e-mail para seus amigos, você cheque se o pedido de ajuda é real ou não, ou se já foi solucionado.  Entenda que isso é questão de educação e respeito com quem terá sua caixa de mensagens bombardeada com lixo eletrônico.

Caso queira mais infomações sobre esses casos de crianças desaparecidas que circulam na net, clique aqui.