25 de julho de 2011 08:56

Por Keka Demétrio

Hoje eu não quero muito, quero só o necessário para me abastecer.

Quero que os recipientes da alma se completem, mas algumas coisas não dependem apenas de mim para que isso aconteça. Você precisa me ajudar.

Preciso do seu sorriso largo, do seu colo macio e da sua voz doce, e ao mesmo tempo grave, me dizendo o quanto sou especial. Não me pergunte porque preciso ouvir se você tá cansado de saber que eu me sinto especial e por isso mesmo me adora. Apenas faça o que pedi.

Também quero que suas mãos afaguem os meus cabelos, como se varressem de dentro da minha cabeça tudo o tipo de pensamento que possa me deixar triste. Aproveite a oportunidade e também diga que meus cabelos são lindos. Muitas das vezes eu cuido deles para você.

Peça-me para fechar os olhos e toque o meu rosto com a ponta dos teus dedos, só para eu me sentir uma obra de arte que de tão rara dá medo até de tocar. E se eu entreabrir os lábios cala-me com um beijo suave e diga-me para só sentir.

Conte-me alguma história interessante e me leve para dentro dela. Deixe-me interagir com os seus conhecimentos e fazer parte desse mundo tão seu. Faça-me aprender o que não sei e aprimorar o pouco que sei. Isso também há de dar-me prazer.

Calma, ainda não acabou.

Agora que estou sentindo-me tranqüila e protegida permito que mergulhe em meus olhos enquanto vou desbravando os teus. Vou desvendando alguns dos seus segredos e você vai descobrindo que meu mundo não é tão confuso assim, que eu apenas tento acertar, mas que foi errando que eu descobri que ainda sou muito menos daquilo que posso chegar a ser. E é por isso que hoje pedi sua ajuda.

Descobri que por mais autosuficiente que eu seja, preciso do seu calor, das tuas palavras, dos teus gestos, do seu riso fácil e do que tem dentro do seu coração. Descobri que a felicidade sufoca quando não temos com quem dividi-la. E deve ser por isso que um monte de gente se esquece de procurá-la. Então, me deixa dividir a minha com você, eu não quero esquecer o que é ser feliz.

É, eu sei, esse seu carinho sempre me da paz e eu estou quase dormindo. E quando isso acontecer me cubra com o seu abraço, você sabe que eu não gosto de dormir descoberta. E mesmo que a gente acorde cada um para um lado, eu vou despertar feliz sabendo que quando eu mais precisei você esteve comigo.