29 de agosto de 2011 09:08 comportamento

Alma feminina…ops, masculina!

Por Keka Demétrio

Falamos e discutimos tanto sobre a alma feminina, tentando entender esse turbilhão de emoções que se conectam dentro de nós nos transformando em seres muito especiais e, de acordo com a grande maioria dos homens, complicadíssimas e impossíveis de serem explicadas.

Mas acho que estou começando a nos achar egoístas. É, somos E G O Í S T A S! Na maior parte do tempo em que falamos e trocamos idéias só sabemos discutir sobre nosso mundo cor-de-rosa, em como vamos realizar nossos sonhos e desejos, de como nos sentirmos mais bonitas e firmes diante da vida. Além, é claro, de esbravejarmos que somos incompreendidas, que os homens são uns cafajestes, que estamos com eles porque é um mal necessário, que isso e que aquilo.

Ãhn, mas como assim?!

Homem, mas estou dizendo homem de verdade, daqueles modelo com H maiúsculo (aiai, até suspiro quando penso. Sim, porque sou dessas, não desisto never!!!), não é mal necessário coisíssima nenhuma, muito pelo contrário, é um bem mais do que necessário, diria que é essencial e possuem alma. Isso mesmo, nosso egoísmo nos fez esquecer que homens possuem alma.

Você já parou para pensar sobre a alma masculina, os mistérios contidos nela, sonhos, desejos, fugas? Já passou pela sua cabeça que não deve ser nada fácil para eles crescerem ouvindo que homem não chora, que homem não pode expressar sentimentos, porque quando o faz isso pode fazê-lo parecer fraco? Já passou pela sua cabeça que seu companheiro já quis te dizer um monte de coisas bacanas, mas não o fez porque se sentiu inseguro e temeroso? Você sabia que por detrás daquela expressão máscula e forte de quem quer proteger existe um menino que muitas vezes só quer recostar a cabeça em seu colo, sentir a delicadeza das suas caricias e ter a certeza de que pode contar com você?

Se eu perguntar do que os homens gostam, automaticamente muitas mulheres irão responder: futebol, cerveja e mulher, não necessariamente nesta ordem. Mas será que é realmente só isso que interessa aos homens? Será que não está na hora de darmos uma trégua, baixar a guarda e começarmos a reparar em nossos companheiros não só como macho procriador e realizador dos nossos desejos, mas como seres humanos que também erram e acertam, que caem e levantam, que são feitos de sentimentos e que, embora possam parecer muito diferentes de nós porque usam muito mais a razão do que a emoção, também possuem um coração que precisa ser aquecido?

Será que não está passando da hora de enxergarmos que em um relacionamento existem duas almas distintas e que nenhuma deve prevalecer sobre a outra, mas sim agirem de forma a complementarem-se. Que os sonhos de um não pode causar a morte dos sonhos de quem ama, e isso não quer dizer que vai ter que se sacrificar ou se anular, o que quero dizer é que se souber usar de sabedoria irá conseguir adequar os seus sonhos à mesma estrada da realização dos sonhos do seu companheiro. Um auxiliando o outro em todos os sentidos. Antoine de Saint-Exupéry retrata isso muito bem em uma frase super conhecida, porém pouquíssimo compreendida: “Amar não é olhar um para o outro, é olhar juntos na mesma direção.”

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES