03/09/2010 Beleza

Ai, meu cabelinho…

Por Renata Poskus Vaz

Não há nada mais feminino do que um cabelo comprido e bem tratado. O meu estava bem compridão (para os parâmetros de alguém que sempre teve poucos fios na cabeça), mas ralo, sem vida e implorando por um corte. Aproveitei o último Dia de Modelo e entreguei minhas madeixas ao David, cabeleireiro oficial do Dia de Modelo Plus Size em São Paulo e também do Fashion Weekend Plus Size. Ele já havia feito umas “experiências” na cabeleireira da Andrea Boschim e achei que ficou legal.

O David não perdoa e lança mão na tesoura sem dó. Quando me perguntou quantos dedinhos poderia tirar, eu sugeri que cortasse na altura do ombro,  como há exatamente um ano cortei:

Mas as tesouras foram mais além. Eu tinha esquecido que quando vamos a um cabeleireiro precisamos sempre pedir para cortar menos do que realmente queremos pois eles sempre cortam um pouquinho mais. David cortou meu cabelo bem curtinho e repicou para dar mais volume. Mas no final, gostei do resultado. Essa é a versão sem coloração:

Mas ainda faltava alguma coisa. Lembra de quando reclamei da oleosidade excessiva que deixava meu cabelo murchinho? Resolvemos descolorir algumas mechinhas… Com um processo bem simples, à base de descolorante e sem emprego de tintura, meu cabelo fiocu assim:

Amanhã vou mostrar a transformação da Sueli Belfort. Fiquem ligadas!

(Visited 126 times, 1 visits today)

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES