11/03/2013 Sem categoria

Mulherão Saúde: minha saúde (ou falta dela) + academia + Metformina

Por Renata Poskus Vaz

Confesso que pisei na bola comigo mesma nos últimos meses. Andei me alimentando mal e dormindo muito pouco… Eu não tinha nem tempo para cozinhar e acabava fazendo uma única refeição por dia, e daquelas bem desequilibradas. Comia o que era fácil de preparar e pronto. Entre comer adequadamente e falar com um cliente, eu preferia a segunda opção. Meus clientes sabem que trabalho em casa e por isso me ligam quando querem. Por diversas vezes conversei com donos de grifes e estilistas de madrugada. E não adiantava dizer que estava em horário de almoço, pois logo escutava: “ah, mas eu vou falar rapidinho”. E lá iam mais 30 minutos nada rápidos no telefone e o almoço ficava para depois.

Para completar, por conta dos preparativos do Fashion Weekend Plus Size, eu dormia apenas 4 horas por noite, e olhe lá. Não sentia sono. Vivia ansiosa e só queria trabalhar, trabalhar e trabalhar! 

Academia

No carnaval, dias antes do Fashion Weekend Plus Size, meu irmão disse que ia se matricular na academia. Fui com ele. Era o empurrão que eu precisava para me matricular. Comecei a malhar na quarta-feira de cinzas. Expliquei ao professor que eu sou ociosa, que não malhava faz tempo e pedi que “pegasse leve” comigo. Só que o leve dele era pesado demais para mim. Fiz uma série de exercícios para o braço que me deixou sem conseguir movimentá-lo por dias. A dor era insuportável e precisei me entupir de Tandrilax. Lá estava eu, há alguns dias do meu evento, sem poder mexer o braço e completamente grogue. rsrsrs… Mas no fim, no evento, deu tudo certo.

Desde então, tenho ido apenas 1 vez por semana para a academia. Ok, vocês vão dizer que isso não adianta nada. Já eu penso o contrário. Óbvio que desejo ir todos os dias ou no mínimo 3 vezes por semana, mas enquanto não consigo organizar meus horários, acho que 1 dia é melhor do que nada.

Metformina

metformina

Não sei se vocês se lembram, mas no ano passado eu disse que me consultaria com um conhecido endocrinologista. Porém, recebi uma enxurrada de mensagens de ex-pacientes dele (eu havia citado o nome do médico) me desaconselhando. Todas haviam tomado remédios, emagrecido e depois engordado novamente. Eu já havia me consultado com ele e tomado um remédio que eu acreditava ser natural, mas continha hormônios T3 e T4, que mexem com a tireoide. Só soube disso agora. 🙁

Então, procurei um clínico geral mesmo, que meu bolso poderia pagar. Expliquei meu histórico e mencionei minha preocupação com o meu fígado, mostrei exames antigos e tal. O que ele disse vocês já devem imaginar: perca um pouco de peso, pratique exercícios físicos, maneire na alimentação, sobretudo na ingestão de gordura e mais um monte de bla bla bla que a gente está cansada de saber, mas não põe em prática.

Mas o melhor estava por vir. Ele me prescreveu a Metformina. Pensei bem se postaria isso aqui, já que sei que estou cheia de leitora maluquinha que após ler essa matéria vai correndo para a farmácia se automedicar. Então, meninas, não façam isso. Procurem um médico e falem sobre esse medicamento para ele, caso seu quadro clínico se pareça com o meu. Se achar oportuno ele te receitará e em uma dosagem exata, perfeita para você.

Quer saber para que serve a metformina?

Ela é indicada pata diabetes tipo 2. Não, eu não tenho diabetes tipo 2, porém, quando ministrado à pacientes obesos com esteatose hepática, os níveis de gordura no fígado reduzem significantemente. Mas é claro que maneirar nas refeições também é necessário.

Não há perigo de eu desenvolver diabetes ou hipoglicemia com o uso deste mediamento. Muito pelo contrário. Meu próximo passo após a esteatose certamente seria a diabete.

A Metformina pode causar náuseas, diarréia e dor de estômago. Desta forma, muitas das pessoas que o tomam acabam deixando de comer para não sentirem esses efeitos colaterais. Com isso, elas têm a impressão de que o remédio emagrece, mas na verdade, elas que pararam de comer com medo do piriri. rsrsrs

Eu ando meio sem apetite. Senti que a Metformina dá uma sensação de saciedade, embora a bula não descreva isso em efeitos colaterais.

Ah, mas esqueci de falar a melhor parte sobre a Metformina. Ela também é indicada para a SOP (síndrome dos ovários policísticos). Como vocês já devem saber, mulherões acima do peso tem mais chance de desenvolver cistos nos ovários e consequente menstruação desregulada e dificuldade para engravidar. Já li relato de mulheres que não conseguiam engravidar e conseguiram, sem indução da ovulação, somente tomando a Metformina.  Ela faz uma espécie de “faxina” nos ovários.

O custo de uma caixa para 1 mês é de cerca de R$10. Isso mesmo, R$10.

Daqui há alguns meses eu volto para contar os resultados da Metformina no meu fígado.  (a parte de testar a eficácia na tentativa de gravidez fica por conta de vocês, já que estou solteira. 🙁 )

update: Resultado do meu tratamento, após mais de 1 ano, você pode ler clicando aqui

(Visited 3.154 times, 2 visits today)

Quer trocar relatos de experiências sexuais e tirar dúvidas com outras mulheres gordas? Entre no GRUPO SECRETO DO MULHERÃO, no Facebook, com entrada permitida apenas para mulheres: Clique aqui para acessar

MAIS MATÉRIAS INTERESSANTES